quarta-feira, 19 de dezembro de 2012

14- O AQUECIMENTO GLOBAL É UMA MENTIRA!

Eu sempre fui muito cético de tudo issi que andam dizendo há anos sobre aquecimento global, mas nunca  tinha as provas para ter certeza. Mas agora eu encontrei provas mais que suficientes para embasar minhas convicções.

O vídeo que você vai ver agora tem todas as provas que precisamos para crer que o aquecimento global é uma grande mentira.

Muito mais que uma grande mentira é uma estratégia de satanas dada aos seus servos para manipular o mundo, o sistema e as pessoas que estão inseridas nele, ou seja, todos nós!

Páre e analise com atenção e verá que realmente não existe aquecimento global coisa nenhuma.

Abaixo a palestra completa do professor da USP Ricardo Augusto Felicio. Vale a pena assistir:



 



 






13- O mito do "Papai Noel" versus a realidade de Jesus Cristo.



O Mito do Papai Noel Versus A

Realidade de Jesus Cristo 

 

Este estudo eu retirei do site: http://www.espada.eti.br/n1132.asp
Este site é repleto de ensinamentos e verdades que a igreja de Jesus Cristo deve saber. Acessem.

Quando comparamos atentamente o mito do Papai Noel com a história bíblica real de Jesus Cristo, vemos a realidade chocante que Satanás suplantou Jesus Cristo na vida de muitas pessoas.
A Nova Ordem Mundial está chegando! Você está preparado?
Compreendendo o que realmente é essa Nova Ordem Mundial, e como está sendo implementada gradualmente, você poderá ver o progresso dela nas notícias do dia-a-dia!!
Aprenda a proteger a si mesmo e aos seus amados!
Após ler nossos artigos, você nunca mais verá as notícias da mesma forma.
Agora você está na
"THE CUTTING EDGE"
Os autores da Nova Era afirmam repetidamente que o chefe supremo do Logos Planetário — o principal líder deles — chama-se Sanat Kumara. O espírito-guia da autora de Nova Era Alice Bailey, Mestre D. K., define Sanat Kumara como "a vida e a inteligência reveladora que está no nosso planeta." [The Externalization of the Hierarchy (A Exteriorização da Hierarquia), Alice A. Bailey, pág. 676]. Mais tarde, Sanat Kumara é identificado por outro título, O Senhor do Mundo [pág. 735]. Logicamente, esse é o sinônimo de um dos títulos bíblicos de Satanás. Em João 12:31, 14:30 e 16:11, Jesus chamou Satanás de "príncipe deste mundo". Assim, não pode haver dúvida que Sanat, o líder supremo, a quem os aderentes da Nova Era chamam de "Senhor do Mundo", não é ninguém menos que Satanás, chamado por Jesus de "príncipe deste mundo". Sanat é simplesmente uma transliteração do nome "Satan" [Satã]. Portanto, Sanat é Satanás. Não pode haver dúvida, especialmente quando você percebe que o Plano para produzir a Nova Ordem Mundial de Sanat é idêntico à descrição bíblica sobre como Satanás vai atuar no fim dos tempos.
Sanat é o mesmo que Satanás.
Permita-me apresentar-lhe outra transliteração da palavra Satan.
Em inglês, o nome é Santa Claus, em português, Papai Noel.
Antes que você reaja sem pensar, separe alguns minutos para ler esta comparação entre os ensinos bíblicos de Jesus Cristo e os ensinos místicos do Papai Noel. Muitos pastores lamentam o fato de que o Papai Noel substituiu Jesus Cristo no coração e na mente de muitas crianças e adultos no nosso país atualmente. Quando você ler esta comparação, compreenderá que essa substituição no coração e na mente das pessoas não é acidental. Verá que Satanás, o mestre das marionetes, está puxando as cordinhas do mundo, levando os adultos e as crianças para longe de Jesus Cristo e em direção ao Papai Noel, que é o epítome do amor ao mundo e a tudo o que nele há.

Comparação Entre Jesus Cristo e o Papai Noel

Jesus Cristo: Nosso Senhor e Salvador de Acordo com a Bíblia
Papai Noel: A Falsificação de Acordo com o Mito Humano
1.Tem os cabelos brancos como a lã [Apocalipse 1:14]
1. Tem os cabelos brancos como a lã
2. Tem barba [Isaías 50:6]
2. Tem barba
3. Veste um manto vermelho [Apocalipse 19:13]
3. Veste-se de vermelho
4. A hora da sua vinda é surpresa [Lucas 12:40; Marcos 13:33]
4. A hora da sua vinda é surpresa
5. Vem do norte, onde vive [Ezequiel 1:4; Salmos 48:2]
5. Vem do Polo Norte, onde vive
6. Trabalhou como carpinteiro [Marcos 6:3]
6. Fabrica brinquedos de madeira
7. Vem como o ladrão de noite [Mateus 24:43-44]
7. Vem como o ladrão de noite; entra na casa como um ladrão
8. Onipotente — o Todo-poderoso [Apocalipse 19:6]
8. Onipotente — pode entregar todos os brinquedos no mundo inteiro em uma só noite
9. Onisciente — conhece todas as coisas [Hebreus 4:13; 1 João 3:20]
9. Onisciente — sabe se a criança foi boa ou má o ano todo
10. Onipresente [Salmos 139:7-10; Efésios 4:6; João 3:13
10. Onipresente — vê quando a criança está acordada ou dormindo. Precisa estar em toda a parte ao mesmo tempo para entregar todos os presentes em todo o mundo na mesma noite
11. Vive para todo o sempre [Apocalipse 1:8; 21:6]
11. Vive para sempre
12. Vive naqueles que o receberam [1 Coríntios 3:16; 2 Coríntios 6:16-17]
12. Vive no coração das crianças
13. Distribui dons [Efésios 4:8]
13. Distribui presentes
14. É a verdade absoluta [João 14:6]
14. Fábula absoluta [1 Timóteo 1:4; 4:7; 2 Timóteo 4:4]
15. Senta-se em um trono [Apocalipse 5:1; Hebreus 1:8]
15. Senta-se em um trono
16. Somos exortados a nos achegar ao seu trono de graça e a expor nossas necessidades a ele [Hebreus 4:16]
16. As crianças são convidadas a se aproximarem do seu trono e a pedir tudo o que quiserem
17. Um de seus mandamentos é que os filhos honrem aos pais
17. Diz às crianças para obedecerem aos pais
18. Convida as crianças a irem a ele [Marcos 10:14]
18. Convida as crianças a irem a ele
19. Julga [Romanos 14:10; Mateus 25:31-46]
19. Julga se a criança foi boa ou má
20. Pai da Eternidade [Isaías 9:6]
20. Papai Noel (Pai do Natal)
21. Menino Jesus [Mateus 1:23; Lucas 2:11-12]
21. Kris Kringle [significa Menino Cristo]
22. Digno de receber orações e adoração [Apocalipse 5:12-14; Hebreus 1:6]
22. As crianças adoram e rezam a São Nicolau
23. Senhor dos Exércitos [Malaquias 3:5; Isaías 8:13; Salmos 24:10]
23. Senhor de um exército de elfos [na tradição druídica, os elfos eram demônios ou espíritos das árvores]
24. Deus diz, "Eh! Eh!... [Zacarias 2:6]
24. O Papai Noel diz "Ho, ho, ho..."
25. Príncipe da Paz, a Imagem de Deus [Isaías 9:6; Hebreus 1:3];
25. Símbolo da Paz Mundial, a imagem do período do Natal
Nota: Esta comparação foi tirada de The Good Newsletter, de Former Catholics for Christ, out/nov/dez 1997. Pode-se ver claramente que alguém criou uma falsificação secular de Jesus Cristo, colocando muitos de seus atributos no Papai Noel! Existem tantos pontos em comum, que é impossível que essa criação tenha sido acidental. Em Jó 1:6-7, vemos que Satanás passeia pela Terra como se ela fosse o terreno de um jardim, totalmente sob seu controle. Satanás pode ser imaginado como o mestre das marionetes, que puxa as cordinhas na Terra. Certamente, nestes dias finais, ele quer ter alguém que desvie a atenção, a admiração e o amor das crianças de Jesus Cristo. Mas, não somente isso, também quer contaminar as crianças desde cedo com a mais devastadora das doenças espirituais, o amor aos bens materiais e o amor a si mesmo, que acompanham o desejo de receber o maior número possível de presentes! A criação e a promoção do Papai Noel certamente cumprem todos esses objetivos.
Lembre-se que uma das profecias de Jesus Cristo sobre o fim dos tempos é que o coração das pessoas estará extremamente frio com relação a ele.
"E, por se multiplicar a iniqüidade, o amor de muitos esfriará." [Mateus 24:12].
Certamente, as crianças aprendem a ir à fonte errada para receber presentes, são encorajadas a se comportar bem durante o ano pelas razões erradas, e aprendem a amar os bens materiais, em vez de amar a Deus sobre todas as coisas. Isso nos faz lembrar de outra profecia bíblica:
"Sabe, porém, isto: que nos últimos dias sobrevirão tempos trabalhosos. Porque haverá homens amantes de si mesmos, avarentos, presunçosos, soberbos, blasfemos, desobedientes a pais e mães, ingratos, profanos, sem afeto natural, irreconciliáveis, caluniadores, incontinentes, cruéis, sem amor para com os bons, traidores, obstinados, orgulhosos, mais amigos dos deleites do que amigos de Deus." [2 Timóteo 3:1-4].
Essa profecia não descreve exatamente como está nossa sociedade nos dias atuais? As crianças estão aprendendo desde cedo a amar os bens materiais, a tentar obter o maior número possível de brinquedos, e a amar a si mesmas, tudo como conseqüência de acreditar nesse mito pagão do Papai Noel.
Pedimos que você receba essas informações com amor, como elas foram dadas. Você certamente não deve ensinar aos seus filhos o mito do Papai Noel. Ensine que Jesus Cristo é a razão do Natal. Não há nada de errado em dar e receber presentes, mas faça as crianças compreender que é muito melhor dar do que receber. Além disso, mostre-lhes que Jesus Cristo nos deu o maior presente de todos, o dom da vida eterna!
Quando você compreender o modo deliberado como o mito do Papai Noel foi criado, como uma falsa imitação de Jesus Cristo, poderá ver que as crianças podem ser facilmente desviadas espiritualmente crendo e participando nessa história. Mantenha o foco em Cristo para seus filhos.
Essas informações são apenas mais um exemplo que mostra como estamos vivendo nos últimos dias de grande engano e frieza nos corações. Juntamente com os muitos outros sinais do fim dos tempos, esse amor ao Papai Noel pagão é apenas mais um claro sinal do fim.



Você está preparado espiritualmente? Sua família está preparada? Você está protegendo seus amados da forma adequada? Esta é a razão deste ministério, fazê-lo compreender os perigos iminentes e depois ajudá-lo a criar estratégias para advertir e proteger seus amados. Após estar bem treinado, você também pode usar seu conhecimento como um modo de abrir a porta de discussão com uma pessoa que ainda não conheça o plano da salvação. Já pude fazer isso muitas vezes e vi pessoas receberem Jesus Cristo em seus corações. Estes tempos difíceis em que vivemos também são tempos em que podemos anunciar Jesus Cristo a muitas pessoas.
Se você recebeu Jesus Cristo como seu Salvador pessoal, mas vive uma vida espiritual morna, precisa pedir perdão e renovar seus compromissos. Ele o perdoará imediatamente e encherá seu coração com a alegria do Espírito Santo de Deus. Em seguida, você precisa iniciar uma vida diária de comunhão, com oração e estudo da Bíblia.
Se você nunca colocou sua confiança em Jesus Cristo como Salvador, mas entendeu que ele é real e que o fim dos tempos está próximo, e quer receber o Dom Gratuito da Vida Eterna, pode fazer isso agora, na privacidade do seu lar. Após confiar em Jesus Cristo como seu Salvador, você nasce de novo espiritualmente e passa a ter a certeza da vida eterna nos céus, como se já estivesse lá. Assim, pode ter a certeza de que o Reino do Anticristo não o tocará espiritualmente. Se quiser saber como nascer de novo, vá para nossa Página da Salvação agora.
Esperamos que este ministério seja uma bênção em sua vida. Nosso propósito é educar e advertir as pessoas, para que vejam a vindoura Nova Ordem Mundial, o Reino do Anticristo, nas notícias do dia-a-dia.
Fale conosco direcionando sua mensagem a um dos membros da equipe de voluntários.
Se desejar visitar o site "The Cutting Edge", dê um clique aqui: http://www.cuttingedge.org
Que Deus o abençoe.

sábado, 3 de novembro de 2012

12- "PASTORES" PAPAGAIOS.





Já ouviu falar desse tipo de "pastor"? Talvez não da forma como eu vou esclarecer aqui.
Hoje em dia é o tipo de "pastor" que mais podemos encontrar em cima dos altares da maioria das denominações no Brasil. E o pior de tudo é que o povo das denominações gosta desse tipo de "pastor".
"Pastor" papagaio é aquele que na verdade não é pastor, é um tipo de pregador, mas não é pastor. Por isso eu coloquei entre aspas. O "pastor" papagaio é um pseudopastor, ou seja, ele pensa que é um pastor, só pensa, mas é só uma coisa da cabeça dele.
"Pastor" papagaio é aquele que não tem inspiração de Deus para pregar, e toda, ou, a maioria das pregações que ele faz na verdade são repetições de outros pastores, que por sua vez também podem ter sido copiadas de outros "pastores" papagaios.
É muito comum você ouvir pastores pregando sobre Malaquias 3:10, Salmos 91, Salmos 23, as bem aventuranças, a viúva de Sarepta, o (quase) sacrifício de Abraão, etc... Mas não ouvimos passagens diferentes sendo pregadas nos cultos! Sei que tem muita gente dentro das denominações que já perceberam isso, talvez você!
Mas porque os “pastores” papagaios  pregam as mesmas passagens?
Os "pastores" papagaios repetem as pregações de outros por vários motivos: por ver que aquela pregação atrai muitas pessoas; por que alegra os membros ou por que enche o ego deles; porque ela faz com que os membros dêem mais ofertas; porque ela motiva os membros; porque ela faz com que os membros fiquem “retetéiando” e a reunião fique mais “fervorosa”. Ou porque é muito mais fácil copiar uma pregação do que orar, ler a bíblia e pedir direção, discernimento ao Espírito Santo pra receber uma, e por aí vai.
O “pastor” papagaio é um animador de auditório, ele quer dar show não quer levar a palavra de Deus para os membros. Ele quer ser o centro das atenções, porque repetir pregações desse tipo que mencionei faz do “pastor” o centro do culto e não Deus.
Quando um “pastor” papagaio prega dessa forma ele acaba ficando fora da vontade de Deus e inútil para a boa obra, já que não faz aquilo que seu senhor manda fazer e sim aquilo que ele acha que deve fazer.
Muitas das vezes nós, os membros das denominações, fazemos aquela velha e manjada reclamação (mesmo que em pensamento): “Há meu Deus! Vai pregar isso de novo?!”. E nos culpamos por achar que estamos pecando contra Deus por fazer esse comentário.
Mas na verdade, não temos razão?
Como um homem que se propõem a ser pastor prega sempre as mesmas passagens da bíblia se temos as mais variadas histórias, palavras, ensinamentos, salmos e exemplos? A bíblia é um livro variadíssimo, e nela estão tudo o que Deus, por sua vontade, relatou do seu povo antigo para servir para vários proveitos na nossa vida! Mas não é isso que os “pastores” papagaios tem apresentado.
Essa é uma forma de manipular os membros, de mantê-los no controle e de lucrar com eles, porque os “pastores” papagaios sabem que quando os membros: “conhecerem a verdade ela vos libertará” João 8:32. Se os membros começarem a ouvir pregações diferentes das que estão acostumados verão as verdades e tomarão decisões diferentes das que “pastores” papagaios querem. A vontade de Deus vai ser conhecida e muito mais praticada porque já não estará mais escondida.
A palavra do Senhor nosso Deus é perfeita e auxilia em todas as áreas de nossa vida. Precisamos ouvi-la variadamente e não somente as mesmas passagens, sempre.
Se Deus escreveu vários livros, cartas, salmos e histórias, porque pregar as mesmas coisas sempre? Deus não fala só por meio dessas passagens!
 Mas entendam, não estou desconsiderando as passagens em si, e sim o fato dos “pastores” papagaios pregarem sempre as mesmas e deixarem de lado outras diferentes.
A bíblia não se resume apenas em Salmos, viúva de sarepta, desafio de Elias... Nela existem passagens as quais muitos de nós se ouvirmos ficaremos estarrecidos, alertas, temerosos, sábios, esclarecidos... Passagens tais como:
Que ensina que o povo de Deus não é obrigado a fazer voto algum e se não fizer não haverá pecado nele:
“Porém, abstendo-te de fazer o voto, não haverá pecado em ti” Deuteronômio 23:22.
Esta outra abaixo mostra que a pedra que Davi atirou em Golias não foi direcionada por Deus, ou seja, que foi algo miraculoso a pedrada certeira de Davi, e sim que Davi era um atirador de elite da época assim como alguns outros homens de Israel:
“Entre todo este povo havia setecentos homens escolhidos, canhotos, os quais atiravam com a funda uma pedra num cabelo e não erravam”. Juízes 20:16.
Conhecendo essa passagem os crentes em JESUS CRISTO aprenderá que nem tudo é algo divino, milagroso e, que nem sempre, DEUS “deve” fazer as coisas, e sim nós devemos arregaçar as mangas e fazer, como fez Davi.
Poucos sabem que o voto de Jefté não foi matar a sua filha e sim que ela se guardasse e não tivesse homem algum para tirar-lhe a virgindade, mas se mantivesse pura, como prova o livro de Juízes 11:36 ao 39:
“E ela lhe disse; pai meu, fizeste voto ao Senhor/ faze, pois, de mim segundo o teu voto; pois o Senhor te vingou de teus inimigos, os filhos de Amom. Disse mais a seu pai: Concede-me isto: deixe-me por dois meses, e chore a minha virgindade, eu e minhas amigas. Consentiu ele: vai. E deixou-a ir por dois meses; então, se foi ela com suas companheiras e chorou a sua virgindade pelos montes. Ao fim dos dois meses tornou ela para seu pai, o qual lhe fez segundo o seu voto por ele proferido; assim ela jamais foi possuída por varão”.
Além disso, o voto era sacrificante porque se a filha de Jefté ficasse virgem até a morte não lhe daria herdeiros (óbvio), e uma das coisas que os pais de família mais desejavam naquela época era a sua descendência. Sem dizer que matar era e é (e sempre foi) pecado contra DEUS, sem dizer que sacrificar seu filho era uma prática dos adoradores de Moloque. DEUS jamais, em hipótese alguma, aceitaria algo louco e insano como esse.
As denominações não conhecem palavras duras, tais como a de Jeremias 15:6, que diz:
“Tu me rejeitaste, diz o Senhor, voltaste para trás; por isso, levantarei a mão contra ti e te destruirei; estou cansado de ter compaixão”.
Palavras como esta faz com que o povo acorde e saiba que a bíblia não é a “oba-oba” a qual a maioria vive.
Não sabem que tudo na vida é igual para todos, tanto para os que são convertidos a JESUS CRISTO quanto aos que não são!
“Tudo sucede igualmente a todos: o mesmo sucede ao justo e ao perverso; ao bom, ao puro e ao impuro; tanto ao que sacrifica como ao que não sacrifica; ao bom como ao pecador; ao que jura como ao que teme o juramento. Este é o mal que há em tudo que se faz debaixo do sol: a todos sucede o mesmo”. Eclesiastes 9:2,3.
E que aquilo que queremos não virá de acordo com as nossas competências e capacidades, ou porque somos “ungidãos”. Mas, tudo depende de como DEUS quer:
“Vi ainda debaixo do sol que não é dos ligeiros o prêmio, nem dos valentes, a vitória, nem tampouco dos sábios, o pão, nem ainda dos prudentes, a riqueza, nem dos inteligentes, o favor; porém tudo depende do tempo e do acaso. Pois o homem não sabe a sua hora”. Eclesiastes 9:11.
Essa palavra mostra que só recebemos alguma coisa se for no tempo de DEUS, se estiver nos planos de DEUS, se for a vontade de DEUS, se DEUS quiser. Essa palavra vai contra a maioria das pregações de “pastores” papagaios, pois, ela ensina os crentes (ignorantes) a determinar isso, confessar aquilo, crer somente (sem considerar os desígnios de DEUS) e as “promessas” de DEUS vão acontecer em suas vidas.
As pessoas dentro das denominações não conhecem que existem outros livros na bíblia para serem lidos, estudados e meditados para nossa maior compreensão das vontades de DEUS. Você já leu os livros de Oséias, Joel, Amós, Obadias, Jonas, Miquéias, Naum, Habacuque, Sofonias, Ageu ou a carta de Judas (não o Judas Escariotes)?
Outros livros que os “pastores” papagaios não costumam ler (ou não querem) são os livros de Isaías, Jeremias e Ezequiel. Talvez por eles falarem muito contra os FALSOS PROFETAS. Como poderiam pregar contra si mesmos!
O livro de Daniel também não é muito lido e explicado. Nele contém palavras proféticas as quais são para os nossos dias! Incrível os líderes evangélicos não os lerem esses livros já que são profecias que diz respeito a nós e são alertas sobre o que está acontecendo e o que vai acontecer dentro em breve!
Uma das pregações mais repetidas pelos “pastores” papagaios é a de Malaquias 3:10. Meu DEUS, Já to cansado de ouvir isso! Como se DEUS só tivesse falado de dízimo nesse livro! Você sabia que o dízimo é descrito em outros livros além do de Malaquias? Pois é, existem outros livros, e eles explicam bem melhor como se deve dar e o que fazer com o dízimo, mas, que os “pastores” papagaios não pregam porque se o povo conhecer vai cobrar dele que use os dízimos para a finalidade certa e não a incompleta que é essa a que estamos acostumados a ver:
“Quando acabares de separar todos os dízimos da tua messe no ano terceiro, que é dos dízimos, então, os darás ao levita, ao estrangeiro, ao órfão e à viúva, para que comam dentro das tuas cidades e se fartem. Dirás perante o SENHOR teu DEUS: tirei de minha casa o que era consagrado e dei também ao levita, e ao estrangeiro, e ao órfão, e à viúva, segundo todos os mandamentos que me tens ordenado; nada transgredi dos teus, nem deles me esqueci. Dos meu dízimos não comi no meu luto e deles nada tirei estando imundo, nem deles dei para a casa de algum morto; obedeci à voz do SENHOR, meu DEUS; segundo tudo o que me ordenaste, tenho feito. Olha desde a tua santa habitação, desde o céu, e abençoa o teu povo, a Israel, e a terra que nos deste, como jurastes a nossos pais, terra que mana leite e mel”.  Deuteronômio 26: 12 ao 15.
E tem mais que vai contra a forma de pedir e de usar os dízimos dos “pastores” papagaios e dos falsos pastores:
“Certamente, darás os dízimos de todo o fruto das tuas sementes, que ano após ano se recolher do campo. E, perante o SENHOR, teu DEUS, no lugar que escolher para ali fazer habitar seu nome, comerás o dízimo do teu cereal, do teu vinho, do teu azeite e os primogênitos das tuas vacas e das tuas ovelhas; para que aprendas a temer o SENHOR, teu DEUS, todos os dias. Quando o caminho te for comprido demais, que os não possa levar, por estar longe de ti o lugar que o SENHOR, teu DEUS, escolher para ali pôr o seu nome, quando o SENHOR, teu DEUS, te tiver abençoado, então, vende-os, e leva o dinheiro na tua mão, e vai ao lugar que o SENHOR, teu DEUS, escolher. Esse dinheiro, da-lo-ás por udo o que deseja a tua alma, por vacas, ou ovelhas, ou vinho, ou bebida forte, ou qualquer coisa que te pedir a tua alma; come-o ali perante o SENHOR, teu DEUS, e te alegrarás, tu e tua casa; porém não desampararás o levita que está dentro da tua cidade, pois não tem parte nem herança contigo. Então virão o levita, o estrangeiro, o órfão, e a viúva, que estão dentro da tua cidade, e comerão, e se fartarão, para que o SENHOR, teu DEUS, te abençoe em todas as obras que as tuas mãos fizerem”. Deuteronômio 14:22 ao 29.
Sem dizer, meus queridos, que quando DEUS fala que estão fazendo da mesa do SENHOR desprezível, e que estão oferecendo oferta defeituosa quem está fazendo isso são os sacerdotes, os únicos que tinham a função oferecer as ofertas e os sacrifícios, ou seja, na verdade é direcionado para os pastores, líderes evangélicos e não para o povo, pois o povo está dando as ofertas e dízimos quem tem enfiado o garfo e retirado uma parte para si são os pastores!
Já ouviu dizer que DEUS não quer sacrifício algum e que ele não ordenou nada a respeito deles?
“Assim diz o SENHOR dos exércitos, o DEUS de Israel: ajuntai os vossos holocaustos aos vossos sacrifícios e comei carne. Porque nada falei a vossos pais, no dia em que os tirei do da terra do Egito, nem lhes ordenei coisa alguma acerca de holocaustos ou sacrifícios. Mas isto lhes ordenei, dizendo: daí ouvidos à minha voz, e eu serei o vosso DEUS, e vós serei o meu povo; andai em todo o caminho que eu vos ordeno, para que vos vá bem”. Deuteronômio 7:21 ao 23.
E ficou sabendo DEUS prometeu jogar excremento (bosta, merda, cocô, fezes, como quiser denominar) na cara de tais pastores? Pois é, a palavra nem sempre é bonita, mas não tem que ser, ela é verdadeira:
“Eis que vos reprovarei a descendência, atirarei excremento ao vosso rosto, excremento dos vossos sacrifícios, e para junto deste sereis levados”. Malaquias 2:3.
Posso ouvir um amém?
Pra vocês verem, meus queridos, como a palavra de DEUS é manipulada e escondida para que você seja controlado como se fosse um boneco de fantoche. Essa é a intenção da maioria dos líderes evangélicos e da maioria dos “pastores” nas denominações.

Muitos ensinamentos do Apóstolo Paulo não são pregados dentro das denominações. Um exemplo claro disso é que Paulo certa vez ensinou que devemos agir na vida espiritual e secular de forma moderada: espiritual e lógico. E não é isso o que os crentes têm feito:

“Porque, se eu orar em outra língua, o meu espírito ora de fato, mas a minha mente fica infrutífera. Que farei, pois? Orarei com o espírito, mas também orarei com a mente; cantarei com o espírito, mas também cantarei com a mente”. 1 Coríntios 14:14, 15

Vejam quantos crentes bitolados, loucos e fanáticos temos por aí! Se ao menos considerassem que devemos ser moderados entre a espiritualidade e a lógica!

E por fim uma passagem que ouvimos em exagerado, mas que é importantíssima, não deve deixar de ser pregada e ensinada, mas deve ser complementada. Que é a passagem do evangelho de João 3:16 com a carta de João 3:16.

Evangelho de João 3:16:

“Porque DEUS amou o mundo de tal maneira que DEU SEU FILHO Unigênito, para que todo o que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna”.

Carta de João 3:16:

“Nisto conhecemos o amor: que CRISTO deu sua vida por nós; E DEVEMOS DAR A VIDA  pelos irmãos”.

Um é pregado demais e o outro é esquecido... porque lhes convém.

É fácil DEUS dar algo de valo por nós, mas é difícil de aceitar que a gente deve dar algo de valor pelos irmãos. Incluísse aí que os pastores devem dar também.
Opa! Lembrei de uma palavra repetida e distorcida pelos “pastores” papagaios. A do livro de Atos 20:35:

“Mais bem-aventurado é dar do que receber”.

Essa palavra foi dita por Paulo para os presbíteros de Éfeso.
Hoje os líderes usam, exaustivamente, essa passagem como se ela fosse para o povo, para que ele dê mais e mais ofertas.

Meus amados irmãos, a bíblia é cheia de livros, cheia de histórias, de fatos interessantes, de ensinamentos, de normas, regras, conselhos e estilos de condutas cristãs. Devemos, para nosso próprio bem, conhecer mais dela e não ficarmos repetindo as mesmas passagens como um disco riscado. Deixe de ser boneco de fantoche desses “pastores” papagaios que te passam mais do mesmo e não o que DEUS tem pra te falar.
Estes são homens vazios, homens desautorizados por DEUS que pregam aquilo que acham que você precisa.

Sei que os “pastores” papagaios tem sua culpa e receberão de DEUS o castigo por não serem fiéis a DEUS repetindo as pregações de outros e tirando aquilo que é seu. Mas você também é culpado! Sim, você também é culpado! É culpado por permitir isso, por aceitar as pregações manipuladas deles. Afinal de contas eles pregam dessa forma porque a maioria de vocês gosta desse tipo de coisas, das pregações de auto-ajuda, das pregações motivacionais, das pregações que inflam seu ego, das pregações agradáveis aos ouvidos, das pregações onde te colocam acima de tudo e todos até mesmo de DEUS.

E principalmente: a culpa de não ler a bíblia e aprender por si só a palavra do teu DEUS. Porque afinal de contas você não precisa, necessariamente, de alguém que te ensine a respeito de nada na palavra de DEUS, pois:

“Isto que vos acabo de escrever é acerca dos que vos procuram enganar. Quanto a vós outros, a unção (o ESPÍRITO SANTO) que dele (JESUS CRISTO) recebeste permanece em vós, e não tendes necessidade de que alguém vos ensine; mas, como a sua unção (ESPÍRITO SANTO) vos ensina a respeito de todas as coisas, e é verdadeira, e não é falsa, permanecei nele (JESUS CRISTO) como também ela (a unção que é o ESPÍRITO SANTO) vos ensinou”. 1 carta  de João 2:26, 27.

Será que esta passagem também é pregada pelos pastores nos altares?

03/11/2012  SÁBADO ÀS 20H:52M
Pregador independente: ANDRÉ DE MORAES.

quarta-feira, 31 de outubro de 2012

11- CASO LUCAS TERRA: AGORA O PASTOR DA UNIVERSAL ESTÁ EM SEMI ABERTO!


 lucas terra (Foto: Reprodução/TV Bahia)



Condenado por matar Lucas Terra cumpre pena em regime aberto na BA

Ex-pastor Silvio Galiza sai da prisão durante o dia e volta à noite.
Decisão foi tomada pela Vara de Execuções Penais de Lauro de Freitas.

 

Lílian Marques Do G1 BA
4
Crime que matou garoto completa 11 anos
(Foto: Reprodução/TV Bahia)
Condenado por abusar sexualmente e matar o adolescente Lucas Terra, em Salvador, o ex-pastor Silvio Roberto Galiza, teve progressão de regime concedida nesta sexta-feira (13) pela juíza Patrícia Sobral, da Vara de Execuções Penais de Lauro de Freitas, na região metropolitana, onde o preso cumpria pena.
De acordo com informações da assessoria da Secretária de Administração Penitenciária e Ressocialização da Bahia (Seap), o interno cumpria pena em regime semiaberto e, a partir de agora passa a cumprir pena no regime aberto, com o direito de sair da Casa de Albergados e Egressos, no Complexo Penitenciário da Mata Escura, de segunda à sexta-feira durante o dia. Ainda segundo a Seap, Galiza deve dormir todas as noites na unidade e não pode sair do local nos finais de semana.
Em entrevista ao G1 nesta sexta-feira, o pai de Lucas Terra, Carlos Terra, disse que recebeu a notícia da progressão de regime de Silvio Galiza com surpresa. "É muita indignação, muita revolta que estou sentindo. Quero perguntar ao presidente do Tribunal de Justiça da Bahia onde está o exame criminológico do Galiza para estar livre para andar em Salvador agora, pegar outras crianças, abusar, queimar... Estou revoltado, não tenho palavras para dizer o que estou sentindo, isso é uma barbaridade", disse.

Lucas Terra tinha 14 anos quando foi abusado sexualmente e queimado vivo, em março de 2001. Além de Silvio Galiza, que foi condenado a 18 anos de prisão pela autoria do crime, a Justiça acusa também dois outros membros da Igreja Universal do Reino de Deus de participação no assassinato da vítima. Eles ainda não foram julgados. Galiza teve a pena reduzida para 15 anos de prisão.
O promotor do caso, David Gallo, que participou do julgamento de Galiza e acompanha o processo dos outros dois réus, também disse estar surpreso com a notícia de progessão de regime do acusado nesta sexta. "É um direito dele [Silvio Galiza]. É uma vergonha, mas está na lei. Agora ele está na rua, não existe controle, é uma excrescência, ninguém cumpre pena nesse país. Tenho fé que de que os outros dois réus vão a júri popular", afirmou ao G1.
O pai da vítima, Carlos Terra, disse que acredita na condenação dos outros dois réus. "Vou continuar lutando por isso. Essa decisão [da progessão de regime de Silvio Galiza] toda foi feito por debaixo dos panos, perto de um final de semana. São 11 anos de luta, vou pedir a revogação dessa liberdade, vou no Tribunal de Justiça, em Brasília, na Onu, para fora do país denunciar o Brasil que mata, o país da impunidade. Como cidadão, como pai, eu não aceito isso. E as ameaças que eu sofri esses anos todos, a minha família, não me conformo. Ele [Silvio Galiza] recebeu um presente, brinde que deve ser comemorado com champanhe francesa pelos assassinos", disse Carlos Terra.

10- PASTOR DA UNIVERSAL GAY, ESTUPRADOR E ASSASSINO ESTÁ LIVRE!



CARTA CRIME - Denúncia de Carlos Terra, pai de Lucas Terra.




Lucas Terra, 14 anos, foi violentado, espancado, amarrado, amordaçado e queimado vivo, em Salvador, Bahia, Brasil.
O pedófilo assassino “pastor” Silvio Galiza foi condenado à 18 anos de prisão, mas encontra-se em Regime Semi-Aberto.
Este pedófilo assassino foi “PREMIADO” pela justiça baiana e já está nas ruas de Salvador para violentar e assassinar crianças indefesas.
O pedófilo assassino Silvio Galiza, após sua condenação em jurí popular, denunciou o “bispo” Fernando Aparecido e o “pastor” Joel (ambos da Universal) como participantes do assassinato de Lucas Terra.
O condenado Silvio Galiza, confessou que Lucas Terra foi assassinado porque ao entrar no “GABINETE PASTORAL”, FLAGROU o “bispo” Fernando e o “pastor” Joel, fazendo sexo após o "culto".
Atualmente o “bispo” Fernando e o “pastor” Joel continuam "ministrando", "pregando" e "fazendo orações" pelas pessoas na "igreja".
Até quando a Impunidade vai imperar?
Até quando esses falsos religiosos continuarão fazendo "cultos"?
Até quando os legisladores continuarão criando leis para beneficiar os bandidos?


9- CASO LUCAS TERRA: PORQUE MACEDO NÃO COMENTA?



 

Universal terá de pagar R$ 2 milhões à família de Lucas Terra



Pai de Lucas Terra escreveu livro sobre a tragédia
Exatos seis anos e sete meses após ter um dos filhos – o adolescente Lucas Vargas Terra, 14 anos –, ser incendiado vivo e carbonizado, em um monturo da Avenida Vasco da Gama, em Salvador, o casal Carlos e Marion Terra foi contemplado com a segunda decisão favorável a uma indenização por perdas e danos, pela morte do menino. A 3ª Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ), em Brasília, ratificou o acórdão do Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA), de março. A Igreja Universal do Reino de Deus deverá pagar R$ 1 milhão, mais juros e correção monetária.
À sentença, cujo valor deve superar R$ 2 milhões, segundo advogados dos Terra, cabe embargos e novo recurso ao Superior Tribunal (STF), na forma de Ação Rescisória que, porém, não suspende a execução. Segundo o advogado Osvaldo Emanuel Alves, que defende a família Terra no processo criminal, mesmo havendo nova apelação, a igreja é obrigada a efetuar o pagamento, em bens “que a família pode não aceitar”, ou dinheiro “o que deve ser exigido pela Justiça”.
Emanuel Alves ressaltou, porém, que falou sobre o caso a A TARDE porque o outro defensor da família Terra, Sérgio Didier, está em viagem – segundo o cliente –, e a reportagem não o localizou. “Falo como profissional do direito, uma vez que não sou o advogado da ação cível”, disse.
Livro – O pai de Lucas, Carlos Terra, soube da decisão do STJ, nesta sexta, quando estava no Centro de Convenções, onde passou esses dois dias comercializando o livro Lucas Terra - Traído pela Obediência, no qual relata – com base no que saiu em jornais e viveu, de 21 de março de 2001 a 2006 –, sua versão para o crime. No livro, estão fatos sobre as investigações policiais e as primeiras etapas do julgamento de um dos acusados no crime, período em que Carlos Terra fez vários protestos em via pública, peregrinou por Brasília e outros Estados, foi à sede da Organização das Nações Unidas (ONU), em Bruxelas, e a Roma (Itália), em busca de apoio de organizações de defesa dos Direitos Humanos, até ter a certeza da elucidação do crime.
Justiça – Segundo o que já foi apurado pela polícia e Justiça, e que permeou dois júris populares com sentenças condenatórias, e uma outra decisão no recurso ao TJ, Lucas foi assassinado pelo pastor Sílvio Roberto Santos Galiza, 25 anos, que cumpre pena de 15 anos no Complexo Penitenciário do Estado. Segundo o advogado Osvaldo Emanuel, Galiza contou com ajuda de mais dois integrantes da Universal, o pastor Joel Miranda e o hoje bispo Fernando Aparecido. Eles estão em liberdade e sob investigação no inquérito ainda não concluído pela Delegacia de Homicídios.
Lucas, que era obreiro da Iurd, foi amordaçado dentro de um templo universal, numa noite que foi à igreja para orar com Galiza, no bairro do Rio Vermelho. Colocado em uma caixa de madeira, foi transportado até o terreno baldio anterior ao Supermercado Extra, onde foi morto. Seus restos foram achados no dia seguinte. Segundo Carlos, Galiza nutriria um sentimento homossexual por Lucas.
Na ação por danos, o juiz Ari Nonato (3ª Vara Cível), decidiu em favor da Universal, porém, o TJ e o STJ entenderam que a igreja teve responsabilidade, uma vez que os pastores agem em nome dela e com vínculo formal. O TJ decidiu pela indenização de R$ 1 milhão, corrigida desde 2001. Já o STJ, decidiu que a correção conta apenas a partir da decisão do TJ. Nesta sexta, Carlos Terra desabafou: "Nenhum dinheiro do mundo vai trazer nosso filho de volta, mas a decisão mostra que a Justiça prevaleceu, apesar do poder econômico da igreja. Demorei um ano para entrar com a ação. Fui convencido por amigos, que viram mais uma forma de punir os criminosos".





BLOG ONDE FALA TUDO A RESPEITO DESSE CRIME TERRÍVEL!

 http://centrolucasterra.blogspot.com.br/

segunda-feira, 29 de outubro de 2012

8- UMA MARCHA PARA JESUS SATÃNICA!

RETIRADO DO BLOG DO PASTOR DANIEL:

 www.horadaverdade.com/blogdopastor/index.php?/archives/296-MACONARIA-Pastor-e-Deputado-Daniel-Messac-de-Morais-processa-Pr.-Daniel-Batista-com-aco-civil-de-reparaco-de-danos-morais..html#comments

quinta-feira, 11 de outubro de 2012

7- LEI QUE DÁ PODERES DE ANTI CRISTO JÁ FOI ASSINADA NO EUA EM 31/12/2011!








Muitas pessoas nos chamam de fanáticos, de conspiracionistas ou exagerados. Diziam também que a LEI MARCIAL não tinha sido aprovada e nem que seria! Pois é, mas foi, e na calada da noite enquanto o povo estadunidense festejava a virada de ano.
Assim como aqui, lá nos EUA, a lei foi aprovada de forma que não causasse alardes, na surdina (como costuma dizer meu amigo Naldo do blog "nasurdinaolivro.blogspot.com.br).

E o que nós temos  haver com isso? Tudo! Pois mais cedo ou mais tarde essa lei servirá de moldes pra cá também, é só questão de tempo.

MAs para você que ainda continua cético da informação vai aí o texto (traduzido péssimamente) e o link do site da FORBES:

"Presidente Obama assinou a Lei de Autorização de Defesa Nacional - e agora?
Presidente Obama assina a Lei de Autorização de Defesa Nacional depois de meses de debate.
Uma coisa que eu adoro escrever sobre tecnologia é que ela é um assunto sempre cheios de esperança e otimismo. Para o uso do assustador da tecnologia pelos governos opressivos há uma
história correspondente sobre o uso dessa mesma tecnologia para superar a
opressão.
Para cada história de abuso policial que li, há uma outra história sobre
corrupção e violência exposta por algo tão simples como um telefone com
câmera.
Mas a tecnologia pode nos ajudar a superar verdadeiramente legislação
perniciosa como a National Defense Authorization Act assinado
recentemente pelo presidente?
O Ato de Autorização da Defesa Nacional expande o poder e alcance do
governo federal para combater a guerra contra o terror, incluindo
codificação em lei a detenção indefinida de suspeitos de terrorismo sem
julgamento.
Com a nova lei os militares dos EUA tem o poder de realizar domésticos operações anti-terrorismo em solo dos EUA.
"O Fato de eu apoiar esta lei como um todo não significa que eu concorde
com tudo na mesma", disse o presidente em um comunicado.
"Assinei
este projeto de lei, apesar de ter sérias reservas com certas
disposições que regulam a detenção, interrogatório e julgamento de
suspeitos de terrorismo."
Pior, o DDAA autoriza os militares a deter cidadãos americanos, mesmo sob as
novas e amplas anti-terrorismo disposições previstas no projeto de lei,
mais uma vez sem julgamento.
Há alguma controvérsia sobre este ponto, em parte porque a lei escrita é inteiramente muito vago. Mas se a lei vai ser usado para deter indefinidamente cidadãos americanos
no mercado interno, está escrito para permitir a detenção de cidadãos
americanos no exterior, bem como estrangeiros sem julgamento.
"A declaração de assinatura de Obama parece sugerir que ele já acredita
que ele tem autoridade para deter indefinidamente os americanos, ele
simplesmente nunca tem a intenção de usá-lo," Adam Serwer escreve no
Mother Jones.
"Deixei de dizer, talvez deliberadamente, é a distinção que tem dominado o
debate sobre a lei de defesa: a diferença entre a detenção de um
americano capturado no país ou no exterior.
É por isso que ACLU diretor Anthony Romero divulgou um comunicado logo após Obama discutindo a autoridade no projeto de lei de defesa poderia "ser usado por presidentes e futuros para este militarmente deter
pessoas capturado longe de qualquer campo de batalha."
O DDAA Faz o Status Quo Pior Glenn Greenwald faz um argumento convincente de que a lei dá ao governo poderes verdadeiramente assustadores. Ele
observa que a seção 1022 isenta os cidadãos dos EUA da exigência de
detenção militar, mas ainda deixa em aberto a possibilidade para o
Estado. "A única disposição a partir do qual os cidadãos dos EUA estão isentos
aqui é a" exigência "de detenção militar", Greenwald escreve.
"Para
os cidadãos estrangeiros acusados ​​de serem membros da Al Qaeda,
detenção militar é obrigatório, para os cidadãos dos EUA, é opcional.
Esta
seção não cidadãos americanos isentos do poder presidencial de detenção
militar: somente a partir da exigência de detenção militar ".
"O ponto mais importante sobre esta questão é o mesmo que nas anteriores
ressaltou dois pontos: o" compromisso "alcançado pelo Congresso inclui
linguagem preservar o status quo", continua ele.
"Isso é porque a administração Obama já argumenta que o AUMF original de 2001 autoriza-os a agir contra os cidadãos dos EUA (obviamente, se eles acreditam que têm thepower alvejar cidadãos dos EUA para o assassinato, em seguida, eles acreditam que têm o poder de deter cidadãos americanos
como combatentes inimigos
). A prova de que este projeto de lei não expressamente cidadãos americanos  isentos ou aqueles capturados em solo dos EUA é que emendas apresentadas pelo senador Feinstein prever expressamente para essas isenções foram
rejeitadas.
O"compromisso" foi para preservar o status quo, incluindo a previsão de
que o projeto de lei não pretende alterá-lo no que diz respeito aos
cidadãos americanos, mas isso é porque os defensores de poderes amplos
de detenção estão confiantes de que o status quo, já autoriza a prisão
preventiva. "
Em parte, a Lei de Autorização de Defesa Nacional ajuda a preservar o
status quo estabelecido uma década atrás com as disposições originais do
Patriot Act dando ao governo amplos poderes novos na chamada Guerra ao
Terror.
Em parte, o projeto de lei amplia os poderes, que codifica o uso de
detenção por tempo indeterminado de estrangeiros e, possivelmente, os
cidadãos norte-americanos detidos no exterior e em casa.
Em
parte, o projeto de lei amplia o uso dos militares dos EUA em solo
nacional, uma vez complicando estratégias anti-terrorismo em casa e
levantando sérias questões sobre o papel dos militares na aplicação da
lei.
Todas estas coisas devem fazer os americanos - e não apenas os americanos -
muito nervoso com a preservação de suas liberdades civis.
Que precário equilíbrio entre segurança e liberdade está procurando cada vez mais inclinado para o primeiro e longe do último.
A História do Anti-Terrorismo é má notícia para as Liberdades Civis

Assim como preocupante, essas leis sugerem que o aparato legal disponível para nós é insuficiente para a tarefa. Enquanto o devido processo pode funcionar para qualquer outro ato criminoso, o terrorismo é único e exige novas competências e expandido que ignoram a
Constituição.
Esses poderes são necessárias até "o fim das hostilidades" - como se o próprio terror jamais pode ser extinta.
Na década de 1970, o governo britânico começou a passar uma série de leis
antiterrorismo que fez muitas das mesmas coisas que o governo dos EUA
tem feito desde 9/11.
Na época, a detenção sem acusação foi ampliado para sete dias. Vários outros poderes de prisão e detenção foram escritas na lei, e estas
disposições foram expandidas gradualmente na década de 1980 como o
governo britânico continuou a sua guerra contra o Exército Republicano
Irlandês.
Longe de limpar essas leis dos livros quando o IRA desarmado, muitas dessas
leis foram simplesmente reforçada pela Lei Anti-Terrorismo, Crime e
Segurança de 2001 e 2005 a Prevenção da Lei do Terrorismo.
O problema com a travar uma guerra contra o terror é que é em muitos aspectos, uma guerra de idéias. O IRA pode ter dissolvido, mas isso não impediu que o terror de tomar uma nova forma, na forma de Al-Qaeda. Luta
da Grã-Bretanha contra os dissidentes irlandeses pode ter sido uma boa
desculpa para legislação anti-terror mais cedo, mas o radicalismo
islâmico é tão potente ameaça.
Você não pode travar uma guerra em uma idéia
Nos Estados Unidos, a Guerra Fria mal tinha terminado antes da ameaça do
terrorismo substituiu e, de certa forma, tornou-se um motivo ainda mais
urgente a expansão do poder do governo em detrimento da privacidade e
das liberdades civis.
Ao contrário da Guerra Fria, os americanos realmente morreu na Guerra ao Terror. Também ao contrário da Guerra Fria, o inimigo que enfrentamos não é incorporado em outro país ou povo, mas sim em um formulário.
O terrorismo é uma tática, não um estado. Ele é usado para criar uma reação exagerada em suas metas. A reação inicial do governo dos EUA aos ataques de 9/11 era compreensível, mas equivocada. Mais de uma década depois que a tragédia nacional, o governo ainda está exagerando. Cada vez que permitimos que o nosso medo para minar a nossa liberdade que
concede aos terroristas que esperamos muito para a derrota.
"A legislação poderia também dar os futuros presidentes a autoridade para
lançar cidadãos norte-americanos na prisão por toda a vida, sem
acusações ou julgamento," disse o senador Bernie Sanders em um
comunicado.
"Este projeto também contém disposições equivocadas que em nome da luta
contra o terrorismo essencialmente autorizam a prisão por tempo
indeterminado de cidadãos americanos sem acusação.
Embora
devamos perseguir agressivamente terroristas internacionais e de todos
aqueles que nos fariam mal, devemos fazê-lo de uma forma que proteja a
Constituição e as liberdades civis que nos fazem orgulhosos de ser
americanos. "
Tecnologia, mídia social, e de Base online Ativismo pode ajudar Legislação de Combate.
Apoio para a National Defense Authorization Act é decididamente bipartidário. Adversários como o senador Sanders (um independente, que se descreve como um
socialista) e Paul Rand (um republicano e um libertário) também vêm de
ambos os lados do corredor.
As mesmas pessoas tendem a ser adversários de outros
civil-liberdade-anulação contas como a Lei da Pirataria Parar on-line e
da Lei de IP Proteja, dois projetos de lei em debate no Congresso, que
daria ao governo e à indústria patrocina das contas amplos poderes sobre
a novos
Internet ea liberdade de expressão online.
Para mim, isso reforça a necessidade de olhar para além da política, como de costume.
A tecnologia está mudando a forma como as instituições, governos e indivíduos interagem. A simetria de poder está mudando e os governos e atores não-estatais iguais estão lutando para manter-se. Às vezes, isso cria ameaças de segurança reais.
Roupas de hackers Anonymous como desafio um verdadeiro presente para os governos e corporações. Às vezes, estes grupos podem agir honestamente, tentando expor a corrupção. Às vezes, eles podem agir sem essas nobres intenções. De qualquer maneira não há como negar que a segurança é um problema daqui para frente e que a reação exagerada dos governos para uma miríade de
riscos de segurança apresenta seu próprio conjunto de problemas e
desafios.
Eu escrevi no passado que as pessoas preocupadas com as liberdades civis
devem começar a se afastar da dicotomia esquerda-direita velho
inteiramente e se concentrar na eleição de defensores das liberdades
civis ao Congresso se estes são membros da esquerda como Russ Feingold
ou do direito como Rand
Paulo. Claro, Paulo e Feingold ficará aquém do ideal libertário civil quando se trata baixo para ele, mas ambos são um tanto chorar melhor do que 90% de seus colegas.
Temos poucas opções disponíveis para nós neste momento. O
DDAA pode ser contestada nos tribunais, e isso certamente vai ocorrer
se o presidente (ou um futuro presidente) realmente faz uso dos poderes
relacionados a cidadãos norte-americanos.
Mesmo assim, no entanto, o tribunal poderia vir para baixo em ambos os lados. O Supremo Tribunal Federal não é exatamente cheio até a borda com defensores das liberdades civis.
Até esse momento, porém, podemos tentar abandonar a política como de
costume e se concentrar em eleger políticos que se importam mais com o
excesso de cercear governo de expandir o poder do governo eternamente em
nossa guerra sem fim contra o Terror.
E podemos usar a tecnologia, mídias sociais e outras ferramentas à nossa disposição para agir fora da política por completo a trabalhar para
criar instituições alternativas e comunidades.
Olhe para o que Reddit tem feito com o seu boicote ao GoDaddy.com - agora a
comunidade online está planejando derrubar um congressista (ou dois ou
três) sobre a legislação SOPA / PIPA.
O poder de ativismo on-line é apenas emergente. Tecnologia pode ser apenas uma ferramenta, mas eu acho que nós vamos descobrir que ele é um poderoso.



quarta-feira, 10 de outubro de 2012

6- SILAS MALAFAIA É RICO!

Será que um verdadeiro homem de Deus deve ter tanto dinheiro em sua conta assim? Será que um verdadeiro homem de Deus tem poder ter bens como mecerdes blindada, aviões de luxo e relógio de ouro?
Gostaria que todos vocês vissem esse vídeo e julgasse, não só o Silas Malafaia, mas tantos outros pseudo pastor que tem salários altíssimos:

http://www.youtube.com/watch?v=S8LnPQgcoAQ&feature=related

quinta-feira, 9 de agosto de 2012

5- QUESTIONANDO OS EVANGÉLICOS!


PERGUNTAS INTERESSANTES PARA OS CRENTES

QUESTIONA CRENTES!


Por que palavras como "paixão", "fogo", "glória", "poder" e "unção" vendem muito mais CDs do que "graça", "misericórdia" e "perdão"?

2. Por que aqueles que mais falam sobre "prosperidade" evitam sistematicamente textos como Tiago 2:5, I Timóteo 6:8 e Habacuque 3:17-18?

3. Por que se fala tanto em dízimo, defendendo-o com unhas e dentes, mas quase nada se fala sobre ter tudo em comum e outras coisas como "ajudar os domésticos na fé" e "não amar somente de palavra e de língua mas de fato e de verdade"? Em qual proporção a Bíblia fala de uma coisa e de outra?

4. Por que em Atos 4, quando os apóstolos foram presos, a igreja orou de forma tão diferente do que se ora hoje? Por que não aproveitaram a ocasião pra "amarrar o espírito de perseguição", pra "repreender a potestade de Roma", ou coisa semelhante?

5. Por que Atos 2:4 é muito mais citado como modelo do que era a igreja primitiva do que Atos 2:42?

6. Por que todo mundo sabe João 3:16 de cor, mas tão pouca gente sabe I João 3:16?

7. Por que 90% ou mais dos cânticos congregacionais modernos são na primeira pessoa do singular, quando a proporção nos salmos é muito menor?

8. Por que todo mundo aceita que Jesus curou e colheu espigas no sábado, aceita também que Deus ordenou que seu povo matasse vários povos rivais, mas se escandaliza absurdamente quando alguém diz que Raabe fez certo ao mentir para preservar duas vidas? O que vale mais, em situação de conflito, que um soldado pagão saiba a verdade ou a vida de dois homens? Será que se Raabe tivesse dito a verdade, teria sido elogiada em Hebreus 11?

9. Por que quase tudo que se vende numa livraria cristã foi produzido nos últimos 50 anos, se nosso legado é de 2.000 anos de História do Cristianismo? O que aconteceu com os outros 19 séculos e meio?

10. Por que tanta gente que acredita que a salvação é pela graça, ou seja, não é obtida sendo "bonzinho", paradoxalmente acredita que ela pode ser perdida sendo mau? Pode algo ganho sem mérito ser perdido por demérito?

11. Por que a Igreja é muito mais rigorosa com pecados sexuais como o homossexualismo do que com a gula ou a ganância? Aliás, por que em tantas igrejas a ganância nem é vista como pecado, mas como virtude, disfarçada com o nome de "prosperidade"?

12. Por que tantos evangélicos chamam seus líderes de "apóstolos", mas criticam os católicos por seguirem um líder chamado "papa"?

13. Por que, mesmo o Cristianismo crendo que o homem foi nomeado por Deus como o responsável pela criação, e que tudo que Deus criou é bom, são os esotéricos os que mais lutam pela defesa do meio-ambiente?

14. Por que, na maioria dos grupos de louvor no Brasil, não há espaço pra quem toca instrumentos brasileiros como o cavaquinho e o berimbau?

15. Por que todos os ritmos de origem na raça negra até hoje são considerados por alguns como diabólicos?

16. Por que alguém como Lair Ribeiro faria mais sucesso como pregador hoje do que, digamos, Francisco de Assis?

17. Por que se canta tanto sobre coisas tão etéreas como "rios de unção" e "chuvas de avivamento", ao passo que Jesus usava sempre figuras do cotidiano para ensinar, como sementes, pássaros e lírios?


18. Por que se amarra, todos os anos, tudo quanto é "espírito ruim" das cidades, fazendo marcha e tudo, mas as cidades continuam do mesmo jeito? Aliás, se os "espíritos ruins" já foram "amarrados" uma vez, por que todo ano eles precisam ser "amarrados" de novo?

19. Por que uma doutrina como o pré-tribulacionismo, que apregoa que Jesus vai tirar a igreja da reta de qualquer sofrimento ou perseguição, não faz sucesso algum na China, no Irã ou na Indonésia? Aliás, por que ela fazia tanto sucesso na China pré-comunista, e depois declinou por lá?

20. Por que se canta todos os dias "Hoje o meu milagre vai chegar"? Afinal, ele não chega nunca? Que dia está sendo chamado de "hoje"?

21. Por que Jó não cantou "restitui, eu quero de volta o que é meu", nem declarou ou amarrou nada, muito menos participou de "campanha de libertação" quando perdeu tudo?

22. Por que tanta gente acredita que a terra e o universo foram criados há 6 mil anos, interpretando Gênesis 1 literalmente, mas esses mesmos nunca dizem que o sol gira em torno da terra, interpretando literalmente Josué 10, tampouco dizem que a terra é retangular, interpretando literalmente a expressão bíblica "os quatro cantos da terra"?

23. Por que nós nunca vamos ao médico e pedimos, "doutor, dá pra queimar essa enfermidade pra mim por favor"? Por que então se ora pedindo isso pra Deus? Seria correto orar assim pra Deus curar alguém enfermo por causa de queimadura?






24. Por que não se faz um mega-evento evangélico, desses que reúnem um milhão de pessoas ou mais, pra fazer um mutirão para distribuir alimentos aos pobres ou ainda para recolher o lixo da cidade? Aliás, por que se emporcalha tanto as cidades com óleo e outras coisas nos tais "atos proféticos"? Não seria um melhor testemunho limpá-la ao invés de sujá-la?

25. Por que as rádios evangélicas tocam tanta coisa produzida por gravadoras ricas e nada produzido por artistas independentes?

26. Por que se faz apelo ao fim de uma "pregação" que não fez qualquer menção ao sangue, à cruz, ao arrependimento, ou sequer ao pecado?

27. Por que se enfatiza tanto a ordem bíblica para pregar a Palavra e se negligencia tanto as ordens para fazer justiça social e alimentar os famintos? Quantas vezes cada uma delas aparece na Bíblia?

28. Por que Deuteronômio 28:13 ("o Senhor te porá por cabeça, e não por cauda") é tão citado, ao passo que I Coríntios 4:11-13 ("somos considerados como o lixo do mundo") ninguém gosta de citar?

29. Por que quem pensa diferente de nós é sempre "inflexível", "fariseu" ou "duro de coração" (quando não chamamos de coisa pior)?

30. Se Jesus nos ensinou a tratar a Deus como Senhor, por que tantos o tratam como se fosse o Papai Noel, o gênio da lâmpada ou até mesmo um empregado?

31. Palavras como "decretar", "declarar" ou "determinar" devem ser ditas por Deus ou por criaturas finitas como nós?

32. Se João, na sua primeira carta, é bem claro que Deus só atende o que é pedido segundo sua vontade (I Jo 5:14), por que tanta presunção de alguns em dizer que é errado pedir a Deus que faça algo só se for da Sua vontade? Aliás, por que esses mesmos nunca equilibram Marcos 11:24 com I Jo 5:14 e acabam usando o versículo de Marcos para tratar Deus como se fosse um "gênio da lâmpada"?

33. Por que, nos púlpitos de hoje, se fala muito mais sobre vitória e sucesso do que sobre arrependimento?

34. Por que o bom samaritano não deu um folheto evangelístico nem "determinou a cura" do homem caído, mas preferiu fazer o óbvio, que era cuidar da necessidade dele? Por que Jesus, ainda por cima, nos mandou “fazer o mesmo”?

35. Por que a mulher que sofria de hemorragia e tocou em Jesus não disse, em tom de autoridade, "Senhor, eu não aceito essa doença!", mas, pelo contrário, prostrou-se tremendo diante de Jesus (Lc 8:47)?

36. Por que os líderes que pregam sobre prosperidade são tão ricos, enquanto as suas ovelhas continuam, em sua grande maioria, pobres? Será que essa prosperidade só funciona para os líderes?

37. Se todos os crentes do sertão nordestino derem o dízimo fielmente, será que Deus "abrirá as janelas dos céus" e acabará com a seca de lá, ou será que aquela promessa foi feita no contexto da Aliança com Israel apenas?

38. Se a palavra "unção" aparece apenas duas vezes no Novo Testamento e a palavra "graça" aparece 138 vezes, por que será que nas pregações que se ouve na maioria dos púlpitos, TVs e rádios evangélicas essa proporção é invertida?

39. Por que tantos evangélicos idolatram alguns líderes, colocando-os muitas vezes como verdadeiros mediadores entre eles e Deus, e ainda criticam os católicos por fazerem a mesma coisa com santos mortos?

40. Se todas as pessoas no planeta tivessem o mesmo estilo de vida excessivamente luxuoso de alguns pregadores, será que o meio ambiente suportaria?

41. Será que Paulo, que passou necessidade e até fome (Fp 4:12), seria considerado pelos pregadores de hoje como alguém que tinha uma "vida abundante"?

42. Por que aqueles que citam Mc 10:29-30 e Lc 6:38 como promessas de prosperidade material não agem com coerência então, vendendo todos os seus bens e dando aos pobres para receberem de volta? Não seria mais fácil colocar essas passagens dentro do contexto correto e admitir que elas nunca foram promessas de prosperidade material?

43. Por que, mesmo o Novo Testamento sendo tão claro sobre Deus não habitar mais em templos feitos por mãos humanas, tantos crentes insistem em chamar o edifício onde congregam de "templo", ou, o que é pior, "casa do Senhor"?

44. Por que tantos evangélicos citam (fora de contexto, claro) que não se deve "tocar nos ungidos", como se esses fossem acima da crítica e infalíveis, e ainda por cima criticam os católicos por crerem na infalibilidade do papa? Aliás, onde está escrito no NT que ungidos são apenas os líderes, se I João 2 diz que somos todos ungidos?

45. Por que o conselho de Irineu de Lyon, que viveu menos de um século depois de ser escrito o Apocalipse, quanto a ser "mais seguro e menos perigoso esperar o cumprimento dessa profecia do que se entregar a elucubrações e conjecturas acerca de nomes", tem sido tão negligenciado por aqueles que ficam esmiuçando supostos sinais da vinda de Jesus?

46. Por que tanta gente gosta de interpretar tragédias como juízo de Deus e negligencia o mandamento de chorar com quem chora?

47. Por que tanta gente canta "se diante de mim não se abrir o mar, Deus vai me fazer andar por sobre as águas", se o mar só se abriu uma única vez e Pedro só andou sobre as águas também uma vez, e teve que se molhar todas as outras vezes? Aliás, não é presunção demais dizer o que Deus vai ou não vai fazer?

48. Será que essas pessoas que cantam “hoje o meu milagre vai chegar” nunca leram Tiago 4:13-15?

49. Por que tanta gente insiste em dizer que não podemos ficar doentes porque Cristo já levou nossas dores, se nós ainda morremos? Afinal, essas dores que Ele levou sobre Si não inclui a morte também? Não seria mais prudente e mais bíblico admitir que os benefícios de Isaías 53:4 só serão usufruídos plenamente na Nova Jerusalém, na eternidade?

50. Por que essas mesmas pessoas que dizem que os cristãos não podem ficar doentes e que podem curar tudo nunca curaram uma vítima de amputação?

51. Por que tanta gente age como se Deus não tivesse controle sobre tudo e estivesse constantemente sob ameaça do diabo, se a Bíblia diz que Deus usa até o mal para cumprir seus propósitos (Isaías 45:7 e I Reis 22:22-23)?

52. Por que nós somos tão brasileiros na hora de ver um jogo da Seleção mas nos esquecemos completamente disso durante os cultos? Será que, quando a Bíblia se refere a "toda tribo, língua, povo e nação", o Brasil não estaria incluído?

53. Por que o samba e a bossa-nova são tão demonizados por sua associação com a vida boêmia, se Paulo disse que, para os puros, todas as coisas são puras, e que nada é errado em si mesmo exceto para aquele que assim o considera? Por que, por outro lado, tanta gente usa essas verdades bíblicas como pretexto para confundir “culto” com “festa”?

54. Por que tantos crentes confundem "querer agradar o mundo" com "não consumir produtos com a grife gospel" (incluindo aí músicas de qualidade questionável)? Aliás, será que essa idéia de ser pecaminoso ouvir músicas sem o rótulo "gospel" não seria uma jogada de marketing das gravadoras para manter cativo o seu mercado, por meio de intimidação? E ainda, desde quando “Gospel”, que significa “Evangelho”, virou grife?

55. Por que será que as únicas faltas consideradas suficientemente sérias para um líder perder sua credibilidade são os pecados de natureza sexual?

56. Por que muitas igrejas tratam melhor os ricos e influentes, colocando-os nos melhores cargos e dando-lhes poder de decisão, mesmo sendo neófitos, se Deus escolheu os que são pobres segundo o mundo para serem ricos em fé e herdarem o Reino (Tg 2:5)?

57. Por que muitos gostam de dizer que Deus está levantando uma geração disso e daquilo, que está restaurando isso e aquilo, e desconhecem completamente a História, esquecendo-se do que fizeram as gerações passadas? Por que será que essas pessoas nunca dizem que Deus está levantando uma geração de mártires?

58. Se não há mais qualquer condenação para quem está em Cristo Jesus, por que tantos líderes intimidam suas igrejas ameaçando-os com toda sorte de terror, inclusive a perda da salvação, se alguém ousar questioná-los ou não pagar suas obrigações financeiras?

59. Por que tanta gente que gosta de ver pecado em tudo condena a "aparência do mal", baseando-se em uma tradução errada de I Ts 5:22, se Jesus nunca evitou esse tipo de coisa, mas, pelo contrário, andava com o pior tipo de gente da sua época e ainda foi chamado de “comilão” e “beberrão”? Por que não admitir que o versículo em questão se refere apenas ao exame das profecias, e que o termo se traduz melhor, naquele contexto, como “espécie” e não “aparência”?

60. Será que o fato de tanta gente abusar de supostos dons espirituais, principalmente línguas e curas, significa que não possa haver manifestações legítimas desses dons?

61. Se os "líderes de louvor" gostam tanto de dizer que há liberdade onde está o Espírito do Senhor, por que muitos deles quase sempre tiram a liberdade das pessoas, que são constrangidas a imitar seus gestos (levantar as mãos, repetir algo pra quem tá do lado, fechar os olhos, bater palmas etc.)?

62. Por que ainda não inventaram a "escova de dentes profética", o "garfo profético", o "lápis profético", a “faxina profética” e o "corte e costura profético", para combinar com a "dança profética" e outras coisas "proféticas", já que tudo que fazemos deve ser para a glória de Deus? Em que a dança é melhor que essas outras coisas?