sábado, 31 de janeiro de 2015

107- GRUPO BILDERBERG SE REUNIRÁ MAIS UMA VEZ!

ELES IRÃO SE REUNIR PRA DECIDIR COMO ACABAR COM SUA VIDA!

 por STEVE WATSON | INFOWARS.COM

Os investigadores e detetives da Internet acreditam que eles já descobriram a localização da secreta reunião da elite do Grupo Bilderberg no ano que vem.

Alega-se que a Confab Bilderberg 63, altura em que, dados financeiros e de negócios proeminentes políticos se reunirão, deve ser mais uma vez realizada na Europa. A localização exata é dita ser o Interalpen-Hotel Tyrol, um controle remoto "de cinco estrelas do centro de conferências do hotel" nas montanhas austríacas.

O local do encontro 2015 já teria sido já confirmada pela polícia austríaca , que falaram com a imprensa austríaca APA agência. Enquanto o porta-voz da polícia não quis dar detalhes precisos sobre os requisitos de segurança, foi confirmado que os preparativos estão em andamento. A polícia, de acordo com o relatório austríaco, também será a preparação para os protestos.

Interalpen-Hotel está rodeado por florestas e montanhas, perto de uma estação de esqui, e não muito longe do aeroporto de Innsbruck. Seu 'reuniões e eventos' brochura, afirma que "o hotel fica a uma altitude de 1.300 metros em um ambiente exclusivo, nos Alpes Tirolean e oferece vistas panorâmicas de magníficos picos das montanhas."

O local, de propriedade da gigante suíça de fabricação O Grupo Liebherr, tem um centro de conferências com 400 capacidade com "um magnífico cenário alpino". O hotel já hospedou os Bilderbergers em 1988, há 27 anos.Se os últimos relatórios estão corretos de 2015 marcará a terceira vez que a conferência foi realizada na Áustria.



A reunião é normalmente realizada no início de junho. Informações para o hotel revelou que já está esgotada nos dois primeiros fins de semana de junho (quarta-setima e 11 e 14).

Parece que as elites voltaram a formar seguinte deste ano localização relativamente transparente em Copenhague na Dinamarca, onde os repórteres puderam ver de perto e pessoal com os participantes como eles tomar as suas refeições.

Se o Interalpen-Hotel é realmente utilizado como sede para 2015, será uma reminiscência do 2011 reunião em St. Moritz, na Suíça, quando Bilderbergers recuaram para as montanhas, protegido por estradas sinuosas e cobertura florestal.

A descoberta de Bilderberg chegou mais cedo do que nunca, talvez refletindo o intenso escrutínio que o grupo vem sofrendo nos últimos anos.Deve-se notar, porém, que Bilderberg tem sido conhecido por jogar fora pistas falsas e duplo reservar hotéis diferentes para jogar a jornalistas fora o cheiro, e com 10 meses de antecedência, um novo local poderia ser facilmente arranjado.

Enquanto a grande mídia habitualmente deixa de pagar Bilderberg a cobertura da imprensa exige - caracterizando o grupo como um mero "falar shop" - inúmeros exemplos da organização a ter um impacto direto sobre a política global têm sido documentados nos últimos anos, levando a acusações de que a grupo é fundamentalmente antidemocrático na natureza.

Em 2010, o ex-Secretário-Geral da NATO e membro Bilderberg Willy Claes 'admitiu que os participantes Bilderberg são obrigados a implementar as decisões políticas que são formulados durante a reunião.

Bilderberg tem influenciado grandes eventos globais antes do tempo, escolhendo os presidentes e primeiros-ministros em uma base regular com total desprezo para o processo democrático.

Em 2013, o advogado italiano Alfonso Luigi Marra solicitou que o Ministério Público de Roma investigar a organização clandestina para a atividade criminal, questionando se 2011 reunião do grupo na Suíça levou à seleção de Mario Monti como primeiro-ministro da Itália.

Em 2009, o presidente Bilderberg Étienne Davignon mesmo se gabava de como a moeda única Euro foi uma criação do Grupo de Bilderberg.

Bilderberg um clube secreto governa o mundo

Criado há 53 anos, o Clube Bilderberg reúne anualmente, em caráter sigiloso, nomes influentes da política, da economia e da mídia do Ocidente para debater assuntos de interesse mundial.

Por Por Eduardo Araia
fonte:http://revistaplaneta.terra.com.br/secao/reportagens/bilderberg-um-clube-secreto-governa-o-mundo
 
É tudo muito discreto: quem atende o telefone do Clube Bilderberg, em Leiden, na Holanda, é uma impessoal voz feminina que, após repetir o número, sugere que a pessoa deixe uma mensagem após o sinal. Alguém mais desavisado poderia até pensar que ligou por engano para uma residência. Mas o que está por trás do tal número de telefone vai muito além disso: para muitos, o Clube Bilderberg é omaestro oculto da política e da economia ocidental há mais de cinco décadas. Todo o segredo que cerca suas atividades (nem portal na Internet ele tem) só contribui para essa imagem.
Fundado em 1954 pelo príncipe Bernhard, da Holanda, pelo primeiro-ministro belga Paul Van Zeeland, pelo conselheiro político Joseph Retinger e pelo presidente da multinacional Unilever na época, o holandês Paul Rijkens, o Clube Bilderberg é uma organização não-oficial que nasceu supostamente para promover a "cooperação transatlântica" e debater "assuntos relevantes em nível mundial" - o que, em plena Guerra Fria, equivalia a discutir a ameaça comunista. O nome Bilderberg vem do hotel holandês que abrigou a primeira reunião, em 1954. O sucesso desse evento convenceu os seus organizadores a realizá-lo anualmente, em algum país europeu, nos Estados Unidos ou no Canadá.
Atualmente, os encontros do Clube reúnem cerca de 120 personalidades européias e norte-americanas influentes na política, na economia e na mídia. Eles ocorrem em hotéis sofisticados e preferencialmente isolados, que são fechados por ocasião do evento.
Nesse período, um fortíssimo esquema de segurança, a cargo de agentes norte-americanos e de vários outros países europeus, além da polícia local, garante a privacidade dos participantes. A conferência mais recente foi realizada no Ritz-Carlton de Istambul, na Turquia, entre os dias 31 de maio e 3 de junho.
O COMITÊ organizador das conferências tem sido bastante criterioso nas suas seleções de convidados, como se pode constatar pelas listas disponíveis. O polêmico ex-secretário de Defesa norte-americano Donald Rumsfeld era nome habitual nos encontros, assim como Peter Sutherland (ex-diretor-geral da Organização Mundial do Comércio, atual diretor-executivo da British Petroleum e da Goldman Sachs International e membro do comitê organizador do Bilderberg), Paul Wolfowitz (ex-subsecretário de Defesa do governo de George W. Bush e ex-presidente do Banco Mundial) e Henry Kissinger (ex-secretário de Estado norte-americano).
... Clã de seletos
Na página oposta, o príncipe Bernhard, da Holanda, um dos fundadores do Clube Bilderberg. Ao lado, no sentido horário, alguns dos nomes que já o integraram ou que ainda fazem parte dele: a rainha Beatrix, da Holanda; o bilionário David Rockefeller; Henry Kissinger, ex-secretário de Estado norte-americano; Donald Rumsfeld, ex-secretário de Defesa dos Estados Unidos; e Javier Solana, ex-secretário-geral da Otan.
Bill Clinton, Tony Blair, o ex-secretário- geral da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) Javier Solana e os bilionários David Rockefeller e Bill Gates também já integraram essa exclusiva relação (veja no quadro alguns dos nomes convidados para a conferência deste ano).
Ao reunir tanta riqueza e poder e zelar pela privacidade absoluta em seus eventos (nenhum participante pode falar sobre o que viu e ouviu nos encontros), o Clube Bilderberg se tornou prato cheio para as teorias conspiratórias. Segundo elas, a organização manipula políticas nacionais e eleições, provoca guerras e recessões e chega a ordenar assassinatos e renúncias de líderes mundiais - como teria acontecido, respectivamente, com o presidente norte-americano John Kennedy e a primeira-ministra britânica Margaret Thatcher.
PARA MUITOS sérvios, o Bilderberg foi o responsável pela queda de Slobodan Milosevic. Fala-se ainda que três famosos terroristas - Timothy McVeigh (responsável pelo atentado de Oklahoma City), David Copeland (um dos responsáveis pelo atentado ao metrô de Londres) e Osama Bin Laden - também pensam que os governos nacionais dançam conforme a música tocada pelo Clube.
O curioso é que o Bilderberg incomoda tanto conservadores quanto liberais. Para os primeiros, a organização é um plano sionista liberal. Para os outros, com tanto cacife e sigilo envolvidos, coisa boa não deve sair dali. "Quando tanta gente com tanto poder se reúne em um só lugar, acho que nos devem uma explicação sobre o que está acontecendo", disse o exjornalista britânico Tony Gosling ao jornalista Jonathan Duffy, do BBC News Online Magazine ("Bilderberg: The Ultimate Conspiracy Theory", de 3 de junho de 2004).
Por mais verossímeis ou DESCABELADAS que sejam, as ESPECULAÇÕES sobre a verdadeira ATUAÇÃO do Clube Bilderberg dificilmente poderão ser CONFIRMADAS ou refutadas
Segundo Gosling, o economista britânico Will Hutton, ex-participante das
... Influência
Na página oposta, a ex-primeira-ministra britânica Margaret Thatcher, possível vítima do Clube; Bill Gates já teria participado das reuniões secretas; e o terrorista Osama Bin Laden, que acredita no poder de decisão do Bilderberg.
conferências do Bilderberg, comparou o evento ao encontro anual do Fórum Econômico Mundial, no qual "o consenso estabelecido é o pano de fundo contra o qual a política é feita em nível mundial". Gosling exemplificou os perigos desse "consenso": "Um dos primeiros lugares onde ouvi sobre a determinação de as forças norte-americanas atacarem o Iraque foi no encontro de 2002 do Bilderberg, graças a um vazamento de informação."
Os organizadores se defendem. Para o belga Étienne Davignon, exvice- presidente da Comissão Européia, vice-presidente da multinacional francesa Suez-Tractebel e atual presidente da conferência do Clube Bilderberg, é impossível pensar em comando mundial único.
"Não creio numa classe governante global porque não creio que tal classe exista", disse ele ao jornalista da BBC Bill Hayton ("Inside the secretive Bilderberg Group", de 29 de setembro de 2005). "Apenas penso que são pessoas influentes interessadas em conversar com outras pessoas influentes."
O jornalista Martin Wolf, do diário inglês Financial Times, que foi convidado para alguns encontros, também pensa que não há fogo atrás dessa fumaça: "A idéia de que tais eventos não podem ser realizados na privacidade é fundamentalmente totalitária", disse a Duffy. "Não é um organismo executivo. Nenhuma decisão é tomada lá."
O EX-CHANCELER britânico Denis Healey, uma das presenças de primeira hora das conferências do Clube Bilderberg, também minimizou as críticas: "Nunca procuramos atingir um consenso sobre os grandes temas nas conferências", disse a Duffy.
"É simplesmente um lugar para discussões." Healey é só elogios ao Clube: "O Bilderberg é o grupo internacional mais útil do qual participei. A confidencialidade permite às pessoas falarem honestamente, sem medo das repercussões", acrescentou ele.
Por mais verossímeis ou descabeladas que sejam, as especulações sobre a verdadeira atuação do Clube Bilderberg dificilmente poderão ser confirmadas - ou refutadas - por completo. Elas, aliás, não surpreendem o pesquisador britânico Alasdair Spark, especialista em teorias conspiratórias ouvido por Duffy.
"A idéia de que uma panelinha sombria está mandando em todo o mundo não é nada nova", comentou Duffy. "Por centenas de anos as pessoas acreditaram que o mundo é governado por um grupo de judeus. Não deveríamos esperar que os ricos e poderosos organizassem as coisas em seu próprio interesse? Isso é chamado de capitalismo."
Lista seleta
Os 20 nomes relacionados a seguir, convidados pelo Clube Bilderberg para a conferência deste ano em Istambul, são uma amostra da elite ocidental reunida pela organização.
✧ Rainha Beatrix, da Holanda.
✧ Lloyd Blankfein, presidente e chefe-executivo do banco Goldman Sachs.
✧ Paul Gigot, editor da página de editoriais do Wall Street Journal.
✧ Jaap de Hoop Scheffer, secretário-geral da Organização do Tratado do Atlântico Norte.
✧ Rei Juan Carlos I, da Espanha.
✧ Muhtar Kent, presidente e diretor de operações da Coca-Cola.
✧ Henry Kissinger, ex-secretário do ex-presidente Richard Nixon e atual presidente da Kissinger Associates.
✧ Klaus Kleinfeld, presidente da Siemens.
✧ John Mickletwait, editor do The Economist.
✧ Jorma Ollila, chairman da Nokia e da Shell.
✧ Príncipe Philippe, da Bélgica
✧ Eric Schmidt, presidente e chefe-executivo do Google.
✧ Klaus Schwab, presidenteexecutivo do Fórum Econômico Mundial
✧ Javier Solana, secretário-geral do Conselho da União Européia.
✧ Michael Tilmant, presidente do ING Group.
✧ Jean-Claude Trichet, presidente do Banco Central Europeu.
✧ Daniel Vasella, presidente e chefe-executivo da Novartis.
✧ Jeroen van der Veer, chefeexecutivo da Shell.
✧ Paul Wolfowitz, presidente do Banco Mundial.
✧ Robert Zoellick (na época, executivo do Goldman Sachs. Assumiu a presidência do Banco Mundial em julho).

quarta-feira, 28 de janeiro de 2015

106- Igreja que distribuiu “dízimo” aos membros conta testemunhos

E O SITE AINDA CHAMA ISSO DE "DÍZIMO REVERSO"? ESSE DEVERIA SER O DÍZIMO VERDADEIRO SEGUNDO A PALAVRA DE DEUS EM DEUTERONÔMIO 14:22-29!

Em setembro, uma campanha idealizada por uma pequena igreja de Chicago chamou atenção por seu ineditismo. Em geral são as pessoas que fazem doações para as igrejas, mas a pastora Laura Truax, decidiu inverter o processo.
Líder da Igreja LaSalle Street, Truax decidiu usar a verba advinda de uma antiga negociação imobiliária para iniciar uma “corrente do bem”. Na década de 1970, sua denominação fez um investimento em um conjunto de prédios. Eles agora foram vendidos e sua igreja lucrou US$ 1,6 milhão. A maior parte foi para o caixa da igreja e será investido de diferentes formas, incluindo projetos missionários.
Porém, 10% desse lucro foi dividido com os fiéis que atendem aos cultos, num tipo de “dízimo reverso”. Dividindo o montante pelos 320 membros registrados, cada um ficou com 500 dólares. Os cheques foram distribuídos durante o culto e a pastora fez um apelo para que eles “fizessem o bem” e “ajudassem quem precisa”.
Cada um teve a liberdade de usar o dinheiro como achasse melhor, mas pediu que preferencialmente fosse dado a outras pessoas. Ela conta que orou muito sobre como deveria usar o dinheiro e foi isso que Deus a mandou fazer. Relata ainda que os fiéis ficaram surpresos e até um pouco assustados.
Agora a campanha chegou ao fim e cada membro foi convidado a contar o que fez com o dinheiro. Os vídeos estão sendo colocados no canal da igreja no Youtube. Para a pastora, essa é uma forma de dar testemunho.
Na verdade, a LaSalle Street é uma igreja com forte presença social. Ao longo de sua história sempre manteve um ministério que alimentafamílias de sem teto. Também investiu recentemente na compra deuma ambulância para o trabalho missionário de uma clínica médicano Níger.
Seus membros contam que as doações foram para familiares que tinham algum tipo de necessidade. Alguns enviaram para projetos missionários como uma escola no Himalaia, um posto de saúde em Uganda e um projeto de irrigação na Tanzânia.
A pastora acredita que eles fizeram exatamente o que ela tinha imaginado quando distribuiu os cheques no primeiro domingo de setembro. Na ocasião, sua pregação foi sobre a “parábola dos talentos”, em que Jesus fala sobre como cada pessoa recebeu algo de Deus e como precisará prestar contas disso.
“Eu esperava que eles reconhecessem o poder que tinham para abençoar os outros e mudar a vida de alguém”, conta. “Esperava que eles vissem qual a conexão entre a pequena parte que cada um representa e o todo, ou seja, a igreja”.
Os vídeos com os testemunhos podem ser vistos aqui. Com informações de Huffington Post e Boston Globe

ARTIGO COMPROVANDO QUE O DÍZIMO FOI ABOLIDO:

 http://questionabrasilsp.blogspot.com.br/2013/06/v-behaviorurldefaultvmlo.html

105- Milionário cristão abandona futebol para plantar e doar batatas!

VEJAM ESSE EX JOGADOR: AO INVÉS DE MONTAR SUA PRÓPRIA DENOMINAÇÃO, DE SAIR POR AÍ DANDO TESTEMUNHOS E COBRANDO POR ELES, OU DE SE TRANSFORMAR EM CANTO GOSPEL, ELE COMPROU UMA TERRA E FOI PLANTAR BATATAS PRA DAR DE GRAÇA AOS POBRES!
"EIS QUE HOJE HOUVE SALVAÇÃO NESSA CASA!"
ASSIM FICA MAIS FÁCIL DE CRER QUE SE CONVERTEU!
ELE ANDA NA CONTRA MÃO DA MAIORIA DOS "EVANGÉLICOS" DAS DENOMINAÇÕES DO BRASIL E DO MUNDO: AO INVÉS DE POSSUIR MAIS, DEPOIS QUE SE CONVERTEU, ELE ESTÁ DANDO, ISSO MESMO DOANDO OS MILHÕES QUE GANHOU COM OS POBRES!

HOJE VEMOS MUITAS PESSOAS FAMOSAS E RICAS "SE CONVERTENDO" E DIZENDO QUE DEUS LHES RESTITUIU ISSO, AQUILO, QUE DEUS DEU ISSO E AQUILO, MAS DIFICILMENTE VEMOS ALGUÉM DIZER O ESTÁ DOANDO, DANDO AOS QUE MAIS NECESSITAM NESSE PAÍS!

LEMBRANDO QUE O QUE ESSE JOGADOR DE FUTEBOL AMERICANO ESTÁ FAZENDO ESTÁ DE ACORDO COM O QUE A IGREJA PRIMITIVA FAZIA:

"Todos os que creram estavam juntos e tinham tudo em comum. vendiam suas propriedades e bens, distribuindo o produto entre todos, à medida que alguém tinha necessidade" Atos 2:44-45.

PARABÉNS À ESSE HOMEM E QUE SEU EXEMPLO SEJA COPIADO POR MILHÕES DE OUTRAS PESSOAS QUE SE CONVERTEM!

VEJAM A MATÉRIA NA ÍNTEGRA:

FONTE:http://noticias.gospelprime.com.br/milionario-cristao-abandona-futebol-doar-batatas/


Entre muitas histórias de superação e escândalos envolvendo jogadores milionários, a de Jason Brown se diferencia pelo gigante “passo de fé”.
Fugindo completamente do que seria esperado em seu meio, o ex-jogador de futebol americano Jason Brown, encerrou a carreira precocemente, aos 29 anos. Ele disputou sete temporadas na NFL, principal liga de futebol americano e ficou milionário. Atuou primeiramente pelo Baltimore Ravens, tendo assinado um contrato de US$ 25 milhões (aprox. R$ 60 milhões) com o Saint Louis Rams.
Em outubro de 2012, ele acabou quebrando o contrato de 5 anos que tinha com o Rams, após apenas 3 temporadas. Embora tivesse propostas de outras equipes, incluindo o seu primeiro time. Em vez disso, preferiu largar o esporte para virar agricultor. Comprou uma fazenda de 4.000 metros quadrados no Estado da Carolina do Norte e começou uma plantação. Seu objetivo maior é doar a produção para pessoas carentes. Somente em 2014. Brown doou 20 toneladas de batata-doce e 4,5 toneladas de pepinos.
Um fato chama atenção: Brown não sabia nada sobre o cultivo de batatas. Decidiu aprender tudo pela internet, recorrendo a vídeos do Youtube. Embora tenha tido dificuldades no início, passou boa parte de 2013 aprendendo o necessário para organizar uma fazenda e cultivar batatas e outros vegetais. Até hoje ele trabalha diariamente ao lado dos empregados.
A rede de TV americana CBS levou ao ar uma reportagem especial do programa On the Road , contando a trajetória de Brown. Ele chamou atenção da mídia pelo inusitado e por seu forte testemunho de fé. Ele conta que quase ninguém apoiou essa mudança radical de vida. “Meu empresário disse: ‘você está cometendo o maior erro da sua vida’. Olhei pra ele e respondi: ‘não, não estou'”, contou à CBS.



Ao contar o que motivou essa decisão, explica que recebeu uma visão de Deus. Obediente, ele batizou sua fazenda de “Primícias”.
Contou ao repórter da CBS que nunca se sentiu mais bem sucedido. “Ver tudo brotando da terra é a coisa mais linda que alguém pode presenciar. Não nos padrões do homem, mas aos olhos de Deus.”
Explico ainda que não sente saudade da sua milionária vida de jogador. No site da fazenda ele apresenta o seguinte relato: “Deus revelou que tinha algo maior reservado para mim, que deveria voltar com minha família para a Carolina do Norte onde nasci e começar uma fazenda. Mesmo não sabendo nada sobre agricultura, por obediência… [a esposa] Tay e eu fizemos um pacto com Deus e dissemos que no lugar que Ele nos abençoasse daríamos o nome de Primícias e doaríamos para seu povo as primícias de tudo o que fosse produzido daquela terra”.
Explicou ainda que vê todo o processo como uma “missão” que inclui compartilhar o Evangelho de Jesus Cristo. A primeira parte da produção é doada para organizações cristãs que cuidam de famílias carentes. Para Brown, isso é sua forma de “servir ao próximo com amor”. Além da fazenda, sua família mantém o ministério Wisdom for Life [Sabedoria para a Vida], que promove eventos evangelísticos com ênfase nos esportes.
E todos os que criam estavam juntos, e tinham tudo em comum.
E vendiam suas propriedades e bens, e repartiam com todos, segundo cada um havia de mister.
E, perseverando unânimes todos os dias no templo, e partindo o pão em casa, comiam juntos com alegria e singeleza de coração,

Atos 2:44-46
E todos os que criam estavam juntos, e tinham tudo em comum.
E vendiam suas propriedades e bens, e repartiam com todos, segundo cada um havia de mister.
E, perseverando unânimes todos os dias no templo, e partindo o pão em casa, comiam juntos com alegria e singeleza de coração,

Atos 2:44-46

104- ISRAEL JÁ TEM LEVITAS PRONTOS PARA FAZEREM OS SACRIFÍCIOS NO TERCEIRO TEMPLO!



SE OS JUDEUS ESTÃO SE PREPARANDO DESSA FORMA A RECONSTRUÇÃO DO TERCEIRO TEMPLO JÁ DEVE TER DATA PRA COMEÇAR!

 Instituto do Templo está preparado para volta do "Sacrifício Perpétuo”.
FONTE: http://noticias.gospelprime.com.br/terceiro-templo-israel-levitas-sacrificios/
No dia 20 de agosto de 2013, após mais de 1950 anos, ocorreu em Israel a cerimônia preparatória para a retomada do “sacrifício perpétuo” que era feito diariamente pelos judeus. O mandamento presente no livro de Levítico é retomado em Jerusalém pela primeira vez desde a destruição do Segundo Templo pelas mãos dos romanos, no ano 70. O Templo original foi inaugurado aproximadamente em 950 a.C. e destruído na invasão babilônica em 586 a.C.
O treinamento dos cohanim (sacerdotes) é uma iniciativa do Instituto do Templo, juntamente com várias outras organizações dedicadas a reerguerem o Beit HaMikdash (Templo de Salomão) em Jerusalém. Essa escola para os novos sacerdotes é um importante passo na restauração dos sacrifícios rituais. A primeira turma foi selecionada após uma parceria com a Mishmeret Kehunah, instituição que procura restaurar o ciclo sacerdotal do Templo.
Um novo sinédrio existe desde 2006. Desde então, se reúne uma vez por mês em Jerusalém, e formou uma comissão de sete rabinos, que faz um estudo detalhado dos rituais e cerimônias do templo. Com isso, foram selecionando jovens que descendem da antiga tribo de Levi, algo facilmente identificável por terem mantido a tradição de seus sobrenomes, sendo os mais comuns Levi, Levy, Levine, Leventhal, Levinson e Cohen.
Os sacerdotes escolhidos tiveram as primeiras aulas sobre como usar suas roupas especiais seguindo os requisitos bíblicos, e como executar os rituais na tradição dos levitas originais. Os alunos realizaram o sorteio para determinar quem iria fazer o primeiro serviço de sacrifício do dia. Este é um importante passo para a comunidade judaica que crê nas profecias sobre a restauração do templo como sinal da vinda do Messias.
Segundo o anúncio oficial, “Na noite do dia 14 de Elul, 5773, o Instituto do Templo, em cooperação com Mishmeret Kehunah (Organização para a Renovação dos turnos sacerdotais) e outros organizações inaugurou uma nova escola dedicada ao ensino da ‘arte perdida’ de executar diariamente o serviço Tamid no Templo Sagrado”.

Nenhum animal foi sacrificado, mas as imagens divulgadas mostram os preparativos para a oferta do incenso, o toque das trombetas e a limpeza ritual do candelabro, juntamente com o ensaio das orações adequadas e das canções tradicionais.
O Instituto existe há 26 anos e tem feito muitos preparativos para a reconstrução do templo judaico no Monte Moriá, desde então. No ano passado, a organização quis retomar o sacrifício público a páscoa para lembrar os judeus da tradição. Contudo, a polícia israelense mais uma vez os impediu de fazer manifestações públicas por medo de incitar a revolta dos muçulmanos.
O movimento pela reconstrução do Templo já divulgou em outras oportunidades que terminou a produção de todas as 102 peças do local sagrado, seguindo os preceitos bíblicos. Todos os utensílios necessários já estão prontos, incluindo a arca da aliança, além dos projetos arquitetônicos para a reconstrução. Os novos sacerdotes não sabem quando poderão começar a atuar, mas querem estar prontos o quanto antes.



Os judeus ultraortodoxos acreditam que, de acordo com o Antigo Testamento, o Messias será o único capaz de restaurar o Templo, então basta esperar. Por outro lado, outros grupos defendem que o povo judeu deve, de alguma forma, merecer a vinda do Messias, preparando-se ativamente para isso.
Baseado nisso, grupos como o Instituto do Templo tem atraído doações de judeus espalhados por todas as nações do mundo para que seja possível a reconstrução do Templo. Ministérios cristãos sionistas também têm colaborado, em especial o do evangelista Benny Hinn, que inclusive o levou ao seu programa de TV para falar sobre o assunto.
Somente o candelabro principal do Templo (Menorah), feito com mais de 40 quilos de ouro maciço, custou 3 milhões de dólares. Em 21 de Maio de 2009, o grupo de judeus ortodoxos “Movimento de Fidelidade à Terra de Israel e ao Monte do Templo” fez um desfile pelas ruas de Jerusalém, mostrando uma pedra de quase quatro toneladas. Ela foi anunciada como a pedra angular para a edificação do terceiro Templo de Jerusalém.
Obviamente, ainda não é possível pensar na reconstrução do Templo sem que seja destruída a Mesquita de Al-Aqsa com o famoso Domo da Rocha, algo que já provocou ameaças de guerra por parte dos países muçulmanos. Quando o Instituto do Templo pretende começar a construção do novo local sagrado ainda é um mistério. Um vídeo do governo de Israel feito no começo desse ano reascendeu a polêmica.
O rabino Chaim Richman, diretor do Instituto é o mais forte candidato a assumir a função de sumo sacerdote do Templo. Ele já criticou publicamente outras tentativas de reconstrução do templo, como a réplica da IURD no Brasil.  Com informações de Temple Institute e Bible Prophecy

quinta-feira, 22 de janeiro de 2015

103- ATENÇÃO: Criador de Filme sobre lei marcial, “Gray State”, é encontrado MORTO junto com esposa e filha em sua casa



Mais um ativista anti-NOM (Nova Ordem Mundial) é encontrado morto misteriosamente...

O criador de um filme independente que ainda não tinha sido concluída, intitulado State Gray e sobre a criação de um estado tirânico e ditatorial nos EUA, foi encontrado morto com sua família em sua casa em Minnesota.

O caso é particularmente suspeito dado o conteúdo controverso do filme promissor, que tinha levantado expectativas em certos círculos da rede.

As autoridades afirmam que as mortes foram devido a um suposto assassinato-suicídio. Segundo a polícia, David Crowley, 29, teria matado sua esposa, Komel, 28, e sua filha de 5 anos e depois se suicidado.

Os três corpos foram encontrados no sábado em sua casa Rambler em Ramsdell Drive, depois que um vizinho ligou para polícia de Apple Valley .

O vizinho, Collin Prochnow, disse que tinha um conhecimento de passagem com a família.


As autoridades ainda não sabem quando a família morreu, mas devido ao número de pacotes e cartas acumuladas na entrada, talvez antes do Natal.

Os vizinhos ficaram desconfiados, na semana passada, quando notaram as mesmas luzes acesas durante o dia e noite na casa.

As mortes foram relatadas pelo vizinho Collin Prochnow, que, inicialmente, foi para a casa de Crowley para pegar os pacotes que vinha crescendo nos degraus da entrada. Ele disse à polícia que, quando ele olhou para dentro da casa, viu três corpos e um revólver no chão e, em seguida, chamou a polícia.

A polícia informou ter encontrado os corpos no primeiro andar da casa, juntamente com um "cão muito bravo."

De acordo com o perfil do LinkedIn de David Crowley, ele serviu no Exército dos EUA. "Depois de cinco anos, eu tinha tido o suficiente, e sai para perseguir o cinema", diz o perfil.

Crowley, que participou do Minnesota School of Business, escreveu e dirigiu o filme, " Gray State".
"O trailer do filme mostra os agentes da FEMA espionando e matando centenas de norte-americanos. O slogan do filme é" A Segunda Revolução Americana não pode ser lembrada ".

Vídeos do YouTube mostrar-lhe a promoção do filme em vários eventos, inclusive em um comício na Flórida, em 2012.



Um dos atores que aparecem no trailer do filme, Charles Hubbell disse que Crowley era uma pessoa completamente equilibrada e parecia destinado a ter muito sucesso no seu projeto.

"Toda a vez que eu trabalhei com ele não percebeu até mesmo um toque de agressão ou desequilíbrio, ou qualquer comportamento anormal"

Ele me disse que tinha encontrado um nicho, um público-alvo, e poderia alimentar-se nesse nicho ".

Depois que o casal se mudou para as cidades gêmeas, Komel, que era nutricionista, recebeu um mestrado em saúde pública em nutrição da Universidade de Minnesota, em 2012, de acordo com seu website, www.mindbodydietitian.com.



Os Crowleys havia conversado com os Hubbells em se mudar para Los Angeles, onde Komel poderia conseguir uma carreira como nutricionista e Crowley escritor e cineasta.

Diretor e cineasta Paul von Stoetzel disse que David Crowley e seus colegas eram boas pessoas e tinham enormes sonhos para suas carreiras cinematográficas. Von Stoetzel havia se encontrado com Crowley logo no início sobre a possibilidade de escrever o roteiro de "State Gray."

Von Stoetzel disse que as pessoas gostavam e respeitavam Crowley e seu parceiro de negócios, Mitch Heil, que dirigia uma empresa de produção de vídeo com David Crowley e também co-propriedade com Crowley a bala do Exchange, uma empresa que treinou atores para usar armas militarem no filme.

Heil, disse neste domingo que estava "inconsolável" sobre as mortes.
"Ele tem sido um dos meus melhores amigos desde o ensino médio", disse ele.

Os dois eram amigos na escola e, em seguida, se juntaram ao Exército. Após o treinamento básico, que estavam estacionados em lugares diferentes, mas ficaram juntos nas cidades gêmeas para formar a sua empresa de treinamento de ator.

Heil não tinha falado com Crowley desde setembro, quando eles se separaram em negócios. Ele disse que era normal para Crowley sumir para escrever e depois tona vários meses depois, por isso que ele não achou estranho o sumiço. 

Crowley era um líder carismático e pessoa criativa, disse Heil.

"Ele era uma grande pessoa, um grande amigo", disse ele.

O trailer mostra cenas em que vemos imagens da polícia militarizada, violência armada e amostras de algum tipo de cidadão lutando contra um estado tirânico.


Podemos ver cenas que os americanos comuns são forçados a um rigoroso controle biométrico, recebendo implantes de identificação sob a pele, para comprar alimentos e outros bens; você também pode ver cenas de policiais armados e Guarda Nacional atacando multidões desarmadas e execução de civis; prateleiras das lojas vazias, após o que parece ser um colapso; polícia levando as pessoas de suas casas durante os ataques noturnos e grupos armados parecendo serem "rebeldes" tropas de combate e Estado policial.

o final do trailer aparecem as palavras "A Segunda Revolução Americana não pode ser lembrado"


Segundo diz a sinopse do filme que pode ser encontrado no Youtube:

O mundo está sofrendo com o tumulto da guerra, desastres geológicos e colapso econômico, enquanto os americanos continuam mergulhando em sua ilusão de segurança e imunidade. Enquanto os direitos e liberdades são vendidos em troca de segurança, o governo federal, poder de inchamento, começa a tomar sistematicamente a liberdade, a fim de alcançar uma nova ordem mundial.

Os norte-americanos, confinados em bairros militarizadas de quarentena, se torna um controle populacional grama tirânico.

Fearmongering, terrorismo, estado policial, lei marcial, guerra, prisão, detenção, a fome, a opressão, a violência, a resistência, estes são os novos termos pelos quais os americanos definem a sua existência.

O vizinho se volta contra vizinho como o dólar mergulha a zero, o abastecimento de alimentos estão esgotados, e todo mundo é capaz de ser suspeito de terrorismo. Há prisões.Desaparecimentos. Ataques biológicos.

As execuções públicas para suspeitos dissidentes. Há até mesmo rumores de campos de concentração em solo americano ...
Como podemos ver, o filme centra-se muito do argumentario considerado "conspiranoico", popularizado nas redes por pessoas como Alex Jones, Dave Hodges e ex-governador de Minnesota Jesse Ventura, que vêm alertando há anos do estabelecimento de um governo tirânico em os EUA e uma Nova Ordem Mundial.

Independentemente de saber se eles estão certos em suas descobertas, ou se o que dizem é nada além de um conjunto de conspiração louco, a verdade é que a morte, natural ou não o diretor deste filme, contribuirá ainda mais para levantar suspeitas e reforçar ainda mais mais fala, talvez tornando o projeto um mito.




A polícia não emitiu quaisquer outros detalhes sobre o crime. A investigação continua, com a ajuda do Bureau Minnesota de Apreensão Criminal e escritório do xerife Dakota County.
Bob Shaw pode ser alcançado em 651-228-5433. Siga-o no twitter.com/BshawPP.

Aviso: Este trailer do filme "State Gray" contém imagens gráficas.



Via:

http://graystatemovie.com/
http://www.startribune.com
http://disinfo.com
http://www.naturalnews.com/048345_Grey_State_martial_law_murder-suicide.html#ixzz3PMu8jkhL
http://www.startribune.com https://www.youtube.com http://disinfo.com
http://www.twincities.com/crime/ci_27343442/three-bodies-found-apple-valley-home
http://portrasmidiamundial.blogspot.com.br/

quarta-feira, 21 de janeiro de 2015

102- MUÇULMANO DEFENDE GRUPOS TERRORISTAS EM MESQUITA DO RIO DE JANEIRO!

A CNN en Español deixou de ser distribuída pelas operadoras brasileiras de TV por assinatura, mas ainda produz reportagens por aqui.
Ao repercutir o atentado contra a revista “Charlie Hebdo”, a equipe do canal visitou uma mesquita no Rio de Janeiro. Lá, testemunhou um sueco declarando apoio ao ISIS, o autoproclamado “Estado Islâmico”.

Reprodução

Confiram o vídeo:


101- VEJAM, NOVAMENTE, AS TRAPAÇAS DE GEORGE SOROS, UM DOS ACIONISTA DA PETROBRÁS.

Julio Severo
Os protestos de Ferguson nos Estados Unidos foram muito mais do que sobre injustiça, raça ou um adolescente negro morto pela polícia.
George Soros
Faz algum sentido um adolescente branco morto por um policial negro não recebendo nenhuma atenção significativa da mídia enquanto um adolescente negro morto por um policial branco recebe atenção em massa da mídia?
Quando um caso suspeito não faz sentido, siga o dinheiro.
De acordo com o jornal Washington Times, o bilionário socialista George Soros doou 33 milhões de dólares para organizações esquerdistas que ajudaram a transformar os eventos em Ferguson de um protesto local para um incontrolável incêndio nacional e internacional.
Um número elevado de ativistas viajou de muitas cidades de todas as partes dos Estados Unidos para invadir Ferguson aos montes para transformar um protesto local numa revolução nacional.
Ônibus de ativistas de organizações que incluíam a Aliança de Políticas de Drogas, Make the Road de Nova Iorque e o Centro de Mudança Comunitária de Washington — todas financiadas em parte por Soros — foram para Ferguson começando em agosto e continuando a organizar protestos ali até o final de dezembro, de acordo com o Washington Times.
Uma das organizações que Soros financia, e que inflamou as manifestações em Ferguson, é a Fundação Gamaliel, uma rede de organizações inter-religiosas de base. O presidente Barack Obama iniciou sua carreira como organizador comunitário numa filial da Gamaliel em Chicago.
A filial da Gamaliel em St. Louis — Congregações Metropolitanas Unidas — organizou o “Fim-de-Semana de Resistência” em outubro, em que pastores, padres e outros líderes religiosos de todas as partes dos Estados Unidos foram convocados para irem a Ferguson para protestar.
Representantes de Sojourners, uma organização evangélica socialista presidida por Jim Wallis, fizeram parte desse evento. Essa organização recebeu 150 mil dólares de Soros em 2011.
Pastores da Conferência Samuel Dewitt Proctor (CSDP), onde o Rev. Jeremiah Wright faz parte do conselho de administração, também participaram dos protestos. Wright era o pastor de longa-data de Obama. A CSDP recebeu 250 mil dólares de Soros em 2011.
Como é que Soros consegue dar verbas enormes para organizações socialistas?
A fortuna do bilionário foi feita a partir de especulações nos mercados financeiros, em grande parte fazendo mais de 1 bilhão de dólares na década de 1990 ajudando a aleijar o sistema financeiro britânico.
Soros é um apoiador famoso de causas socialistas e é um doador político das campanhas de Obama. Ele deu 1 milhão de dólares para Obama em 2012.
Ele construiu um império empresarial que domina dos EUA à Europa, enquanto forja uma máquina política movida por fundações sem fins lucrativos que vem provocando impacto nas políticas americanas e internacionais.
Como ele tem influenciado no cenário internacional?
Será que Soros também usou o “golpe de Ferguson” em outros lugares? Toda vez que você observar uma revolução, siga o dinheiro, e não se assuste nem se surpreenda se Soros estiver envolvido nos bastidores.
Se você pensa que os 33 milhões de dólares que Soros gastou para inflamar Ferguson é muito, considere a revolução “misteriosa” na Ucrânia. “Soros já forneceu mais de 100 milhões de dólares para sustentar grupos ucranianos,” de acordo com o WorldNetDaily, que também disse que “George Soros investiu pesadamente na crise da Ucrânia.”
Agora, por causa de Soros e suas ambições socialistas, o mundo está mais perto da guerra.
Tanto na crise de Ferguson quanto na crise da Ucrânia, o governo dos EUA sob Obama tem ficado do lado de Soros e suas tramas.
As tramas de Soros também têm mirado os cristãos. Em 2012, o Centro de Direitos Constitucionais, uma organização marxista financiada por Soros, apresentou uma ação judicial contra o Rev. Scott Lively por “crime contra a humanidade.” O crime dele? Ele expressou a opinião cristã tradicional sobre as perversões homossexuais no Parlamento de Uganda.
Se Soros pode transformar um protesto em revolução nacional, o que impede uma de suas organizações de transformar um pastor evangélico num “criminoso contra a humanidade”? A especialidade dele é inflamar.
Lamentavelmente, Soros tem mais planos contra os cristãos. De acordo com o ChristianPost, ele está financiando movimentos para enfraquecer o apoio evangélico tradicional a Israel.
Soros é judeu. Como é que um judeu consegue minar as igrejas evangélicas pró-Israel?
Aliás, como é que um judeu bilionário capitalista pode financiar tantos protestos, crises e revoluções socialistas ao redor do mundo, de Ferguson à Ucrânia?
Se há traidores entre os cristãos (e a maioria deles é socialista), por que não haveria judeus traidores igualmente socialistas?
Na próxima vez que você observar um protesto suspeito se transformando numa revolução socialista, siga o dinheiro. No final desse arco-íris das trevas, há um ganancioso capitalista socialista e suas tramas.
Com informações do Washington Times, Daily Mail e NewsMax.

100- PONTO PRA NÓS! EQUIPE DA REDE GLOBO FOI EXPULSA DA INDONÉSIA!

Márcio Gomes, que trabalhou na Globo Rio, é o atual correspondente da emissora em Tóquio Foto: João Miguel Júnior / TV Globo

O repórter Márcio Gomes, enviado especial da TV Globo à Indonésia, foi deportado pelo governo local junto com um cinegrafista da emissora, segundo informou o jornal Folha de S. Paulo. Márcio estava no país para acompanhar a execução do brasileiro Marco Archer, 53 anos, que foi fuzilado no último sábado após ter sido condenado por tráfico de drogas.

A dupla chegou a ser detida no sábado na cidade de Cilacap e teve os passaportes retidos. Nesta segunda, conforme informações da própria emissora, Gomes e o cinegrafista foram transportados pela polícia para a capital Jacarta e de lá aguardaram em um hotel pelo voo para Tóquio, onde Gomes atua como correspondente.

Márcio Gomes entrou no país com visto de turista, segundo o jornal. Além da equipe da Globo, os jornalistas da Folha também foram ameaçados de deportação, mas conseguiram deixar o país sem maiores complicações. O Itamaraty não comentou o assunto.

Via: Terra