segunda-feira, 30 de maio de 2016

Com exame tardio, laudo de vítima de estupro coletivo não aponta violência, diz TV



(33 HOMENS E NÃO FICARAM MARCAS? ESSA MENINA DEVE SER DE BORRACHA!)

O programa "Bom Dia Rio", da TV Globo, informou na manhã desta segunda-feira (30) que o laudo da perícia sobre o caso do estupro coletivo a uma menina de 16 anos, ocorrido na zona oeste do Rio, não apontou indícios de violência.
Segundo a reportagem, o resultado ocorreu por causa da demora da vítima em fazer o registro na polícia e o exame de corpo de delito. O exame foi realizado no dia 25 de maio, quatro dias após o crime. O laudo será divulgado na tarde de hoje pela Polícia Civil.
Desde a madrugada desta segunda-feira, a Polícia Civil realiza buscas para cumprir mandados de prisão e de busca e apreensão contra seis acusados de participar do estupro coletivo, no Morro do Barão, na Praça Seca, zona oeste do Rio de Janeiro.
A ação é coordenada pela delegada Cristiana Onorato, da Delegacia da Criança e do Adolescente Vítima (DCAV), pelo diretor do Departamento Geral de Polícia Especializada, Ronaldo de Oliveira.
Neste domingo (29), houve troca de delegados que cuidavam do caso. Cristiana substituiu o delegado Alessandro Thiers, titular da Delegação de Repressão aos Crimes de Informação (DRCI).
Segundo a assessoria de imprensa da Polícia Civil, "a medida visa evidenciar o caráter protetivo à menor vítima na condução da investigação, bem como afastar futuros questionamentos de parcialidade no trabalho".
A mudança atende ao pedido da advogada da vítima, Eloísa Samy Santiago, que recorreu à Justiça do Rio e ao Ministério Público, com o argumento de que a adolescente foi intimidada pelo delegado durante os depoimentos prestados na última sexta-feira (27).
"Quando vim à delegacia, não me senti à vontade em nenhum momento. Acho que é por isso que as mulheres não fazem denúncias", disse a adolescente. Ao explicar o que aconteceu na delegacia, a jovem afirmou: "Tentaram me incriminar, como se eu tivesse culpa por ser estuprada".
No mesmo dia, a família decidiu dispensar a advogada Eloísa, que defendia a adolescente no caso. Ela será protegida pelo Programa de Proteção a Crianças e Adolescentes Ameaçados de Morte, da Secretaria de Estado de Direitos Humanos, em parceria com o governo federal.

"Eu contei. Eram 33 homens", afirma vítima

 FONTE: http://noticias.bol.uol.com.br/ultimas-noticias/brasil/2016/05/30/laudo-tardio-de-vitima-de-estupro-coletivo-nao-aponta-violencia.htm

A BANDIDA MOCINHA! MAIS UMA LAVAGEM CEREBRAL DA REDE GLOBO!





Talvez ela não fosse tão flor assim…

 

Mais uma polêmica que viralizou na mídia, e é bastante triste sim! Mas vim aqui, expor minha opinião com bases em informações que recebi, discuti, que me disseram e que até mesmo só li, de mulheres e homens, sim homens também.
Vejamos, o fato é o seguinte: Adolescente de 16 anos, estuprada por cerca de 33 homens, acorda semi nua em uma cama desconhecida, e em sua volta, os mesmo 33 homens, segurando consigo fuzis e pistolas, a filmaram e divulgaram nas redes sociais e afins, lembrando seu nome é Beatriz Pereira. Ok, resumidamente seria isso.
Vamos as informações “extras”, mídia sua linda, expondo essa garota e a tarjando como -Menina Flor-, beleza deram a ela “fama” na pior das situações, é isso que ela ta ganhando.
Beatriz, tem um perfil na rede social, Facebook, cujo esta bem distante de ser de uma -Menina Flor-, fotos com fuzis, com gestos obscenos, com traficante, com isso e com aquilo. Ah, e claro, expondo suas opiniões, nada de anormal…
13269294_10201556502590950_3319372829899172435_n
E sem deixar de fora, o fato de que ela é mãe. Então, me diz ai, quando que ela pensou no filho enquanto saia a 1h da manhã, pra ir na casa de um ficante, ficou chapada, dopada, não sei, ou pensou nele enquanto ostentava dessa vida, cheia de armas, drogas, trafico, em fim. Agora vem minha sincera opinião.
Vendo o vídeo, fotos, ouvindo os áudios, lendo as merdas que as feministas cagam pelas mãos, eu realmente acredito no que eu ouvi no áudio, é sério, claro que aqui não vou publicar os mesmos, e nem posso, mas os mesmos se referem a uma questão de regra, que digamos, quando se trata de regras impostas por traficantes criminosos, quem esta nesse meio sabe que tem que cumprir, retomando o assunto do áudio, nele consta a seguinte citação: “tu sabe muito bem, estupro na favela é morte!” e o que aconteceu? Ninguém morreu. Os Esquerdistas junto a mídia manipuladora, estão viralizando suas informações infames que esta se tornando um circo de horrores, e todos estão se comovendo, pera, nem todos!
Agora cá entre nós, que pessoa postando isso no facebook, pode ser tarjada como -Menina Flor-?


Meio, muito, pesado não acham?
Meio, muito, pesado não acham?
A adolescente, deu seu depoimento na terça-feira, 24, três dias após o ocorrido, por que essa demora, afinal ela foi estuprada, violentada, teria que ter sido uma denuncia imediata, talvez o medo? É pode ser, bom na verdade isso não pode ser não. Ou será que ela só se deu conta, que perdeu seu celular 3 dias depois? Ou será, que pelo simples fato de que essa história esta muito mal contada, e isso não foi realmente um estupro?
13312621_10201556503710978_8543564835192969468_n
Fica a critério de cada um, achar o que quiser, só quis expressar minha opinião sincera sobre isso.
E lembrando, que eu sou inteiramente a favor da castração química e punição de morte para estupradores…


OPINIÃO ANDRÉ DE MORAES:

Eu fiquei suspeitando dessa história assim que vi essa imagem: uma menininha, menor de idade de 16 anos, estuprada por 33 homens, traumatizada até no subconsciente e quando vai à delegacia vestida usando um vestido longo até os pés e um corte até a coxa? Sensual demais isso, não acham?
Pior: não deu queixa na delegacia e só tomou alguma providência depois que o vídeo foi parar nas redes sociais?













ÁUDIO MOSTRA TRAFICANTES FALANDO SOBRE O CASO:

video


Sem dizer que há muitos na internet, e que moram no mesmo bairro que a "menininha", dizem que não foi estupro e que ela está acostumada a fazer sexo grupal!
Porque a rede Globo não vê isso nas redes sociais também?

Eu nunca vi uma "menininha" premeditar o próprio estupro: "Vou pro baile do Mandela só pra dar pra vagabundo!"

A MÍDIA QUE DISTRAIR O POVO COM INFORMAÇÃO INÚTIL PARA QUE QUE ELE NÃO VEJA O QUE É IMPORTANTE!

Enquanto o povo brasileiro se preocupa com um falso estupro, os políticos fazem o que desejam em Brasília!
Se o caso fosse de fato um estupro, o que não se constatou até agora, eu até que concordaria em termos. Porque estupros acontecem todos os dias no Rio de Janeiro, em São Paulo, no nordeste, no sul no Brasil todo e a globo nunca deu tanto destaque assim!
Toda vez que vejo a rede Globo com esse alarde todo é porque tem algo escuso, algo por trás da matéria em si, porque ela quer outra coisa!

Fiquem alertas!

terça-feira, 17 de maio de 2016

A FARSA DAS VACINAS: DOCUMENTOS SECRETOS DO GOVERNO REVELAM A FARSA DA INDÚSTRIA DAS VACINAS



OPINIÃO ANDRÉ DE MORAES:

Nós, que procuramos seguir as verdades de Cristo ficamos entre a cruz e a espada em situações como essas: Vacinar os filhos e correr o risco de contra indicações ou não vaciná-los e ter problemas com a justiça?

Nesse caso devemos agir com a fé e com a razão também, temos um Pai que zela por nós e suas promessas nos cobrem.

Sabendo que no fim dos tempos as epidemias apareceriam (E haverá em vários lugares grandes terremotos, e fomes e PESTILÊNCIAS... Lucas 21:11) a melhor opção a fazer é vacinar os filhos, e não vacinar quando elas forem muito prejudiciais ou quando não forem obrigatórias. Mas como saber? A única forma de termos mais confiança é pesquisando sempre sobre as vacinas e orando à Deus para que ele nos alerte!

Se deixarmos de dar as vacinas obrigatórias por lei não teremos nenhuma condição de sobreviver nesse mundo, a justiça tomará nossos filhos (o ECA, Estatuto da Criança e do Adolescente foi criado para esse fim) e o caos chegará à nossa porta mais cedo! Portanto a única forma é vaciná-los!

Mas temos uma chance com Deus! O senhor na sua palavra nos deixou uma promessa em Salmos, que nos daria livramento em momentos como esses, que diz: "Nenhum mal te sucederá, nem praga alguma chegará a tua tenda (casa); porque aos seus anjos dará ordens a teu respeito, para te guardarem em todos os seus caminhos. Eles te sustentarão nas suas mãos para que não tropeces com teu pé em pedra" Salmos 91:10-12.

Essa promessa do Senhor Deus é para seus filhos, seus escolhidos, seus protegidos... mas não é para todos! 

Logo no versículo 14, o Senhor deixa claro quem se beneficiará dessa promessa:
Nenhum mal te sucederá, nem praga alguma chegará à tua tenda.
Porque aos seus anjos dará ordem a teu respeito, para te guardarem em todos os teus caminhos.
Eles te sustentarão nas suas mãos, para que não tropeces com o teu pé em pedra.
Salmos 91:10-12
Nenhum mal te sucederá, nem praga alguma chegará à tua tenda.
Porque aos seus anjos dará ordem a teu respeito, para te guardarem em todos os teus caminhos.
Eles te sustentarão nas suas mãos, para que não tropeces com o teu pé em pedra.
Salmos 91:10-12
"PORQUE A MIM SE APEGOU COM AMOR, também eu o livrarei; pô-lo-ei em retiro alto, porque conheceu o meu nome" Salmos 91:14.

Essa promessa é só para os que SE APEGAM COM AMOR À DEUS, E NÃO OS QUE SE APEGAM POR INTERESSES!

Então, temos chances de nos livrar das pragas, pestes, epidemias, doenças criadas em laboratórios, formas de "despopulação" massiva etc: CONFIARMOS PIAMENTE EM NOSSO DEUS E REFÚGIO MAIS DO QUE NUNCA!

Fiquem na paz do Senhor Jesus!
Porquanto tão encarecidamente me amou, também eu o livrarei; pô-lo-ei em retiro alto, porque conheceu o meu nome.
Salmos 91:14
Porquanto tão encarecidamente me amou, também eu o livrarei; pô-lo-ei em retiro alto, porque conheceu o meu nome.
Salmos 91:14
Porquanto tão encarecidamente me amou, também eu o livrarei; pô-lo-ei em retiro alto, porque conheceu o meu nome.
Salmos 91:14

  FONTE: http://infowarsbrasil.blogspot.com.br/2015/09/a-farsa-das-vacinas-documentos-secretos.html

Se você tem filhos, mais do que provavelmente você já está ciente dos calendários vacinais do Ministério da Saúde, que recomendam (ou requerem) o  assombroso número de 25 vacinas até os 6 anos, incluindo vacinação anual contra a gripe, outras 6 até os 19 anos, e mais 9 até o fim da vida adulta. Nota: no artigo original, que mostra a realidade do calendário vacinal nos EUA , os números são 29 vacinas até os 6 anos de idade, e 16 outras dos 7 aos 18 anos.

Em um recente estudo investigativo elaborado pela Dra. Lucija Tomljenovic, Ph.D., descobriu mais de 30 anos de documentos governamentais ocultos expondo os calendários vacinais como sendo uma farsa completa, para não mencionar a fraude das próprias vacinas como proteção real contra doenças.

Embora o estudo se concentre principalmente no elaborado acobertamento das verdades sujas pelo sistema de saúde britânico em seu programa de vacinação nacional, os princípios do resultados do estudo ainda se aplicam a outros programas de vacinação, que normalmente são projetados com o propósito de servir a interesses corporativos ao invés da saúde pública. As autoridades do governo, ao que parece, em uma tentativa de satisfazer os objetivos particulares da indústria de vacinas, deliberadamente escondem dos pais informações pertinentes sobre os perigos e a ineficácia das vacinas por parte, a fim de manter um alto índice de cumprimento de vacinação. E no processo, eles colocaram incontáveis milhões de crianças em risco de 
efeitos secundários graves e morte.

Você pode acessar o artigo completo da Dra. Tomljenovic aqui (em inglês):

Escondendo a verdade e cobrindo-se de dados para incentivar o cumprimento vacina

Através de várias solicitações de informações baseadas na Liberdade de Informação (FOIA), o Dr. Tomljenovic foi capaz de obter as transcrições de reuniões privadas que foram realizadas entre a Comissão Mista de Vacinação e Imunização (JCVI), o chamado "comitê consultivo independente de peritos", que faz recomendações ao governo sobre a política de vacinas, e vários ministros da saúde britânicos ao longo dos anos. E depois de analisar esta enorme quantidade de informações,  anteriormente escondida da vista do público, o Dr. Tomljenovic fez algumas descobertas inquietantes.

"O JCVI (Comissão Mista de Vacinação e Imunização) fez esforços contínuos para esconder dos pais e profissionais de saúde dados críticos sobre reações adversas graves e contra-indicações, a fim de alcançar as taxas de vacinação global que eles julgavam serem necessárias para a "imunidade de grupo", um conceito que ...  não se baseia em evidências científicas sólidas", explica a Dra. Tomljenovic na introdução de seu estudo.

"Documentos oficiais obtidos através do Departamento de Saúde do Reino Unido (DH) e do JCVI revelam que as autoridades de saúde britânicas têm se envolvido em tal prática nos últimos 30 anos, aparentemente com o único propósito de proteger o programa nacional de vacinação."


Estas são duras acusações, mas a informação recolhidas pela Dra. Tomljenovic falam por si. Não só a JCVI rotineiramente ignorou as questões de segurança, que apareciam com o calendário de vacinação sempre em expansão, mas o grupo ativamente censurou dados desfavoráveis que lançavam uma luz "negativa" sobre as vacinas, a fim de manter a ilusão de que as vacinas são seguras e eficazes. Além disso, o JCVI regularmente mentiu para o público e autoridades governamentais sobre a segurança da vacina, a fim de garantir que as pessoas continuassem a vacinar seus filhos.


O JCVI estava plenamente consciente dos perigos da vacina tríplice viral (MMR) já em 1989, mas os encobriu.

Começando na página três do seu relatório, a Dra. Tomljenovic começa descrevendo os detalhes sórdidos das reuniões realizadas desde 1981, onde o JCVI claramente se envolveu em fraude, acobertamento, e mentiras a cerca de vacinas para proteger a indústria de vacinas de danos, ao invés das crianças. Minutas destas reuniões revelam que o JCVI ativamente tentou encobrir efeitos colaterais graves associadas com as vacinas comuns como a do sarampo e da tosse convulsa (pertussis), ambas os quais estavam claramente associadas na época com graves danos cerebrais de uma substancial percentagem das crianças que as receberam.

De particular interesse foi a forma como o JCVI manipulou dados desfavoráveis sobre a controversa vacina tríplice viral para o sarampo, caxumba e rubéola. Dez anos antes de o Dr. Andrew Wakefield publicar seu estudo sobre a vacina tríplice viral na revista The Lancet, o JCVI já estava plenamente consciente de que o Instituto Nacional de Padrões Biológicos e Controle (NIBSC) havia identificado uma clara ligação entre a tríplice viral e a meningite e encefalite induzidas pela vacina. Mas em vez de divulgar com esta informação e solicitar avaliações de segurança adicionais sobre a vacina, o JCVI censurou esta crítica informação do público, e por anos descaradamente mentiu sobre a segurança da vacina tríplice viral.

"A extensão das preocupações do JCVI com as implicações da avaliação científica da segurança da vacina na política vacinal explica por que eles se opuseram a qualquer vigilância de longo prazo para graves distúrbios neurológicos após a vacinação", escreve a Dra. Tomljenovic. Ao invés de reavaliar a política de vacinação, pelo menos até que as preocupações de segurança fossem totalmente avaliadas, a JCVI escolheu apoiar a política existente com base em evidências incompletas que estavam disponíveis na época."

Em outras palavras, o JCVI estava mais preocupado em proteger a reputação da perigosa vacina tríplice viral, assim como muitas outras vacinas questionáveis, do que proteger as crianças dos ferimentos graves, resultado dos potenciais efeitos adversos das vacinas. No que diz respeito a vacina tríplice viral, estas informações críticas não só reforçam a legitimidade das descobertas do Dr. Wakefield de 10 anos mais tarde, que foram ilegitimamente declaradas fraudulentas pelo estabelecimento médico, mas também ilustra o quão dolorosamente longo é o período que este golpe tem ocorrido.

Empresas de vacina pediram para manipular os dados e distorcer estudos de segurança para promover vacinas

Se isso não for ruim o suficiente, a Dra. Tomljenovic também trabalhou em grandes quantidades de informações sobre o hábito de longa data do JCVI de incentivar as empresas de vacina a deliberadamente alterar seus dados, a fim de fazer com que vacinas perigosas e ineficazes parecessem seguras e eficazes, de acordo com as suas recomendações. Quando  as contra-indicações do JCVI sobre a MMR, por exemplo, não coincidiam com as do fabricante da vacina, JCVI aparentemente instruia o fabricante a alterar suas folhas de dados para evitar "problemas legais".

Da mesma forma, a política oficial da JCVI era de escolher a dedo estudos não confiáveis para apoiar suas próprias opiniões sobre as vacinas, em vez de confiar em estudos independentes e cientificamente sólidos para fazer recomendações de política de vacinas. Mais uma vez, a posição do JCVI sobre a segurança e eficácia da vacina tríplice viral é um excelente exemplo disso, quando o grupo ignorou estudos legítimos sobre a vacina tríplice viral em favor dos estudos apoiados pela indústria farmacêutica como o infame Cochrane Review 2005, que tecnicamente não prova nada sobre a alegada segurança da vacina tríplice viral, porque os 31 estudos que avaliaram nem sequer alcançavam os critérios metodológicos básicos do grupo.

"Ao longo dos anos, o JCVI tem constantemente promovido a vacina MMR como segura, com base em estudos que têm provado serem irrelevante, inconclusivos, ou metodologicamente questionáveis", explica a Dra. Tomljenovic, acrescentando que o JCVI rotineiramente escolheu a contar com estudos epidemiológicos falhos que só identificavam a "associação" em vez de "nexo de causalidade", uma imprecisão bastante irônica à luz de como a indústria das vacinas tipicamente examina minuciosamente os estudos que contradizem suas próprias posições.

O revelador estudo de 45 páginas explica ainda como os calendários vacinais foram estabelecidos através da minimização calculada de preocupações com a segurança da vacina e de super-estimar os benefícios da vacina, a promoção de perigosas novas vacinas na programação infantil através do engano, o desencorajamento de estudos de acompanhamento de segurança das vacinas e a lavagem cerebral generalizada do público por meio de manipulação e truques.


ABAIXO UMA SÉRIE VÍDEOS DE UM DOCUMENTÁRIO AMERICANO SOBRE O ASSUNTO:

Parte 1






Parte 2





Vacina contra Gripe - ABORTOS em massa e convulsões em crianças - 1/3

Parte 1

 

 

Parte 2




Parte 3



FONTES: http://www.anovaordemmundial.com/2013/01/documentos-secretos-do-governo-revelam.html#ixzz3n2rh81Wq

Estudo: The vaccination policy and the Code of Practice of the  Joint Committee on Vaccination and Immunisation (JCVI): are they at odds?
Natural News: Secret government documents reveal vaccines to be a total hoax

segunda-feira, 16 de maio de 2016

E A DOUTRINAÇÃO SEXUAL CONTINUA: Cartilha de educação sexual gera polêmica em Joaçaba!

A distribuição de uma cartilha didática entre alunos da Escola Estadual Deputado Nelson Pedrini gerou polêmica em Joaçaba. O material, elaborado pelos Ministérios da Saúde e da Educação, é voltado à educação sexual de crianças com idade entre 7 e 9 anos e traz uma série de ilustrações com personagens sem roupa, além de imagens com alusões a prática de sexo e masturbação.


Divulgação/Rádio Catarinense/ND Oeste
Material foi elaborado pelo MEC e pelo Ministério da Saúde

Em Joaçaba, a mãe de um aluno de 8 anos ficou revoltada por considerar o material como obsceno e impróprio para crianças e alertou outros pais. A gerente de Educação da Secretaria de Desenvolvimento Regional de Joaçaba, Maria Doré, afirmou que a cartilha foi distribuída pelo Ministério da Educação em 1997 e logo depois foi recolhida. "O que aconteceu é que alguns exemplares acabaram ficando na biblioteca da escola e foram encontrados durante uma mudança", explica.

Ainda segundo Maria, será realizada uma reunião na quinta-feira (12) para esclarecer o tema com os pais dos alunos que receberam o material. Ela acredita que a cartilha, intitulada "Tô Crescendo", possa ter sido distribuída sem que os funcionários da escola notassem o conteúdo, pois a capa não traz qualquer imagem que possa ser considerada explícita ou obscena.

Divulgação/Rádio Catarinense/ND Oeste
Segundo a gerente de Educação de Joaçaba, a cartilha foi impressa em 1997 e distribuída em escolas públicas


Divulgação/Rádio Catarinense/ND Oeste
Mãe de um aluno considerou o conteúdo da cartilha obsceno

POLÍTICO DENUNCIA: ''TODA POPULAÇÃO MUNDIAL JÁ ESTÁ SENDO CHIPADA ATRAVÉS DE VACINAÇÃO''

OPINIÃO ANDRÉ DE MORAES:
Embora devamos analisar cada opinião e pontos de vistas diferentes, e essa é a intenção de postar essa notícia, não creio que isso esteja acontecendo de fato (chiparem as pessoas através de vacinas), pois para isso deve-se seguir as palavras de Deus na bíblia. E a palavra de Deus não diz que a marca será posta contra a vontade de seus filhos, nem de pessoas que, embora não sejam convertidas, não aceitarão a marca. 

FONTES: http://br.blastingnews.com/tecnologia/2016/01/politico-renomado-afirma-que-a-populacao-mundial-esta-sendo-chipada-atraves-de-vacinas-00717267.html

http://www.libertar.in/2016/05/politico-denuncia-toda-populacao.html

É quase surreal, como algo fora de lógica, mas nano-chips invisíveis ao olho nu é uma realidade que já estão sendo hospedado em uma gama ampla de aplicações. A pergunta é: quanto tempo vai levar para que os governos e as grandes empresas farmacêuticas, que usam a nano tecnologia vão inserir nano chip dentro de vacinas, com o objetivo de vigilância da população a nível global? O politico renomado Simon Parkes acredita que eu e você já possam ter um chip Rfid dentro de nós adquirido através de vacinação.



A nanotecnologia lida com estruturas menores que um micrômetro (menos de 1/30 da (espessura de um cabelo humano), e envolve o desenvolvimento de materiais ou dispositivos dentro desse tamanho), sendo que o tamanho de um nanômetro de perspectiva é 100.000 vezes menor que a espessura de um fio de cabelo humano.

Mais de dez anos atrás, técnicas simples e de baixo custo, melhoram a concepção e o fabrico de nano-microchips. Que destravou uma multiplicidade de metodologias para a sua fabricação em uma ampla gama de aplicações, incluindo dispositivos ópticos, biológicos e eletrônicos.

A utilização conjunta de nano eletrônica, fotolito grafia, e novos biomateriais, permitiram que a tecnologia de fabricação comum exigida para os nano robôs para aplicações médicas, tais como instrumentação cirúrgica para o diagnóstico e monitoração de drogas nos pacientes.


Hitachi do Japão diz que desenvolveu um microchip menor e mais fino do mundo, que pode ser incorporado em papel para rastrear pacotes ou provar a autenticidade de um documento. O circuito integrado (IC chip) é menor que um grão de poeira.

Microchips hoje operam por meio de ondas de rádio de baixa freqüência que pode orientá-los. Com a ajuda de satélites, a pessoa implantada pode ser rastreada em qualquer lugar do globo. Essa técnica foi testada entre os soldados na guerra do Iraque, segundo o Dr. Carl Sanders, que inventou a interface de inteligência-tripulada (IMI bióticos), que é injetado nas pessoas. (Antes, durante a Guerra do Vietnã, os soldados foram injetados com o chip de Rambo, concebido para aumentar o fluxo de adrenalina na corrente sanguínea).

Cada pensamento, reação, audição e observação visual causam certo potencial neurológico, e os padrões no cérebro e seus campos eletromagnéticos agora podem ser decodificados em pensamentos, imagens e vozes. Estimulação eletromagnética, portanto, podem alterar as ondas cerebrais de uma pessoa e afetar a atividade muscular, caibras musculares causando dor experimentada como tortura.

O sistema eletrônico de vigilância da NSA pode, simultaneamente, acompanhar e lidar com milhões de pessoas. Cada um de nós tem uma freqüência de ressonância única bioelétrica do cérebro, assim como temos impressões digitais únicas. Com freqüência eletromagnéticas (CEM estimulação cerebral) totalmente codificadas, pulsando com sinais eletromagnéticos, poderão ser enviadas para o cérebro, fazendo com que a pessoa que tivesse o chip, ouvir vozes e ver efeitos visuais manipulados. Esta é uma forma de guerra eletrônica. E.U. astronautas foram implantados antes de serem enviados para o espaço para que seus pensamentos pudessem ser seguidos e todas as suas emoções poderiam ser registradas, 24 horas por dia.

Está técnica de implantar chip que começou na guerra do vietnã, pode ter chegado a outros países na sala de cirurgia de hospitais ou por vacinas, no qual o indivíduo foi implantado por um microchip antigo e por isto ouve vozes e zumbido no ouvido.

Para neutralizar este chip, os americanos usavam um imã de neodímio. Agora os novos chips de nano tecnologia que usam a tecnologia moderna, até agora não existe meios de neutralizá-los, mas pode ser que um imã potente de neodímio possa danificá-lo.

Para aqueles que acham que foram implantados com tais chips antigos, se coloca o imã de neodímio no local ou atrás da orelha por 24 horas.

Os meios de comunicação de massa não têm relatado que a privacidade de uma pessoa implantada desaparece para o resto de sua vida. Este pode ser manipulado de várias maneiras. Usando freqüências diferentes no qual o controlador do segredo deste equipamento pode até mesmo mudar a vida emocional de uma pessoa. Esta pessoa passa ser agressiva ou apática. A sexualidade pode ser artificialmente influenciada. Sinais de pensamento no subconsciente podem ser lidos, sonhos afetados e até mesmo induzidos, tudo sem o conhecimento ou consentimento da pessoa implantada.


Esta tecnologia secreta tem sido usada por forças militares de certos países da OTAN desde a década de 1980, sem que a população civil e acadêmica tivesse ouvido nada sobre isso. Assim, pouca informação sobre métodos evasivos de controle, como os sistemas de controle que está disponível em revistas profissionais e acadêmicas.

Por que os implantes?

-principalmente para bloquear as habilidades (psíquica).

-efeitos-manipulação/controle, vigilância, monitoramento.

-Deixa o indivíduo fora de equilíbrio, desativando-o fisicamente e mentalmente.

-criar o comportamento estranho, ansiedade, medo, depressão, raiva.

-destroem o sistema imunológico.

-desenvolver doenças, doenças terminais, ataques cardíacos.

-desenvolver a mutação das células, resultando em doença.

Sinais do grupo NSA de inteligência podem monitorar remotamente informações do cérebro humano codificando os sinais de (3.50HZ, 5 miliwatts) emitidos pelo cérebro. Experimentações em prisioneiro em ambos Gotemburgo, na Suécia e em Viena, na Áustria foram encontradas com lesões cerebrais evidentes. Circulação sanguínea diminuída por falta de oxigênio no lobo temporal direito como resultado na parte frontal do cérebro onde os implantes são geralmente colocados. A atrofia do cérebro e ataques intermitentes de inconsciência, devido à falta de oxigênio.

A segmentação das funções do cérebro de pessoas influenciadas pelos campos eletromagnéticos (a partir de helicópteros e aviões, satélites, torres de telefonia por microndas, aparelhos eletrodomésticos, telefones celulares, TV analógica e digital, rádio, etc.) é parte do problema da radiação que deverá ser abordada por governos democraticamente eleitos. No entanto, atualmente não existe qualquer interesse por qualquer governo nacional para enfrentar seriamente este problema, visto que as telecomunicações foram na maioria privatizadas e os países que controlam esta tecnologia podem fazer o controle remotamente de fora do país alvo.

O cronograma para a integração de nano-microchips dentro de vacinas é especulativa. Poderia levar apenas alguns anos, meses ou talvez seja feito agora e já temos conhecimento da sua integração em produtos farmacêuticos pela Novartis, devido às muitas vantagens políticas e militares, a sua aplicação é inevitável.

No entanto nesta era fraudulenta, seria um imperativo para as potências mundiais e os cartéis farmacêuticos, promoverem a eficácia das vacinas e aprovar as políticas nacionais de preparação para uma pandemia com um mandato obrigatório de vacinação usando a mídia com este objetivo.

Em 2005, a Organização Mundial da Saúde (OMS) desenvolveu os regulamentos internacionais de saúde que ligam todos os 194 países membros a orientações de emergência pandemica a que poderia cumprir esse mandato. Sem estes procedimentos de saúde pública (campanhas de vacinação e propaganda) no lugar, haveria pouca ou nenhuma cooperação voluntária do público para arregaçar as mangas e aceitar as inoculações. A participação do público é uma ferramenta essencial que vai permitir em breve um grande laboratório farmacêutico de injetar a ferramenta mais eficaz de vigilância já projetado para bilhões de pessoas.

Apesar de fabricação nanotecnologia está atualmente disponível em escala global, antes de as empresas de biotecnologia são capazes de iniciar a produção em massa e ensaios de nano-microchips dentro de vacinas, que provavelmente vai vender a idéia para o público. Através de diversos “cenários de melhoria da saúde” que irá incentivar a participação e anunciar publicamente a aprovação reguladora das mesmas políticas e as agências reguladoras que ajudou a criar.

Por meados do verão de 2009, a OMS e o Centro de Controle de Doenças (CDC),fez campanhas sensacionalistas de uma pandemia de gripe falsa para convencer o mundo a se submeter às vacinas contra H1N1, cujo conteúdo tem mercúrio e escaleno e dentre outros fármacos prejudiciais ao organismo. Doses adicionais de propaganda e, possivelmente, um evento biológico, podem também convencer a população a aceitar conscientemente micro chips dentro de vacinas sob o disfarce de um “bem maior” para a humanidade.

Quando nossas funções do cérebro já estão conectadas a supercomputadores, por meio de implantes de micro chip manipulado por freqüência de rádio, será demasiado tarde para protestar. Esta ameaça pode ser derrotada se o público for informado a respeito, usando a literatura disponível sobre bio telemetria, nano robótica e a troca de informações em congressos internacionais.

COREIA DO NORTE RECONHECE ORAÇÃO COMO "ARMA PODEROSA”



SE R.R. SOARES OUVISSE A HISTÓRIA DESSE HOMEM ERA VERGONHA DE SE AUTO INTITULAR "MISSIONÁRIO"!

A Coreia do Norte vive um regime de governo único, impondo ao mesmo tempo um comunismo ateísta e um culto à personalidade que faz de seus presidentes verdadeiros “deuses”. Kenneth Bae, o missionário evangélico que foi condenado a quinze anos de trabalhos forçados, contou à imprensa como sua fé foi considerada uma “ameaça” para o governo.
Com cidadania americana, ele acabou sendo “perdoado” pelo ditador Kim Jong-Un 735 dias depois de sua prisão. Foram dois anos em um campo de trabalho mantido pelo governo, até que negociações diplomáticas permitiram sua libertação.
Nascido na Coreia do Sul, Bae acabou mudando para os EUA e se naturalizando americano. Ele realizava, sob o disfarce de empresa turística, seguidas viagens à Coreia do Norte com o objetivo de evangelizar. A prática é proibida, mas ele nunca teve maiores problemas, já que falava a língua e conhecia a cultura.
Durante uma dessas viagens missionárias, em 2012, ele foi preso, acusado de espionagem e conspiração. Os promotores me disseram: ‘Você tentou derrubar o governo com suas orações e adoração’, conta. “Eles realmente veem a oração como uma arma”, explicou Kenneth à rede CBS, uma das maiores emissoras de TV do mundo.
Relata ainda que ouviu de seus acusadores que ele era “o pior criminoso e o mais perigoso que haviam prendido no país desde a Guerra da Coreia”. Ao questionar por que era considerado assim, a resposta o surpreendeu: “Porque não veio apenas fazer o trabalho missionário sozinho, ainda convidou outras pessoas para participarem”.
Ele está lançando o livro “Not Forgotten” [Não fui esquecido], onde conta como foi sua experiência. “Eu trabalhava das 8hs da manhã até as 6 da tarde, seis dias por semana. Era basicamente trabalho agrícola e também carregava pedra e carvão”, lembra. “Todas essas coisas eram fisicamente desgastantes e muito difíceis”, desabafa, revelando que perdeu mais de 10 quilos e ficou muito doente.
O título do seu livro de memórias é baseado nas ameaças que recebia semanalmente. Um representante do governo fazia questão de lembra-lo que ele estava condenado a trabalhar forçado por 15 anos e todo mundo se esqueceria dele, inclusive a família.  Ele é casado e pai de três filhos.
Bae explica que ele não se deixava abater, pois continuou orando e crendo que Deus cuidaria dele a cada dia. Embora não tivesse uma Bíblia em mãos, repetia para si mesmo versículos que sabia de cor.
Toda vez que teve oportunidade, compartilhou de sua fé em Cristo com os outros presos.  Explica que conheceu pessoas que nunca tinham ouvido o nome de Jesus. “Eu vi isso mais como uma bênção que uma maldição ou sofrimento”, comemora.
“Eu não estava lá como um prisioneiro, mas me via como um embaixador de Deus, alguém que foi enviado por Deus para fazer a sua obra”, ressalta. Ele pede que os cristãos de todo o mundo orem pelos norte-coreanos. Afinal, até mesmo os ateus daquele país reconhecem que a oração é uma “arma poderosa”. A Coreia do Norte é o número um em perseguição aos cristãos no mundo. Com informações Gospel Herald e CBS News

domingo, 8 de maio de 2016

UNIVERSAL E SEUS ATOS PROSMÍSCUOS NA POLÍTCA!


 

 

Ministro do Esporte nomeia dois filhos de políticos da Igreja Universal


  • Douglas Gomes/Divulgação
    George Hilton colocou políticos do PRB no comando de três das quatro secretarias do Ministério do Esporte
    George Hilton colocou políticos do PRB no comando de três das quatro secretarias do Ministério do Esporte
O Ministro do Esporte, George Hilton, deputado federal licenciado pelo PRB-SP, nomeou para cargos comissionados (sem concurso público) dois filhos de políticos ligados à Igreja Universal do Reino de Deus. Os dois, assim como o próprio ministro, nunca haviam tido qualquer experiência profissional ligada ao esporte.
Além deles, também foram nomeados para trabalhar na pasta, pelo menos, sete políticos filiados ao PRB, partido do ministro e ligado à Universal. Das quatro secretarias que compõem o Ministério do Esporte, três foram postas por George Hilton sob o comando de políticos do PRB ligados à Igreja Universal.
As nomeações (veja lista abaixo) foram realizadas de janeiro a abril deste ano, e inclui deputados, bispos da Universal e e ex-membros do Ministério da Pesca, que haviam sido nomeados àquela pasta quando os ministros eram o bispo Marcelo Crivella (PRB-RJ), entre fevereiro de 2012 e março de 2014, ou o bispo Eduardo Lopes (PRB-RJ), de março a dezembro do mesmo ano.
Em entrevista concedida ao UOL Esporte e publicada no dia 19 de janeiro, George Hilton, então recém-empossado na pasta, foi questionado sobre se a Igreja Universal teria alguma participação na administração e nos projetos tocados pelo ministério. O ministro respondeu:
"A igreja tem que dar a contribuição dela no campo dela, lá, dentro do templo. Aqui, é o ministro George Hilton que tem, sobretudo, foco em programa de governo que precisa disseminar o esporte não só da igreja, mas de outras instituições, que podem ser parceiras."
Já na última quinta-feira (9), em resposta a perguntas do UOL Esporte sobre o motivo das recentes nomeações, bem como qual seria o número de membros do PRB já nomeados para trabalhar na pasta, o ministério enviou nota à reportagem afirmando que "o Ministério do Esporte não contabiliza a que partido político são filiados seus funcionários, nem ao PRB nem a qualquer outro".
Veja, abaixo, a lista de parentes e políticos pertencentes ao PRB ou à Igreja Universal que foram nomeados para cargos comissionados pelo ministro George Hilton:

Pablo Rivera Martins de Bulhões


Arquivo pessoal
O advogado de 26 anos é  filho de Mônica e Antonio Bulhões (foto), respectivamente obreira e bispo da Igreja Universal. Seu pai também é deputado federal pelo PRB-SP. Pablo Bulhões, membro e obreiro da igreja desde os 11 anos, foi nomeado no dia 5 de março deste ano para ser coordenador geral de prestação de contas do Ministério do Esporte.
Seu emprego anterior era de coordenador de prestação de contas na Secretaria Executiva do Ministério da Pesca. Ele fora nomeado para o cargo em 28 de abril do ano passado, pelo então ministro Eduardo Lopes, bispo da Universal e também membro do PRB.
Em nota enviada à reportagem, o Ministério do Esporte assim explicou a nomeação de Pablo Bulhões: "Pablo Rivera Martins de Bulhões não é filiado ao PRB. É advogado e tem atuação anterior na área de controle de prestação de contas no Governo Federal." A pasta deixou de informar, porém, que sua atuação anterior na área dentro do governo federal havia se dado por outra nomeação a cargo comissionado realizada por um então ministro que também é bispo da Universal e membro do PRB.
Pablo trabalha também como advogado para a FRP, Fundação Republicana Brasileira, pertencente ao PRB. Há, pelo menos, três processos ativos na Justiça brasileira em que o filho do bispo da Universal figura como advogado da FRB.


Regiana Freitas Lins Rodrigues 


Assembleia Legislativa de Pernambuco
Foi nomeada chefe de gabinete da Secretaria Nacional de Esporte, Educação, Lazer e Inclusão Social do ministério no dia 12 de março deste ano. É filha da ex-deputada estadual de Pernambuco Dilma Lins (foto), que passou por PL e PFL (atuais PR e DEM, respectivamente), morta com um infarto fulminante em 2011.
Dilma Lins também foi missionária da Igreja Universal por 21 anos. Em 2006, o desembargador do Tribunal Regional Eleitoral de Pernambuco proibiu a Igreja Universal do Reino de Deus de fazer propaganda para candidatos durante os cultos no Estado, após  ter recebido a denúncia de que o bispo Emerson Carlos vinha pedindo votos para os candidatos a deputado pelo PFL pastor Evandro Garla (federal) e Dilma Lins (estadual).
Sua filha, a recém-nomeada Regiana, jamais trabalhou na área esportiva. A secretaria em que está lotada (Inclusão Social), aliás, tem em seus principais cargos pessoas ligadas ao PRB e à Universal que, além dessas filiações, têm em comum o fato de não terem experiência profissional na área esportiva.


Carlos Geraldo Santana de Oliveira 


Divulgação/PRB-PE
Conhecido no meio político apenas como Carlos Geraldo, é presidente do PRB-PE e ex-presidente da Record News e da Record Rio, da Rede Record de Televisão, emissora pertencente à Igreja Universal. Candidatou-se a deputado federal nas eleições de 2014, mas não foi eleito.
Já no dia 3 de março deste ano, George Hilton assinou sua nomeação como secretário da Secretaria Nacional de Esporte, Educação, Lazer e Inclusão Social. De acordo com a assessoria de imprensa do Ministério do Esporte, a nomeação de Regiane Freitas Lins Rodrigues foi "escolha pessoal" do secretário Carlos Geraldo.
Também foi indicação pessoal do secretário, a diretora de gestão de sua secretaria, Simone Nunes Bergmann, também membro do PRB e cujo último empregador foi a TV Record.
No início deste mês, Carlos Geraldo foi nomeado secretário Nacional de Esporte de Alto Rendimento, passando a ser o responsável pela secretaria responsável por gerir os programas e as verbas investidas pelo governo federal no esporte olímpico brasileiro. Suas indicações na Secretaria de Inclusão Social, porém, foram mantidas.

Evandro Garla


Divulgação
O cientista político ex-deputado distrital Evandro Garla (PRB-DF) é o novo secretário Nacional de Esporte, Educação, Lazer e Inclusão Social, desde o dia 1º de abril deste ano.
Segundo informa sua página em um rede social, o então deputado Garla foi o responsável pela realização de uma sessão solene, em agosto de 2013, na Câmara dos Deputados, em "Homenagem à Força Jovem Universal".
O deputado republicano Márcio Marinho (PRB/BA), autor da reverência, comandou a sessão ao lado do então líder do PRB na Câmara, deputado George Hilton (MG) e do deputado distrital Evandro Garla, além de dois pastores da Igreja. Na área esportiva, Garla não possui experiência.


Rogério Hamam


Divulgação
Desde o dia 4 de março deste ano, é o Secretário Nacional de Futebol e Defesa dos Direitos do Torcedor. Assim como os outros perrebistas lotados no Ministério do Esporte, não traz em seu currículo qualquer trabalho que tenha alguma relação com o mundo esportivo.
 Antes de ocupar o cargo atual, foi, durante um ano, secretário de Desenvolvimento Social do Estado de São Paulo, nomeado pelo governador Geraldo Alckmin (PSDB) em outubro de 2013.
À época, ele assumiu a pasta estadual dentro de uma negociação de Alckmin com o PRB. O partido assumiria a secretaria em troca de apoio eleitoral no pleito do ano seguinte, como de fato ocorreu. Para sua equipe de então, nomeou o obreiro da Universal Aildo Rodrigues como chefe da coordenadoria de Segurança Alimentar e Nutricional. Também nomeou, para o cargo de diretor regional de Assistência e Desenvolvimento Social, o pastor da Universal Vinícius Carvalho, à época presidente do PRB de São Paulo. Até agora, não nomeou nenhum membro do PRB para qualquer no Ministério do Esporte.


Marcelo Rigotti 


Arquivo pessoal/Facebook
É coordenador do PRB de São Paulo. No dia 24 de fevereiro deste ano, foi nomeado gerente de projeto da representação em São Paulo da Secretaria Executiva do Ministério do Esporte.
Ele possui experiência na área esportiva. Em 2013, foi coordenador estadual do PRB Esporte, área do partido que discute e formula políticas esportivas propostas e postas em prática pelos políticos da sigla. Em 2011, quando era assessor parlamentar do vereador de São Paulo Atílio Francisco (PRB), propôs ao parlamentar que criasse um projeto de lei instituindo o "Dia do MMA em São Paulo".
"Como sou fã do MMA, sugeri para o vereador fazer uma homenagem para o esporte criando o 'Dia do MMA', que aprovou de imediato, sabendo ser de grande importância e incentivo para o esporte", explicou, à época, o atual gerente do Ministério do Esporte, em entrevista ao Portal Terra. O projeto foi de fato apresentado à Câmara de Vereadores de São Paulo, mas não foi aprovado.


Ricardo Aparecido Granja dos Santos


Arquivo Pessoal
Político que iniciou sua carreira no PFL (atual DEM), Ricardo Granja, como é conhecido, está no PRB desde 2013.  Formado em ciências econômicas e pós-graduado em administração de empresas, em sua vida pública já exerceu cargos como os de superintendente regional de São Paulo da Conab (Companhia Nacional de Abastecimento) e diretor de planejamento da Prodam (Companhia de Processamento de Dados de São Paulo).
No dia 3 de março deste ano, foi nomeado assessor do gabinete do ministro George Hilton.  Apesar de ter sido nomeado para um cargo cujo trabalho deve ser desenvolvido na maior parte do tempo em Brasília, Granja ainda não se desligou oficialmente das atividades profissionais que desempenha na capital paulista: as de professor da Universidade Presbiteriana Mackenzie e de diretor de Relações Institucionais do São Paulo Futebol Clube.


Flávio Bezerra da Silva


Arquivo Pessoal
O bispo da Igreja Universal, ex-deputado federal e membro do PRB-RN Flávio Bezerra da Silva é ouvidor do Ministério do Esporte desde o dia 10 de março de 2015, quando foi nomeado ao cardo pelo ministro George Hilton.
Aos 54 anos, volta a ocupar um cargo relacionado ao esporte, sua área de formação. Antes de ocupar o cargo atual, estava lotado em cargo comissionado no Ministério da pesca. Lá, graças a nomeação do então ministro Marcelo Crivella (PRB-RJ), era secretário de Planejamento e Ordenamento da Pesca.
Antes de assumir a secretaria na Pesca, porém, formou-se em Educação Física pela UFRN (Universidade Federal do Rio Grande do Norte) e atuou como técnico de Remo no Sport Club de Natal, mergulhador profissional e como professor de natação na Casa do Marinheiro, além de pastor e bispo da Igreja Universal.

PASTORES DA UNIVERSAL QUE FAZIAM CORRENTE DE CURA AGORA SUPERFATURAM AMBULÂNIAS!

 DAS CORRENTES DE CURA À ROUBO NAS AMBULÂNCIAS!
Dois ex-deputados federais e um vereador, que têm ligações com a Igreja Universal do Reino de Deus, foram condenados por desviar dinheiro do Ministério da Saúde na chamada Máfia das Ambulâncias — apontada pela Polícia Federal durante a operação sanguessuga. A decisão é do juiz Ali Mazloum da 7ª Vara Criminal Federal de São Paulo.
A denúncia apresentada pelo Ministério Público Federal afirmou que o esquema foi baseado na fraude de licitações para a compra de ambulâncias superfaturadas, encabeçado por uma quadrilha que negociava com assessores de parlamentares.
A denúncia trata "das condutas criminosas praticadas pelos integrantes da Máfia dos Sanguessugas em conluio com os responsáveis pela entidade Associação Beneficente Cristã, ora designada ABC, entidade sem fins lucrativos, constituída em agosto de 1994, parceira da Igreja Universal do Reino de Deus”. Segundo a acusação, a ABC celebrou quatro convênios com o Ministério da Saúde para conseguir recursos públicos federais.
O juiz Mazloum condenou os ex-deputados Pastor Marcos Roberto Abramo (PP/SP) (foto) — que hoje é vereador (PRB-MG) em Betim — a 8 anos de reclusão; Wagner Amaral Salustiano (PSDB/SP) a 6 anos e 8 meses em regime semiaberto; e o vereador em Ribeirão Preto Saulo Rodrigues da Silva (PRB) a 4 anos e 2 meses.
Além deles, foram condenados os empresários Darci José Vedoin, Luiz Antonio Trevisan Vedoin e Ronildo Pereira Medeiros a 13 anos, 5 meses e 10 dias de reclusão, em regime fechado. Segundo investigação da Polícia Federal, eles se associaram a prefeitos para fraudes na venda de ambulâncias com recursos das emendas parlamentares.
Mercadoria de troca
Mazloum apontou para o que chamou de “gravíssima distorção do sistema político”, que transformou as emendas parlamentares em mercadoria de troca. Segundo o juiz, o governo fica “mais propenso” a liberar recursos de parlamentares afinados com SUS política, e parlamentares só votam projetos de interesse do governo depois de liberadas as emendas.
“O melhor seria que o Parlamento se ativesse à atividade típica de legislar, fazendo boas leis, deixando ao Executivo a função de governar e definir onde, como e quando investir o dinheiro público”, afirmou, na decisão.
O lado bom das emendas, segundo Mazloum, é que, “quando bem utilizadas”, podem constituir importante instrumento para aperfeiçoas a proposta encaminhada pelo Poder Executivo. Entretanto, quando a emenda é usada para beneficiar financiadores de campanha ou proporcionar ganhos próprio, “não se está mais diante, apenas de desvio de dinheiro público, senão em face de poderoso agente de corrosão do modelo republicano e democrático estatuídos pelo legislador constituinte.”
Delação não premiada
Darci, Luiz António — da família Vedoin — e Ronildo Medeiros tinham sido beneficiados pela delação premiada feita no Juízo de Mato Grosso, mas no julgamento em São Paulo, o juiz Mazloum recusou a aplicação. Segundo ele, o acordo diz respeito apenas aos processos da seção judiciária de Mato Grosso.
Além disso, afirmou que os Vendoin "foram os arquitetos do esquema criminoso e, sendo assim, não há que se falar em benefícios da delação, senão em atenuante pela confissão. Caso contrário, em breve teremos chefes delatando subordinados, traficantes delatando suas 'mulas', mentores intelectuais delatando executores, transformando a delação premiada em instrumento de salvaguarda dos detentores do poder de mando, com impunidade no ápice da pirâmide de organizações criminosas que o instituto visa a atingir".
Suspensão dos direitos políticos
Mazloum mandou oficiar à Justiça Eleitoral a suspensão dos direitos políticos dos condenados — que incluí proibição de votar e ser votado enquanto perdurarem os efeitos da condenação.
Clique aqui para ler a sentença.

 Ação Penal 0003729-52.2007.403.6181

FONTE:  http://www.conjur.com.br/2014-out-22/politicos-ligados-igreja-universal-sao-condenados-corrupcao

PASTOR DA UNIVERSAL É ENVOLVIDO EM ESCÂNDALO DE CORRUPÇÃO E A PUNIÇÃO DA UNIVERSAL É APENAS TRANSFERÍ-LO DE REGIÃO!

Universal expulsa pastor vereador acusado de envolvimento em escândalo de corrupção



Como costumo dizer à todos, essa é um procedimento de praxe da seita Universal do Reino de Deus (Macedo): ao invés de excluir o falso pastor que cometeu o erro, o pecado, o roubo a pilantragem, etc... a liderança APENAS o afasta, tirando-o da região que cometeu o erro ou crime e o põem em outra região, onde ninguém o conhece e onde pode continuar cometendo seus crimes!
Dessa vez, e descaradamente, vemos isso, vejam:

Por gospel mais - 16/10/15 - 09:45
Um pastor da Igreja Universal do Reino de Deus foi expulso da denominação após ter seu nome envolvido em um escândalo de corrupção na cidade de Porto Velho (RN). Delso Moreira, que é vereador pelo PRB, teve o nome envolvido em um caso chamado de “operação Apocalipse”, que vem sendo investigado pelas autoridades locais.
Dentro desse cenário, o bispo André Cajeu, responsável pela Universal na região, propôs que Moreira renunciasse ao cargo na Câmara Municipal e aceitasse uma transferência para o Rio de Janeiro, para voltar a atuar como pastor em uma das filiais.
O pastor vereador recusou a proposta, e o bispo Cajeu o excluiu da denominação no final de julho, de acordo com informações do site Folha Rondoniense. Além disso, Moreira perdeu o cargo de presidente regional do PRB em Rondônia.
Uma liderança da Universal ouvida pela reportagem da Folha Rondoniense afirmou que a expulsão de Moreira se deu por sua conduta, que teria sido totalmente contrária às determinações da denominação, e que os líderes da igreja haviam chegado à conclusão de que ele havia trocado o ministério pastoral pela política.
Agora, de acordo com o novo presidente do PRB em Rondônia, pastor Roberto Santos, Moreira está sob sério risco de expulsão do partido, que abriga todos os sacerdotes da Universal que se aventuram na política.
O Partido Republicano Brasileiro é apontado como o braço político da denominação do bispo Edir Macedo. Nos últimos anos do primeiro mandato da presidente Dilma Rousseff (PT), a legenda ocupou o Ministério da Pesca, com o senador e bispo Marcelo Crivella (RJ). Nesse segundo mandato, a cota do PRB no ministério de Dilma é ocupada pelo pastor George Hilton, no Ministério do Esporte.

FONTE:  http://jornalimpactoonline.com.br/portal/?url=gospel/universal-expulsa-pastor-vereador-acusado-de-envolvimento-em-escandalo-de-corrupcao