segunda-feira, 19 de setembro de 2016

MORO, O "HERÓI" DO BRASIL, RECEBEU TREINAMENTO DOS ESTADOS UNIDOS PARA INFLUENCIAR NA LAVA A JATO!

Wikileaks revela detalhes do treinamento de Moro pelo governo dos EUA

Documentos liberados hoje, mostram os detalhes do treinamento de Moro nos EUA, pelo departamento de estado norte americano, os americanos tem interesse em comprar a Petrobrás.

FONTE:  http://www.plantaobrasil.net/news.asp?nID=94844

 Jornal GGN - O WikiLeaks revelou um documento do governo dos EUA que mostra como a Lava Jato e os trabalhos do juiz federal Sergio Moro sofreram influência de agentes treinadores daquele País, que capacitam profissionais para o combate a "crimes financeiros e terrorismo". O informe diz que os agentes norte-americanos influenciariam brasileiros a criar uma força-tarefa para trabalhar em um caso factual, que receberia assessoria externa em "tempo real".

Segundo o comunicado, após o sucesso de um seminário sobre "crimes financeiros ilícitos" promovido pelo "Projeto Pontes" (bancado com recursos dos EUA), cursos de formação em São Paulo e Curitiba foram solicitados por juizes, promotores e policiais brasileiros interessados em aprofundar o conhecimento sobre como, por exemplo, arrancar, de maneira prática, revelações de acusados de lavagem de dinheiro e outras testemunhas.

Sergio Moro participou do seminário na condição de palestrante, em outubro de 2009, expondo de acordo com o telegrama recebido pelos governo dos EUA, as "15 questões mais frequentes nos casos de lavagem de dinheiro nas cortes brasileiras".

Antes de Moro, o ex-ministro do Superior Tribunal de Justiça, Gilson Dipp, também fez uma apresentação que "ofereceu um paronama da história legislativa e política da legislação brasileira para lavagem de dinheiro e atividade de finanças ilícitas".

Dipp foi contratado, posteriormente, pelo escritório que defende executivos da Galvão Engenheira na Lava Jato para contestar no Supremo Tribunal Federal a validade da delação premiada de Alberto Youssef, posto que o doleiro já havia firmado acordo de cooperação no âmbito da Operação Banestado, e descumprido as regras impostas praticando novos crimes.

Leia mais:

Como a Lava Jato foi pensada como uma operação de guerra

Lava Jato sob Moro atingiu ápice dias antes do impeachment

O treinamento

“Apresentadores norte-americanos discutiram vários aspectos relacionados à investigação e ao processo de casos de finança ilícita e lavagem de dinheiro, incluindo cooperação internacional formal e informal, ocultação e desvio de patrimônio, métodos de prova, esquemas pirâmide, delação premiada, uso de interrogatório direto como ferramenta e sugestões de como lidar com ONGs que se suspeite que sejam usadas para financiamentos ilegais”, descreve o documento após citar a participação dos magistrados brasileiros no seminário.

Um dos pontos altos do treinamento foi a "simulação de preparação de testemunha e interrogatório direto", que contou com partipação majoritária de brasileiros que operam "exclusivamente na vara federal especializada em crimes contra o Sistema Financeiro Nacional e de lavagem de dinheiro criada em 1998, em conjunção com uma lei sobre lavagem de dinheiro. Procuradores e investigadores especializados levam seus casos de lavagem de dinheiro àquelas varas, que têm sido mais efetivas que muitas e têm enfrentado alguns dos casos mais significativos envolvendo corrupção e indivíduos de alto nível.”

Força-tarefa

O sucesso do seminário, segundo a visão dos estadunidenses, foi medido pelo pleito dos profissionais brasileiros por novos treinamentos.

“Os participantes elogiaram a ajuda em treinamento e solicitaram mais treinamento para coleta de provas, interrogatório e entrevista, habilidades em situação de tribunal e o modelo de força-tarefa. (...) vários comentaram que desejavam aprender mais sobre o modelo proativo de força-tarefa; desenvolver melhor cooperação entre procuradores e polícia e ganhar experiência direta no trabalho sobre casos financeiros complexos de longo prazo."

Para os agentes do EUA envolvidos no projeto, "(...) há necessidade continuada de assegurar treinamento a juízes federais e estaduais no Brasil, e autoridades policiais para enfrentar o financiamento ilícito de conduta criminosa. (...) Idealmente, o treinamento deve ser de longo prazo e coincidir com a formação de forças-tarefa de treinamento. Dois grandes centros urbanos com suporte judicial comprovado para casos de financiamento ilícito, especialmente São Paulo, Campo Grande ou Curitiba, devem ser selecionados como locação para esse tipo de treinamento."

As anotações vazadas pelo WikiLeaks indicam, ainda, que os agentes americanos pretendiam não só ensinar como se daria a formação de uma força-tarefa para um caso específico, mas incentivar que esse caso fosse transformado em "investigação real", com "acesso" aos treinadores.

"Assim sendo, as forças-tarefas podem ser formadas e uma investigação real poderá ser usada como base para o treinamento que sequencialmente evoluirá da investigação à apresentação em tribunal e à conclusão do caso. Com isso, os brasileiros terão experiência em campo do trabalho de uma força tarefa proativa num caso de finanças ilícitas e darão acesso a especialistas dos EUA para orientação e apoio em tempo real."

A delação premiada

Em matéria publicada pelo Consultor Jurídico (leia aqui), em maio 2009, antes do encontro do Projeto Pontes no Brasil, Sergio Moro compartilhou o que já aprendera, àquela altura, com juizes dos Estados Unidos sobre delação premiada:

“A primeira dica é nunca confiar em um criminoso. Para o juiz, é preciso lembrar que o delator tem um interesse próprio."

"É importante também, segundo Moro, que promotores e juízes tenham uma relação transparente e honesta com o delator."

"O acordo tem de seguir a lógica: 'Acordo com peixe pequeno é para pegar peixe grande; com peixe grande é para pegar outros peixes grandes', explica. Segundo Moro, nos Estados Unidos entende-se como acordo precioso aquele que tem efeito dominó."

"(...) Sugestão de juiz dos Estados Unidos, citado por Moro, é pedir uma amostra ao delator com o compromisso de não utilizá-la, a não ser que haja acordo."

"[Moro] afirmou que pode acontecer de o Ministério Público fazer uma 'sondagem' com o Judiciário para saber se o acordo seria validado. O juiz acredita que isso é válido, pois dá mais segurança."

“Outra experiência que o juiz contou é de que, nos Estados Unidos, foi levada à Suprema Corte um caso em que delator grava declarações do investigado. Alguns sustentaram que isso era vedado, por entender que era autoincriminação. Os EUA, diz Moro, entenderam que o devido processo legal não protege quem confia na pessoa errada e que a autoincriminação só ocorre quando é feita diante de autoridade pública.”

A Agência Pública coleciona uma série de reportagens sobre os documentos do WikiLeaks que revelam os interesses dos EUA com cooperações técnicas em temas relacionados a segurança pública no Brasil. Há relatos que vão de doações de materiais para centros em São Paulo e Curitiba, à solicitação de recursos ao governo americano, para custear treinamento a brasileiros.


Como os EUA influenciaram Sergio Moro e a Operação Lava Jato

 

Jornal GGN - WikiLeaks revelou um documento do governo dos EUA que mostra como a Lava Jato e os trabalhos do juiz federal Sergio Moro sofreram influência de agentes treinadores daquele País, que capacitam profissionais para o combate a "crimes financeiros e terrorismo". O informe diz que os agentes norte-americanos influenciariam brasileiros a criar uma força-tarefa para trabalhar em um caso factual, que receberia assessoria externa em "tempo real".
Segundo o comunicado, após o sucesso de um seminário sobre "crimes financeiros ilícitos" promovido pelo "Projeto Pontes" (bancado com recursos dos EUA), cursos de formação em São Paulo e Curitiba foram solicitados por juizes, promotores e policiais brasileiros interessados em aprofundar o conhecimento sobre como, por exemplo, arrancar, de maneira prática, revelações de acusados de lavagem de dinheiro e outras testemunhas.
Sergio Moro participou do seminário na condição de palestrante, em outubro de 2009, expondo de acordo com o telegrama recebido pelos governo dos EUA, as "15 questões mais frequentes nos casos de lavagem de dinheiro nas cortes brasileiras".
Antes de Moro, o ex-ministro do Superior Tribunal de Justiça, Gilson Dipp, também fez uma apresentação que "ofereceu um paronama da história legislativa e política da legislação brasileira para lavagem de dinheiro e atividade de finanças ilícitas".
Dipp foi contratado, posteriormente, pelo escritório que defende executivos da Galvão Engenheira na Lava Jato para contestar no Supremo Tribunal Federal a validade da delação premiada de Alberto Youssef, posto que o doleiro já havia firmado acordo de cooperação no âmbito da Operação Banestado, e descumprido as regras impostas praticando novos crimes.
Leia mais: 
Como a Lava Jato foi pensada como uma operação de guerra
Lava Jato sob Moro atingiu ápice dias antes do impeachment
O treinamento
“Apresentadores norte-americanos discutiram vários aspectos relacionados à investigação e ao processo de casos de finança ilícita e lavagem de dinheiro, incluindo cooperação internacional formal e informal, ocultação e desvio de patrimônio, métodos de prova, esquemas pirâmide, delação premiada, uso de interrogatório direto como ferramenta e sugestões de como lidar com ONGs que se suspeite que sejam usadas para financiamentos ilegais”, descreve o documento após citar a participação dos magistrados brasileiros no seminário.
Um dos pontos altos do treinamento foi a "simulação de preparação de testemunha e interrogatório direto", que contou com partipação majoritária de brasileiros que operam "exclusivamente na vara federal especializada em crimes contra o Sistema Financeiro Nacional e de lavagem de dinheiro criada em 1998, em conjunção com uma lei sobre lavagem de dinheiro. Procuradores e investigadores especializados levam seus casos de lavagem de dinheiro àquelas varas, que têm sido mais efetivas que muitas e têm enfrentado alguns dos casos mais significativos envolvendo corrupção e indivíduos de alto nível.”
Força-tarefa
O sucesso do seminário, segundo a visão dos estadunidenses, foi medido pelo pleito dos profissionais brasileiros por novos treinamentos.
“Os participantes elogiaram a ajuda em treinamento e solicitaram mais treinamento para coleta de provas, interrogatório e entrevista, habilidades em situação de tribunal e o modelo de força-tarefa. (...) vários comentaram que desejavam aprender mais sobre o modelo proativo de força-tarefa; desenvolver melhor cooperação entre procuradores e polícia e ganhar experiência direta no trabalho sobre casos financeiros complexos de longo prazo."
Para os agentes do EUA envolvidos no projeto, "(...) há necessidade continuada de assegurar treinamento a juízes federais e estaduais no Brasil, e autoridades policiais para enfrentar o financiamento ilícito de conduta criminosa. (...) Idealmente, o treinamento deve ser de longo prazo e coincidir com a formação de forças-tarefa de treinamento. Dois grandes centros urbanos com suporte judicial comprovado para casos de financiamento ilícito, especialmente São Paulo, Campo Grande ou Curitiba, devem ser selecionados como locação para esse tipo de treinamento."
As anotações vazadas pelo WikiLeaks indicam, ainda, que os agentes americanos pretendiam não só ensinar como se daria a formação de uma força-tarefa para um caso específico, mas incentivar que esse caso fosse transformado em "investigação real", com "acesso" aos treinadores.
"Assim sendo, as forças-tarefas podem ser formadas e uma investigação real poderá ser usada como base para o treinamento que sequencialmente evoluirá da investigação à apresentação em tribunal e à conclusão do caso. Com isso, os brasileiros terão experiência em campo do trabalho de uma força tarefa proativa num caso de finanças ilícitas e darão acesso a especialistas dos EUA para orientação e apoio em tempo real."
A delação premiada
Em matéria publicada pelo Consultor Jurídico (leia aqui), em maio 2009, antes do encontro do Projeto Pontes no Brasil, Sergio Moro compartilhou o que já aprendera, àquela altura, com juizes dos Estados Unidos sobre delação premiada:
“A primeira dica é nunca confiar em um criminoso. Para o juiz, é preciso lembrar que o delator tem um interesse próprio."
"É importante também, segundo Moro, que promotores e juízes tenham uma relação transparente e honesta com o delator."
"O acordo tem de seguir a lógica: 'Acordo com peixe pequeno é para pegar peixe grande; com peixe grande é para pegar outros peixes grandes', explica. Segundo Moro, nos Estados Unidos entende-se como acordo precioso aquele que tem efeito dominó."
"(...) Sugestão de juiz dos Estados Unidos, citado por Moro, é pedir uma amostra ao delator com o compromisso de não utilizá-la, a não ser que haja acordo."
"[Moro] afirmou que pode acontecer de o Ministério Público fazer uma 'sondagem' com o Judiciário para saber se o acordo seria validado. O juiz acredita que isso é válido, pois dá mais segurança."
“Outra experiência que o juiz contou é de que, nos Estados Unidos, foi levada à Suprema Corte um caso em que delator grava declarações do investigado. Alguns sustentaram que isso era vedado, por entender que era autoincriminação. Os EUA, diz Moro, entenderam que o devido processo legal não protege quem confia na pessoa errada e que a autoincriminação só ocorre quando é feita diante de autoridade pública.”
A Agência Pública coleciona uma série de reportagens sobre os documentos do WikiLeaks que revelam os interesses dos EUA com cooperações técnicas em temas relacionados a segurança pública no Brasil. Há relatos que vão de doações de materiais para centros em São Paulo e Curitiba, à solicitação de recursos ao governo americano, para custear treinamento a brasileiros.

OPINIÃO ANDRÉ DE MORAES:

MORO É DE FATO UM HERÓI? SÓ SE FOR HERÓI DOS ESTADOS UNIDOS!

É incrível a capacidade que o povo brasileiro tem de encontrar "heróis" em qualquer vagabundo pilantra que ganha milhões de reais pra fazer o que faz! É incrível como o povo dessa nação usa e abusa do paternalismo maldito para por nas mãos alheias a sua responsabilidade de resolver os próprios problemas!

Mais uma vez o povo faz de um pilantra um herói renomado e acima de qualquer suspeita!

A OBRIGAÇÃO DE RESOLVER ESSE PAÍS É SUA, É MINHA, É DE TODOS NÓS E NÃO DE UM SUPER HOMEM VINDO DE UM OUTRO PLANETA COM PODERES MIRACULOSOS!

Enquanto o povo colocar nas mãos alheias a responSabilidade de resolver os problemas dessa país, que é de cada um, teremos canalhas e mais canalhas no poder, roubando cada vez mais e desgraçando a vida de todos nós cada vez mais!

Em um outro artigo mostro como os MALDITOS ESTADOS UNIDOS, juntamente com seu pau mandado a INGLATERRA, fizeram para derrubar a também canalha e bandida DILMA do poder, usando para isso a rede globo e demais paus mandados, mas mesmo com tantas evidências e histórico a nação continua entorpecida pelo desejo de se ter um herói que resolva os seus problemas!


domingo, 18 de setembro de 2016

"ATENTADO" ÀS TORRES GÊMEAS EM NOVA TORK: 15 ANOS DA MAIOR FARSA DO SÉCULO!

PARABÉNS PELOS 15 ANOS DO MAIOR TEATRO À CÉU ABERTO DO SÉCULO!

OPINIÃO ANDRÉ DE MORAES:

DEIXEI MEUS PARABÉNS PARA ESSE EVENTO ESTÚPIDO QUE CEIFOU QUASE TRÊS MIL PESSOAS DE UM SÓ VEZ. TENTANDO ALERTAR AO POVO PARA, PELO MENOS, INVESTIGAR OS ACONTECIDOS NESSE DIA.
A MAIOR PARTE DAS PESSOAS DO BRASIL ACREDITA MESMO QUE HOUVE ATENTADO TERRORISTA. NOS ESTADOS UNIDOS A HISTÓRIA NÃO É BEM ASSIM!

SOU GRAFITEIRO, E FAZENDO UM SERVIÇO EM SÃO PAULO, GUAIANASES, ZL, APROVEITEI UM MURO EM BRANCO E DEIXEI UM RECADO PARA A POPULAÇÃO:







Atentado de 11 de setembro de 2001: O 15º aniversário do maior crime e encobrimento do século (False Flag Attack)
Edifício do WTC explodindo (e não queimando) em pó fino por explosivos pré-plantados em uma clara e óbvia demolição controlada. A poderosa propaganda e a grande mentira perpetrada pelos  meios de comunicação (controlados)  tem justificado nas mentes da maioria dos cidadãos americanos o que a administração corrupta Bush/Cheney, declarou afirmando que os “ataques” foram orquestrados por terroristas de Osama bin Laden (já quase morto naquele momento), e não pelos senhores da guerra (warmongers) de nosso próprio sistema de capitalismo clientelista que adora os deuses Mammon e Marte, o deus da guerra.
Tradução, edição e imagens:  Thoth3126@protonmail.ch
“O que realmente aconteceu em 11 de setembro”?
Por Dr. Gary G. Kohls – Global Research, 11 de setembro de 2016
A seta na foto abaixo à seguir aponta para a fumaça de uma “detonação” de explosão que é comumente visto em demolições controladas. Alguns dos “estilhaços” vistos (os únicos objetos sólidos que não pulverizaram em pó) são, na verdade, pedaços de vigas de aço da estrutura que estavam sendo explodidas para cima e lateralmente. Os restos dessas vigas de aço muito bem-seccionadas pela explosão controlada logo foram transportadas para longe e enviados para a China, sob comando do prefeito de Nova York Rudy Giuliani – uma ordem que constitui perturbação da cena do crime – no que foi um crime federal cometido.









Acabei de receber a programação mensal mais recente da PBS (Public Broadcasting System) para setembro e descobri que o mais novo documentário da PBS, intitulado “9/11: Inside the Pentagon” será transmitido e re-transmitido o programa num total de 8 vezes durante a semana circundante ao dia 11 de setembro!
Eu tentei, mas não fui capaz de ver o documentário online na íntegra, mas o trailer foi de ficar sem fôlego, o testemunho em vídeo fez cair lágrimas de vários dos funcionários do Pentágono que sobreviveram ao “acidente” do Voo 77.
No entanto, os investigadores e os verdadeiros repórteres investigativos sabem há muito tempo que não foi nenhum avião do vôo 77 que atingiu o Pentágono naquele dia, uma vez que os danos às várias paredes do Pentágono só poderiam ter sido feitos por um avião muito menor, ou um míssil (ou talvez um drone Global Hawk de $ 222 milhões da USAF ). Também nunca houve nenhuma evidência de detritos derivados da secção do corpo de alumínio, das asas e da cauda de um enorme Boeing 757, do voo 77, que pesa 100 toneladas.
A única chamada evidência para o vôo 77 atingindo o Pentágono foi a que o DoD (United States Department of Defense-Departamento de Defesa dos EUA), eventualmente apresentou que eram cinco imagens ridiculamente pouco convincentes produzidas e, obviamente, foto-shopadas que supostamente mostravam um avião em um quadro e explosões com fogo em três outros quadros. (Para obter informações sobre o crime e encobrimento no “ataque” ao Pentágono e uma detalhada exposição do infame caso, obviamente com imagens estáticas que, curiosamente, foram datados em 12/9/01, às 17:37, em vez de 11/09/01, 09:37, o tempo real da colisão), acesse o LINK.







E, claro, não havia nenhum destroço de um avião pesando 100 toneladas por aí fora das paredes de concreto reforçado do Pentágono. Não há turbinas enormes à jato feitos de indestrutível titânio, nem bagagem, sem assentos de passageiros, nem caixa preta indestrutível e não há partes de nenhum corpo de passageiros que  sempre  preenchem o palco de acidentes aéreos com passageiros como vítimas.
Se você não sentiu o cheiro de ratos até agora, você não está prestando atenção. Não espere que a PBS vá levantar quaisquer questões desconfortáveis sobre “atentado” de onze de setembro de 2001 em seu documentário.
Infelizmente, a NPR, MPR e WPR – geralmente minhas respeitadas estações de rádio regionais (que regularmente me pedem dinheiro) – resolutamente tem se recusado a entrevistar qualquer um da multidão de cientistas, pesquisadores, estudiosos e autores que têm acumulado montanhas de evidências forenses de que o “atentado” de 11/09 às torres gêmeas em N. York foi uma operação criminosa de bandeira (False Flag Attack) falsa. Todas as evidências apontam para que tudo tenha sido um trabalho interno.
Os fatos, demonstráveis e indesejáveis que documentam as conspirações e encobrimentos subsequentes (que são as teorias da conspiração) sobre o que realmente aconteceu em 11/09/2001 é, obviamente, um assunto tabu que a grande mídia tem pavor de discutir, mesmo entre os muitos jornalistas investigativos supostamente confiáveis que estão nas equipes dessas estações. Eles aparentemente receberam ordens de cima para censurar a verdade, têm medo de perder seus empregos e/ou por algum outro motivo não podem lidar com a verdade.
Da mesma forma, o PBS geralmente parece manter sutilmente desinformação para os seus telespectadores com vários documentários Frontline tendenciosos que, citando apenas um exemplo, tem promovido a alegada segurança e eficácia de medicamentos tóxicos da indústria farmacêutica Big Pharma sobre vacinas infantis neurotóxicas e indutores de autoimunidade do sistema Big Pharma produtor de vacinas. Ele também continuou aceitando o patrocínio da NOVA  de David Koch e depois esmagando uma exposição das agendas nefastas dos irmãos de Koch.
O PBS nunca exibiu qualquer um das multidões de poderosos e irrefutáveis documentários de verdade sobre o “atentado” de 11/09/2001 que já estão lançados (veja uma lista dos meus melhores mais abaixo). E agora, com o documentário do ataque ao Pentágono em 11/09/2001, o PBS produziu o que se parece com mais uma cortina de fumaça e que certamente irá fazer os telespectadores do PBS com mais discernimento olharem para o outro lado e desligar a TV.
E eles estão mostrando-o oito vezes em uma semana! Ultrajante!
Mas os leitores devem ser lembrados sobre o fato de que aqueles que voluntária e conscientemente encobriram crimes são eles próprios culpados de conduta criminosa, e eles podem ser processados. A maioria das pessoas consideraram os acontecimentos terríveis de 11/09/2001 como o crime do século; por isso aqueles que, conscientemente encobriram esses crimes são tecnicamente culpados de crimes eles mesmos. Se esse padrão se aplicar a editores e editoras (e aos seus repórteres) dos meios de comunicação de TV, rádio e imprensa que nos informam (ou desinformam) com mentiras? Eu também acho que sim.
E, apesar de sua suposta reputação de combate ao crime, o FBI colaborou no acobertamento do crime no “ataque” ao Pentágono por quase instantaneamente confiscar todas as imagens das câmeras de vigilância privadas de vídeo de TODAS as empresas nas proximidades. E o Pentágono nunca lançou a evidência de que teria provado ou refutado o que muitas testemunhas oculares observaram: que nenhum jato comercial atingiu o Pentágono em 11/09/2001. (Se os vídeos realmente demonstravam um enorme avião de passageiros acertando o Pentágono, a administração Bush/Cheney, certamente teria ostentado todos esses vídeos.)







Assim, o encobrimento do Crime do Século (uma ofensa global ) continua acontecendo, e o PBS e a NPR (e todas as outras empresas de mídia corporativa controladas que se pode pensar) poderiam ser processadas por suas mentiras e ajuda no encobrimento por causa das suas decisões de reter informações vitais e mentir ao público e aos contribuintes norte-americanos.
Mas o que me incomoda mais é que a maioria dos adultos jovens após quinze anos (que eram crianças ou ingênuos adolescentes em 2001) do fato ter acontecido poderão nunca ter a oportunidade de ver as evidências que condenam o seu próprio governo, os seus próprios políticos, o seu próprio FBI, a sua própria CIA, o próprio DoD, enfim TODO O ESTABLISHMENT e o GOVERNO no crime do século e no seu encobrimento. O que é necessário é a transparência total.
E assim uma proporção considerável de uma nova geração de americanos cresceu manipulada e não sabe que a agenda de guerra perpétua dos controladores (ocultos) de sua nação, os militares e o establisment econômico causam a diabólica desestabilização de nações mais fracas em todo o mundo, criando guerras e invadindo países em nome de um combate ao “TERRORISMO”, isso é realmente compreensível se percebermos que o que realmente aconteceu em 11/09/2001 foi uma completa lavagem cerebral. Assim o Falso ataque de 11/09/2001 foi a justificação para estupidamente:
  1. invadir o Afeganistão e declarar guerra ao Iraque;
  2. a implantação do estilo GESTAPO no DHS-Departamento de Segurança Interna;
  3. criando assim o Estado de Vigilância atual, sendo que ambos têm eviscerado e desprezado a Constituição. Sem os eventos orquestrados de 11/09/2001, a
  4. decretação do controverso Patriot Act, assim como
  5. todos os demais decretos e atos da National Defense Authorization Act desde então, e ao perpétuo
  6. estado de guerra contra países “terroristas”, produzindo cada vez mais conflitos numa “Guerra ao Terror” que não é realidade .
Sem vir à luz a verdade sobre o atentado de 11/09/2001, nem a credibilidade do país, nem o planeta pode ser pacificado. A poderosa propaganda e a grande mentira perpetrada pelos veículos de informação controlados dos EUA tem justificado nas mentes da maioria dos cidadãos a administração corrupta de Bush/Cheney, afirmando que os “ataques” foram orquestrados por Osama bin Laden, e não pelos senhores da guerra (warmongers) de nosso próprio sistema de capitalismo clientelista que adora os deuses Mammon e Marte, o deus da guerra.
As provas para as afirmações acima são esmagadoras e estão facilmente disponível para confirmação para qualquer pessoa com acesso à Internet e a capacidade de superar o seu patriotismo cego, sua ignorância, dissonância cognitiva e sua vontade de procurar com coragem pela verdade. Os meus colegas na comunidade 9/11Truth esperam apenas por uma avaliação honesta dos fatos até aqui apurados e que os leitores vão começar a ler entre as linhas e começar a pensar criticamente.

Aqui estão vinte e seis perguntas que os americanos precisam  fazer:

1) Você sabia que um terceiro prédio do World Trade Center também caiu em 11 de setembro? O Edifício 7 do WTC era um arranha-céus de 47 andares com estrutura de aço, localizado a uma quadra longe das Torres Gêmeas e não foi atingido por qualquer avião. No entanto, ele caiu na velocidade perto de queda livre diretamente para baixo em sua própria pegada às 5:20 naquela tarde, também num processo claro de IMPLOSÃO.
2) Você sabia que o proprietário do edifício 7, Larry Silverstein, declarou o seguinte: “Nós tivemos uma terrível perda de vidas que talvez a coisa mais inteligente a fazer é “Pull” “[Edifício 7] e eles tomaram essa decisão – “Pull” – e então vimos o colapso do edifício “?  E ainda o Relatório da Comissão sobre 11/9 nunca mencionou nada sobre a queda do Edifício 7  [ “Pull” é um termo da indústria para a utilização de demolição controlada.]



3) Você sabia que “Lucky” (sortudo) Larry Silverstein foi premiado com a bagatela de US$ 4,68 bilhões de dólares em créditos de seguros para as Torres Gêmeas que acabaram de ser alugadas seis semanas antes do 11/09 da Autoridade Portuária de Nova York. A Autoridade Portuária tinha anteriormente se recusado a passar os vários milhões de dólares necessários para remover o amianto e colocar as Torres de acordo com o código exigido por lei?
4) Você sabia que – na história da arquitetura – o fogo nunca causou o COLAPSO de qualquer edifício de estrutura de aço a entrar em colapso, a não ser em 11/9 quando três arranha-céus cairam em velocidades próximas de queda livre, apesar do fato de que havia dezenas de colunas de aço maciço no núcleo de cada uma das Torres gêmeas?
5) Você sabia que todas as vigas de aço do WTC foram rapidamente transferidas para o exterior – antes de qualquer investigação independente – e derretidas? (Este fato é inédito e completamente contrário às leis federais da cena do crime, fazendo o prefeito Rudy Giuliani poder ser processado por esses crimes federais.)
6) Você sabia que aviões de combate rotineiramente são postos no ar no minuto seguinte em que qualquer avião civil perde o contato com as torres de controle da FAA ou se desvia da sua trajetória normal de voo e que os jatos normalmente levam apenas 20 minutos para estar no ar?







7) Você sabia que nos nove meses anteriores ao 11/09 houve 67 jatos interceptados por caças da USAF aos aviões rebeldes e que, em média, 100 interceptações ocorrem a cada ano?
8) Você sabia que o Serviço Secreto quebrou todos os protocolos estabelecidos, permitindo que o presidente Bush permanecesse em uma sala de aula de uma escola comum, em foto bem divulgada, durante pelo menos 8 minutos, depois que foi revelado a ele que “a América estava sob ataque” (quando Andy Card informou-o que o segundo avião havia atingido a segunda torre)?
9) Você sabia que a Comissão de Valores Mobiliários (SEC) NUNCA revelou os acionistas não identificados que fizeram milhões de dólares em lucros por terem vendido na véspera todas as suas ações das companhias aéreas American e United que foram afetadas pelos ataques? Será que eram adivinhos???
10) Você sabia que havia inúmeros avisos de “ataques terroristas iminentes” de pelo menos 11 países antes de 11/09 e que o nível de ameaça para um tal ataque foi ‘vermelho intermitente “de acordo com o director da CIA George Tenet?
11) Você sabia que o procurador-geral John Ashcroft, o prefeito de San Francisco, Willie Brown, o escritor Salman Rushdie e (de acordo com a Newsweek) um grupo de generais de alto escalão no Pentágono foram avisados para não voarem em 11/09, mas que eles nunca revelaram QUEM lhes avisou?








12) Você sabia que em setembro de 2000, um grupo neoconservador (Neocons) dos republicanos conhecido como Projeto para um Novo Século Americano (PNAC, muitos dos quais se tornariam funcionários-chave na administração Bush no ano seguinte) escreveu que a sua proposta maciça de escalada militar faria avançar lentamente “na ausência de algum evento catastrófico e catalisador – como um novo ataque estilo Pearl Harbor“?
13) Você sabia que, pelo menos, 6 dos alegados sequestradores que morreram na queda dos aviões de 11/09 foram relatados como ainda estarem vivos de acordo com relatos da mídia  impressa da BBC e do Reino Unido nas semanas seguintes ao ataque de 11/09?
14) Você sabia que o FBI disse que não há nenhuma evidência de ligação de Osama bin Laden ao 11/09 e que Osama não era procurado pelo crime de 11/09 em sua lista de dez fugitivos mais procurados?
15) Você sabia que o estudioso sobre Osama bin Laden (Bruce Lawrence) afirmou que a fita com a confissão dele de Dezembro de 2001, que a Casa Branca de Bush ostentou, era uma farsa?
16) Você sabia que o secretário de Estado Colin Powell prometeu um Livro Branco provando que Osama bin Laden e a Al Qaeda foram responsáveis pelo 11/09 – mas nunca o produziu?
17) Você sabia que a administração Bush resistiu a formação da comissão de 11/09 durante 441 dias? Ou que as investigações semelhantes, tais como os de Pearl Harbor, o assassinato de JFK e os desastres do ônibus espacial, tudo começou dentro de apenas uma semana?
18) Você sabia que as “The Jersey Girls” – quatro corajosas viúvas do 11/09 – finalmente forçaram a Comissão 11/09 à vir à existência e apresentaram muitas perguntas, 70% das quais foram ignorados? Ou que, sob a liderança de Philip Zelikow, insider da administração Bush, o relatório final não conseguiu resolver qualquer das evidências apontando para a cumplicidade do governo e suas agências? (E o Relatório da Comissão 11/09 nunca disse uma palavra sobre o arranha céu WTC 7?)








19) Você sabia que nenhuma agência oficial (FAA, FBI, CIA ou as companhias aéreas) já lançou uma lista sequer dos passageiros “mortos” em 11/09- incluindo os nomes dos supostamente sequestradores, mas em poucas horas após os atentados, o FBI divulgou uma lista incrivelmente definitiva dos 19 seqüestradores dos “atentados”?
20) Você sabia que vários exercícios de defesa aérea (jogos de guerra) foram planejados para a manhã de 11/09 e que estes exercícios deixou apenas alguns pares de aviões de combate disponíveis para proteger todo o Sector North East da Defesa Aérea dos Estados Unidos deixando Washington, a capital do país e Nova York vulnerável a um ataque aéreo?
21) Você sabia que não havia destroços visível de um avião  onde o vôo 93 supostamente caiu perto de Shanksville, PA. Houve apenas um pequeno buraco fumegante no chão, bem como uma cratera de bomba, com uma pilha de sucata plantada, mas que houve restos da aeronave encontrada a 8 milhas de distância em New Baltimore? E que  o prefeito de Shanksville, Ernie Stull disse três vezes diferentes em uma entrevista (para um documentário alemão, em 2003) que não havia “nenhum avião”?
22) Você sabia que qualquer mobília de escritório queima em baixas temperaturas entre 600º a 800º F, e que combustível de aviação (querosene de alta octanagem), um hidrocarboneto comum, tem uma temperatura máxima de queima de 1200 ºF, mas que o aço não começa a derreter até as temperaturas chegarem a 2.750 ° F?
23) Você sabia que os testes demonstraram que as chamadas de celular – em 2001 – não poderiam ter sido feitas de um avião em altitudes a mais de 8.000 pés (2400 metros) por qualquer duração significativa e que, mais significativamente ainda, o voo 93 da United Airlines comprovadamente estava entre 35 a 40 mil pés (10.640 a 12.160 metros)  de altitude quando as chamadas foram feitas?
24) Você sabia que bombas explodiram na Torre Norte no subsolo alguns segundos antes do primeiro avião bater na torre – de acordo com Willie Rodriguez, um zelador que se tornou conhecido como o último homem a abandonar a torre e que foi premiado com uma medalha pelo presidente Bush, por sua bravura no resgate de dezenas de pessoas da Torre do Norte antes de ela entrar em colapso e ruir? Rodriguez testemunhou que ele e seus colegas de trabalho ouviram várias explosões vindas de vários locais nos andares acima.
25) Você sabia que o alegado sequestrador Hani Hanjour era conhecido como um piloto incompetente para seus treinadores e ainda assim ele supostamente fez uma inédita curva de 270° voando a 500 mph (845 KM hora), num mergulho de 7.000 pés em menos de 3 minutos num dos maiores e mais pesados aviões do planeta? E então supostamente caiu o vôo 77 na seção menos povoada, e mais reforçada do Pentágono?
26) Você sabia que a grande mídia (MSM) nos EUA é de propriedade e controladas por cinco ou seis grandes conglomerados empresariais e que tem sido muito limitada a cobertura esporádica de pontos de vista alternativos sobre 11/09? A qualquer momento que a emissão do assunto sobre o atentado de 11/09 é levantada, a MSM acusa o questionador de ser um teórico da conspiração ou até mesmo um traidor.
obama-clap-clap

Dezessete dos melhores sites sobre 11/09Truth (A verdade sobre o 11 de setembro) que expõe para os candidatos com tempo limitado para a sua investigação para conhecer a verdade: 
Compilado por Gary G. Kohls, MD, membro do 9/11Truth
1) “DOD Secretary Donald Rumsfeld Has No Clue About WTC7” (3 Minutes):
https://www.youtube.com/watch?v=OdbknSpnt2A
2) “9/11 – The Truth in 5 Minutes” – (From the Corbett Report):
https://www.youtube.com/watch?v=hgrunnLcG9Q
3) “The Five Dancing Israelis (Mossad) on 9/11” (7 Minutes):
https://www.youtube.com/watch?v=xv5s_VEmZd0
4) “25 Hard Facts About 9/11” (10 Minutes):
https://www.youtube.com/watch?v=5H2wr0khnJA
5) “Rumsfeld on 9/10/01: Pentagon is Missing $2.3 Trillion” (11 Minutes):
https://www.youtube.com/watch?v=W-F5NKAMdFc
6) “Who Benefited From 9/11?” (16 Minutes):
https://www.youtube.com/watch?v=QMJ-5BmhkJs
7) “Exposing the fraud of 9/11” (22 Minutes):
https://www.youtube.com/watch?v=afUS_58XC5I
8) “CIA Insider Tells 9/11 Truth” (23 Minutes):
https://www.youtube.com/watch?v=K-cGbEwfx20
9) Richard Gage (of Architects and Engineers for 9/11 Truth): “The World Is Ready! (ie, for the truth)” (42 Minutes):
https://www.youtube.com/watch?v=H8EvBJ1RTq8
10) “911 What Really Happened?” (25 Minutes):
https://www.youtube.com/watch?v=e-wXcJA-et0
11) James Corbett’s “9/11 Trillions: Follow the Money” (60 Minutes):
https://www.youtube.com/watch?v=7cH6l8_D9DQ
12) “9/11: A Scientific Look at the Evidence” (63 Minutes):
https://www.youtube.com/watch?v=KRYLdB_ba_0
13) “9/11 – Anatomy of a Great Deception” (90 Minutes):
https://www.youtube.com/watch?v=l0Q5eZhCPuc
14) David Ray Griffin’s Presentation – “9/11 The Myth and The Reality” (100 Minutes):
https://www.youtube.com/watch?v=z9UwsSXwTYg
15) Massimo Mazzucco’s “September 11 – The New Pearl Harbor” (115 Minutes)
https://www.youtube.com/watch?v=O1GCeuSr3Mk
16) “Under Occupation: 9/11 Reality” (Canadian – 120 minutes):
https://www.youtube.com/watch?v=yNuebABgJNs17) “9/11: Explosive Evidence – Experts Speak Out” (Full Film from
Architects and Engineers for 9/11 Truth (AE911Truth – 140 Minutes):
A Selection of 911 Truth Websites:

countdown-contagem-regressiva
“Quando você perceber que, para produzir, precisa obter a autorização de quem não produz nada; quando comprovar que o dinheiro flui para quem negocia não com bens, mas com favores; quando perceber que muitos ficam ricos pelo suborno e por influência, mais que pelo próprio trabalho, e que as leis não nos protegem deles, mas, pelo contrário, são eles que estão protegidos de você; quando perceber que a corrupção é recompensada, e a honestidade se converter em auto-sacrifício; então voce poderá afirmar, sem temor de errar, que sua sociedade está condenada”. Ayn Rand

Para saber mais ver em: 
  1. http://thoth3126.com.br/profecia-de-1912-sobre-fim-dos-eua-e-obama/
  2. http://thoth3126.com.br/denver-international-airport-uma-enorme-base-subterranea/
  3. http://thoth3126.com.br/illuminati-revelacoes-de-um-membro-no-topo-da-elite-explosivo/
  4. http://thoth3126.com.br/costa-oeste-dos-eua-e-futuro-grande-terremoto/
  5. http://thoth3126.com.br/supervulcao-de-yellowstone-e-25-vezes-maior-do-que-se-pensava/
  6. http://thoth3126.com.br/o-futuro-dos-eua-por-ned-dougherty/
  7. http://thoth3126.com.br/a-visao-das-provacoes-dos-estados-unidos-por-george-washington/
  8. http://thoth3126.com.br/novo-telescopio-no-polo-sul-spt-south-pole-telescope/
  9. http://thoth3126.com.br/barack-obama-adverte-norte-americanos-sobre-desastres/
  10. http://thoth3126.com.br/o-risco-donald-trump/
  11. http://thoth3126.com.br/o-projeto-comunista-nos-eua-nwo-nova-ordem-mundial/
  12. http://thoth3126.com.br/todos-os-sismografos-de-yellowstone-bloqueados/
  13. http://thoth3126.com.br/insider-da-dhs-fala-de-crise-de-magnitude-sem-precedentes-sendo-preparada-nos-eua/
  14. http://thoth3126.com.br/divida-dos-eua-superou-19-trilhoes-de-dolares/
  15. http://thoth3126.com.br/caos-vai-eclodir-nos-eua-em-menos-de-100-dias/

DOCUMENTÁRIOS QUE VOCÊ PODE ACESSAR NO YOUTUBE:






PESSOAS QUE INVESTIGAVAM O FALSO ATENTADO MORRERAM DE REPENTE!



EM BREVE POSTAREI MAIS DOCUMENTÁRIOS PROVANDO QUE O ATENTADO FOI UMA GRANDE FARSA!

quinta-feira, 15 de setembro de 2016

Bayer anuncia compra da Monsanto por US$ 66 bilhões


Alemã pagará US$ 128 em dinheiro por cada ação da americana






FRANKFURT - O grupo farmacêutico alemão Bayer anunciou nesta quarta-feira a aquisição da rival americana Monsanto por US$ 66 bilhões. O acordo de fusão prevê que a Bayer pague US$ 128 por ação da Monsanto em dinheiro. O valor é 44% superior ao preço do papel em 9 de maio deste ano, dia da proposta feita por escrito pela alemã à americana. O conselho de diretores e de supervisão das duas companhias concordaram com o negócio por unanimidade.
A compra da empresa conhecida pelo desenvolvimento de sementes geneticamente modificadas é o negócio mais caro já feito pelo grupo alemão. O negócio, porém, depende da aprovação de acionistas e de órgãos reguladores da concorrência.
“Bayer e Monsanto firmaram nesta quarta-feira um acordo de fusão”, anunciou a Bayer em comunicado. O grupo alemão teve que melhorar sua oferta várias vezes desde maio até obter o aval da gigante americana.
“Estamos felizes em anunciar a combinação de nossas duas grandes organizações. Isso representa um grande passo em nosso negócio agrícola e reforça a posição de liderança da Bayer em inovação global.”
A Bayer afirmou que as duas empresas são complementares. A alemã produz pesticidas agrícolas, enquanto a Monsanto se concentra principalmente na produção de sementes geneticamente modificadas. A sede da divisão agrícola da empresa, assim como da representação da companhia na América do Norte, ficará em St. Louis, Missouri, onde a Monsanto já está sediada.



Logomarca da Bayer em Wuppertal, Alemanha - INA FASSBENDER / REUTERS
Segundo a empresa, o negócio promoverá a criação de valor significativo com sinergias anuais esperadas de aproximadamente US$ 1,5 bilhão após três anos, além de sinergias adicionais de soluções integradas no futuro.
Juntos, Bayer e Monsanto se converterão em um gigante mundial de US$ 25,8 bilhões em volume de negócios anual, com 140 mil funcionários.
A perspectiva da união entre a Monsanto e a Bayer causou fortes críticas na Alemanha, um país cuja sociedade se opõe majoritariamente aos transgênicos.
O acordo criará a maior produtora de sementes e pesticidas do mundo, segundo fontes do setor. E anúncio desta quarta-feira abre caminho para que a busca de aprovação dos órgãos antimonopólio — um processo que pode ser longo.

fonte:  http://oglobo.globo.com/economia/negocios/bayer-anuncia-compra-da-monsanto-por-us-66-bilhoes-20107153





Autoridades antitruste ainda precisam aprovar a fusão, que deve ser a maior transação em dinheiro da história

Após meses de negociações, o grupo farmacêutico e químico alemão Bayer anunciou nesta quarta-feira (14/09) que acertou a compra da empresa agroquímica americana Monsanto por 66 bilhões de dólares. Trata-se do maior acordo de aquisição fechado neste ano e, se concretizada, a maior aquisição já feita por uma empresa alemã.
"A Bayer e a Monsanto assinaram um acordo de fusão vinculante nesta quarta-feira", diz um comunicado divulgado no site do grupo alemão. "Os membros do Conselho de Administração da Monsanto, assim como os Conselhos Diretivo e de Supervisão da Bayer, aprovaram o acordo por unanimidade."
O acordo foi fechado após a Bayer aumentar sua oferta pela terceira vez. O grupo alemão pagará 128 dólares por ação, um pouco mais do que a proposta anterior, de 127,50 dólares por ação.
O acordo supera a fusão da alemã Daimler com a americana Chrysler, em 1998, que rendeu à montadora dos EUA mais de 40 bilhões de dólares. A compra da Monsanto também deve ser a maior transação em dinheiro já realizada, superando a oferta de 60,4 bilhões de dólares feita pela cervejaria InBev à Anheuser-Busch em 2008.
As negociações entre a Bayer e a Monsanto começaram em março deste ano. A primeira oferta do grupo alemão, de 122 dólares por ação, foi apresentada em maio.
Autoridades antitruste
Antes da fusão se consolidar, especialistas antitruste afirmaram que reguladores do mercado nos EUA provavelmente exigirão a venda de algumas licenças de soja, algodão e canola como uma condição para aprovar o acordo.
Se concretizado, o negócio criará a maior fabricante de herbicidas e sementes do mundo. Segundo o jornal The Wall Street Journal, juntas, a Bayer e a Monsanto controlariam 28% das vendas de herbicidas. Elas também seriam fortes no mercado de sementes de cereais e de soja nos Estados Unidos.
A Monsanto é a líder mundial em herbicidas e sementes transgênicas e a fabricante do controverso herbicida glifosato, muito criticado por ambientalistas e suspeito de causar câncer.
O fato de a empresa ser forte nos EUA, e a Bayer, na Europa e na Ásia, pode servir como um bom argumento para a aprovação da fusão. No ano passado, a Monsanto tentou adquirir a concorrente suíça Syngenta, que ao final ficou nas mãos de empresários chineses.
Segundo o comunicado da Bayer, a sede da nova gigante no setor de sementes deverá ficar em em St. Louis, no estado americano de Missouri.

Fonte: https://economia.terra.com.br/bayer-anuncia-compra-da-monsanto-por-us-66-bilhoes,6dbbe6d3771222d5dfc2110770827f11myopsmkd.html








MULTINACIONAIS QUEREM PROVATIZAR (E VÃO) O USO DA ÁGUA E TEMER NEGOCIA!

ENQUANTO A MAIORIA ACHA QUE SÓ O LULA É LADRÃO...


O governo do presidente de facto, Michel Temer, advertido para o efeito extremamente negativo da medida, caso venha a ser adotada, resolveu adiar a primeira reunião para tratar da privatização da água no Brasil

Por Redação – de Brasília
A sanha privatista do governo instalado após o golpe de Estado, em curso, atinge um dos segmentos mais estratégicos para o crescimento do país, segundo revelou um alto funcionário da Agência Nacional de Águas (ANA), em condição de anonimato, à reportagem do Correio do Brasil, na manhã desta segunda-feira. O Aquífero Guanani, reserva de água doce com mais de 1,2 milhão de km², deverá constar na lista de bens públicos privatizáveis, à exemplo das reservas de petróleo no pré-sal e da estatal federal de energia, Eletrobras.

 Presidente da Nestlé, o austríaco Peter Brabeck-Letmathe é um dos principais interessados na água do Aquifero Guarani.


Esse projeto foi executado com recursos do Global Environment Facility (GEF), sendo o Banco Mundial a agência implementadora e a Organização dos Estados Americanos (OEA) a agência executora internacional. A GEF, no entanto, mantém laços muito próximos às grandes corporações.
Com área total de 1,2 milhões de km², dois terços da reserva estão em território brasileiro, no subsolo dos Estados de Goiás, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, São Paulo, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul. “A importância estratégica do Aqüífero para o abastecer as gerações futuras desperta atenção de grupos de diferentes setores em todo o mundo”, afirma documento da Organização de Direitos Humanos Terra de Direitos.



“A sociedade civil organizada está atenta às possíveis estratégias de privatização de grupos econômicos transnacionais. Uma vez que, em 2003, a Organização dos Estados Americanos (OEA) e o Banco Mundial, através do Fundo Mundial do Meio Ambiente (GEF), implementaram o projeto de Proteção Ambiental e Desenvolvimento Sustentável que visa reunir e desenvolver pesquisas sobre o Aqüífero Guarani, com objetivo de implementar um modelo institucional, legal e técnico comum para países do Mercosul”, acrescenta.

Água privatizada

O empresário austríaco Peter Brabeck-Letmathe, principal financiador de campanha dos partidos de extrema direita naquele país, preside o grupo Nestle desde 2005 e nunca escondeu seu objetivo de tornar o fornecimento da água passível de exploração ainda mais acentuada pelas companhias do setor alimentício. O comércio de água representa 8% do capital do conglomerado que, em 2015, totalizaram aproximadamente US$ 100 bilhões.
“A água que você precisa para a sobrevivência é um direito humano, e deve ser disponibilizada a todos, onde quer que estejam, mesmo que eles não possam se dar ao luxo de pagar por isso. No entanto, também acredito que a água tem um valor. As pessoas que usam a água canalizada para a sua casa para irrigar seu gramado, ou lavar o carro, devem arcar com o custo da infra-estrutura necessária para a sua apresentação”, disse Brabeck-Lemathe em recente artigo publicado na sua página, em uma rede social.
As fábricas que engarrafam, em muitos casos tomam a água da mesma rede destinada para uso público. Muitas vezes, como a Coca Cola, acrescentam um pacote de minerais e a chamam de “água mineral”. Com este procedimento, o preço da água de garrafa salta em mais de mil por cento, “engarrafando-a e tornando-se um dos negócios mais descarados do mundo capitalista”, revela a analista venezuelana Sylvia Ubal, em recente artigo publicado naquele país.
“Nestes tempos da globalização estamos assistindo uma concentração impressionante da indústria em torno de quatro a cinco multinacionais que estão criando um monopólio. Indústrias como Nestlé, Danone, Coca Cola, Pepsi Cola, possuem dezenas de marcas em torno de cada uma delas, que marcam o preço e a qualidade da água sem controle algum. Nos EUA mais de um terço da água engarrafada é simplesmente água de torneira tratada ou não; sendo um negócio monopolizado pela Nestlé e Danone, as líderes mundiais”, acrescentou.
Ubal afirma, ainda, que está cada vez está mais claro que a água doce é um recurso finito, “vulnerável à contaminação – que é excessiva por parte das empresas transnacionais”.
“Esta situação contribuiu para conceber a água como um bem mercantil e não como um direito fundamental, em prejuízo à satisfação das necessidades humanas básicas, das concepções ancestrais das comunidades étnicas, gerando assim maior desigualdade social e afetando, por sua vez, a biodiversidade e o equilíbrio dos ecossistemas. A expansão deste negócio exige das grandes corporações de bebidas e alimentação como a Coca Cola, Pepsi Cola, Danone, Nestlé…, a ter cada vez mais acesso aos recursos hídricos, impulsionando a privatização de água e aquíferos. E o setor da água engarrafada está crescendo muito rapidamente em todo o mundo, sendo o negócio mais lucrativo atualmente, mas também é um dos menos regulados, o que dá lugar a situações verdadeiramente escandalosas”, conclui.